Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Modais de Transporte de Mercadorias

No description
by

hannah miranda morais

on 24 March 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Modais de Transporte de Mercadorias

Operações logísticas da cadeia de suprimentos: Transporte


design by Dóri Sirály for Prezi
Gestão de Transpote
APLICAÇÃO
O modal fluvial
Modais de Transporte de Mercadorias
Modais de Transporte de
Mercadorias
APLICAÇÃO
O modal Marítimo
Engenharia de Produção
Logística
Hannah Miranda
2017.1 - P.7 Aula: 06

O que veremos ?
"Analisar os seus diversos tipos ou modos de transporte"
Saber as características
Fazer um comparativo entre elas
Saber que fatores os impactam e como são formados os seus custos.
Modais de Transporte
60% das despesas logísticas totaiS

Indutor primordial do desenvolvimento
Condições Socioeconômicas e Culturais
Transporte permite a competitividade no mercado global, a exportação e a captação de divisas estrangeiras
Aéreo
Marítimo
Fluvial,
Ferroviário
Rodoviário
Dutoviário
Cargas pesadas e grandes;
Intercontinental;
Grandes distâncias (maiores que 800 km)
VANTAGENS
Custo baixo (é o custo mais baixo por tonelada);
Intercontinental;
Maior capacidade de carga;
Carrega "qualquer" tipo de carga.
DESVANTAGENS
Velocidade lenta;
Baixa flexibilidade,
Necessita de outros modais, Distância dos produtores
Aplicável em grandes rios;
"Longo Curso"
Locais que faltam outros modais;
Transporta granéis como carvão,
minérios, cascalho, areia.


Grandes cargas; Custo baixo.
Manutenção
VANTAGENS
DESVANTAGENS
Sazonalidade, Dependência de poucos rios e lagos (fora da região Norte)
"Denominado navegação nacional "
"Apenas dentro do País"
!
O Modal Ferroviário
APLICAÇÃO
- Manufaturados de baixo valor para
longas distâncias;
- Cargas pesadas;
- Transcontinental;
- Grandes distâncias (maiores que 200 km)
VANTAGENS
Custo de uso é baixo; Agenda/programação Trajeto é mais seguro que o rodoviário
DESVANTAGENS
- Alto custo de implantação
- Não é flexível;
Necessita de outro modal, Diferença na largura de bitolas.
O modal Rodoviário
APLICAÇÃO
- Adequado para curtas e médias distâncias;
- Cargas pesadas
- Médias distâncias (até 150 km) seria
o uso recomendado
- Flexibilidade Entrega porta-a-porta
- Maior frequência e disponibilidade de vias de acesso;
- No mercado de pequenas cargas é mais competitivo em comparação ao ferroviário.
VANTAGENS
DESVANTAGENS
- Problemas no trajeto
- Problemas de segurança
- Menos competitivo para longas distâncias
- Altos custos de manutenção
Modal Dutoviário
APLICAÇÃO
- Fluidos: gás, petróleo, gasolina,
e outros combustíveis.
- Grandes volumes
- Grandes distâncias >1000 km
VANTAGENS
- Rapidez;
- Custo de operação baixo;
- Fluxo constante;
- Fácil operação.
DESVANTAGENS
- Custo de implantação é muito alto;
- Limitação de produtos a serem transportados.
Modal Aéreo
APLICAÇÃO
Cargas pequenas e de alto valor
Grandes distâncias (maiores que
1000 km)
Intercontinental;
VANTAGENS
Rapidez, Não tem problema de trajeto; Intercontinental.
DESVANTAGENS
Custo altíssimo;
Necessita de outro modal;
Menor capacidade de carga;
Valor do frete é o mais elevado
infra-estrutura aeroportuária e sistemas de informação
Análise Comparativa dos Modais
1. Custo;
2. Cobertura de mercado;
3. Comprimento médio do percurso em quilômetro;
4. Capacidade do equipamento de transporte
(tonelada);
5. Velocidade medida pelo tempo em trânsito
6. Disponibilidade
7. Grau de competição (número de oferta de prestadores de serviço)
Análise Comparativa dos Modais
8. Tráfego predominante
9. Confiabilidade no âmbito de transporte
10.Nível de risco
11. Experiências passadas com a modalidade
Custo: é o valor de frete cobrado para transportar a mercadoria de um ponto de origem a um ponto de destino.
Impactado pelo que denominamos frete de retorno.
Capacidade do equipamento de transporte (tonelada):

"Refere-se à capacidade de carga que um veículo do modal escolhido tem para transportar mercadorias em uma viagem ".
Estrada de Ferro Carajás
Área de operação :Pará e Maranhão
No mínimo 50 vagões, e para ser tecnicamente viável, temos de considerar atualmente o limite de 330 vagões de bitola larga.
Dados do Ministério dos Transportes – Disponível em: <http://www.transportes.gov.br/ >. Acesso em: Agosto de 2015
!
Vale ressaltar que ela não deve ser tomada como regra fixa e geral para qualquer transporte de carga. Fatores como o valor agregado da carga, a densidade do produto, a perecibilidade, a inflamabilidade, entre outros, podem mudar significativamente o seu entendimento.
O custo, basicamente, é constituído pela soma de insumos, como:
- Mão de obra,
- Energia:
- Materiais diversos
- Equipamentos, instalações fixas etc., necessários à realização de um determinado serviço, no caso um transporte, que são avaliados monetariamente.
Custo Direto
Custo Indireto.
+
Custos Fixos e Custos Associados
O custo fixo é um dos mais elevados por causa dos direitos de acesso, de construção, de requisitos para controles das estações e da capacidade de bombeamento.
O Modal Dutoviário
Os custos variáveis muito baixos, pouquíssimo custo com mão de obra e pouco custo de combustível, pois alguns usam a gravidade para movimentar os produtos.
Quanto à forma em:
Modal ou Unimodal: envolve apenas uma modalidade;

Intermodal: envolve mais de uma modalidade e para cada trecho-modal é realizado um contrato;

Multimodal: envolve mais de uma modalidade, porém regido por um único contrato;

Segmentados: envolve diversos contratos para diversos modais;

Sucessivos: quando a mercadoria, para alcançar o destino final, necessitar ser transportada para prosseguimento em veículo da mesma modalidade de transporte (regido por um único contrato).
Fonte: Jornal O Globo, 2014
Fatores que Impactam os Custos do Modal de Transporte
Atividade !
Grandes áreas
Operações logísticas da cadeia de suprimentos:
1. Cadeia de suprimentos
2. Logística
3. Cliente
4. Manufatura
5. Suprimentos

1. Transporte
2. Estoque
3. Armazenamento
4 Manuseio
Gestão logística da cadeia de suprimentos:
Estratégica Valor

Logística Integrada = Modo e as Tarefas
Conjugam

Maior custo
USA - COSTA LESTE
Próprios e Contratados
Reduzir o Ciclo do Pedido
Sistema econômico depende de um transporte econômico e confiável.

Movimentar o Estoque
CONSUME

Financeiras

Tempo

Ambientais
Armazenamento do
Estoque
- Redução dos preços
- Acesso a matérias-primas com custo mais baixo
- Desenvolvimento local

FUNÇÕES
PARTICIPANTES

As decisões de transporte são influenciadas por seis participantes:

(1) embarcador, às vezes de- nominado consignador;
(2) destinatário, tradicionalmente denominado consignatário; (3) transportadoras e agentes;
(4) governo;
(5) Internet;
(6) o público.

O QUE CADE UM QUER
bem-estar econômico e social.
Prazo, entrega e perdas zero
maximizar sua renda pela movimentação

informações em tempo real, cadeia, compra de combustivél
acessibilidade, as despesas e a eficácia dos transportes, além das preocupações com padrões ambientais e de segurança

Um modal identifica um método ou forma de transporte básico.
5-6
“tonelada-quilômetro”
Uma “tonelada-quilômetro” é uma medida padrão da atividade de frete que combina peso e distância.

custos fixos altos
Conjunto
Custos Comuns
Roteirização de Cargas
Planejamento de Cargas
Programação de veículos e gerência de pátio

Planejamento
Residência Salgado
Area de Trabalho:
1. Mauricio de Nassau (3)
2. Centro (3)

Atividade:
Escolher o trasporte
Criar um rota
Mensurar os Custos
Em 8 horas de trabalho visitar 13 pontos
ATIVIDADE
Full transcript