Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ergonomia

No description
by

Andressa Potiguara

on 30 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ergonomia

ERGONOMIA
OI
E de onde que veio isso, por que e por quem?
Aplicações
Hm.. E o que mais?
Eleva a qualidade de vida do ser humano
Eleva seu desempenho no trabalho/atividade
Evitar doenças e acidentes

Curiosidade:
Aproximadamente 65% das patologias diagnosticadas nos consultórios médicos e hospitais tem origem no ambiente de trabalho.
1° fase: Ergonomia de Hardware
estudo das características físicas do ser humano (capacidades e limites)

interação dos sistemas homem-máquina.


2° fase: Ergonomia do Meio Ambiente
Questões ambientais naturais e artificiais que interferem no trabalho.


Ergonomia é o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas e psicológicas do ser humano.

Calma colega, ainda não entendi!
COMO ONDE O QUE É
Ergonomia
Estuda as interações seres humanos com outros elementos de um sistema
Finalidade
Otimizar o bem-estar humano; desempenho geral do sistema
Meios
Desenvolve e aplica técnicas de adaptação do homem ao seu trabalho
Estuda formas eficientes e seguras de desempenhá-lo.


Hendrick (1993)

Quatro fases da ergonomia de acordo com a tecnologia enfocada.
4 Fases da Ergonomia
3° fase: Ergonomia de Software
-
interação entre o homem e a máquina no

operador comanda uma máquina que está operando sobre o produto.

4° fase: Macroergonomia
-
Contexto organizacional, psicossocial e político

Administração de recursos, trabalho em equipe, jornada e projeto de trabalho, cooperação e rompimento de paradigmas.

Cientista e biólogo polonês Wojciech Jastrzebowski
Termo ergonomia utilizado pela primeira vez em 1857.

1949- Murrel
Primeira sociedade nacional de ergonomia “Ergonomic Resarch Society”.

Desenvolvimento
em diversos países industrializados.

1959 -
fundada a “International Ergonomics Association”.

1983 -
criada a “Associação Brasileira de Ergonomia”.

1989 -
implantado o primeiro mestrado do país no PPGEP/UFSC.
Anos 80 -
Ergonomia tem duas linhas de direcionamento:

• Europeia
: Importância a atividade, aprendizagem, competência do trabalhador.

• Americana (abordagem clássica
):
Aspectos físicos do homem para dimensionar a estação de trabalho
Homem pré-histórico

Pedra adaptada à mãopara obter maior facilidade, segurança e eficácia.

Invenção da roda
- 3500 a.C. e 3000 a.C.
Controlar o fluxo e a direção da força.




Revolução Industrial XVIII
Surge produtos feitos em série levando ao Desenho Industrial.

Primeira Guerra Mundial
Aumento da produção de armamentos.

Segunda Guerra Mundial
Maior integração entre homem, atividade e máquina.
Maior conhecimento para fabricação de instrumentos bélicos.

Ergonomia
Aumento da produção industrial

Ergonomia no Projeto Gráfico

A apresentação gráfica:
Mais atrativa.
Usuário fica mais motivado a ler a informação
Informação fácil de ser compreendida.
Aumento da eficiência.

Ergonomia no Projeto de Produto

Faz o usuário desejar o objeto
Aumenta a eficacia do objeto
Foca na simplicidade de uso
Conforto
Facilidade
QUEREMOS MAIS IMAGENS!
"
"
Análise da Tarefa
Detalhar todas as atividades que podem ser feitas no objeto/situação.

Detectar problemas e melhorias.
Questionamento realizado com estudantes sobre as cadeiras das salas de aula (UFRN)
Não é confortável: 90%
É confortável: 10%

Porque?
Dor nas costas:

50%
Dor no pescoço: 40%
Dor nos glúteos: 40%
Pouco espaço: 60%

Outros motivos
: As pernas não
alcançam o chão

Consequências observadas:
Infere no rendimento: 90%
Pesquisa!
E aí
A falta de ergonomia
Estudos direcionados:
Ergonomia Física, Ergonomia Cognitiva e Ergonomia Organizacional.

Ergonomia física
Respostas do corpo humano à carga física e psicológica.
Ergonomia
Cognitiva
Refere-se aos processos mentais, tais como percepção, memória, raciocínio e resposta motora.
Ergonomia Organizacional
Otimização de sistemas sociotécnicos, políticas e processos.
ou macroergonomia
Usabilidade
Falta de Ergonomia no quotidiano
usabilidade - ergonomia - design
produtos seguros, confortáveis, eficientes, efetivos e aceitáveis
No trabalho:
Desempenho reduzido
Fadiga
Incidentes constantes
Doenças físicas e mentais
Lesões
Mutilações
Acidentes graves

Estudo da maximização da funcionalidade de um produto na interface com seu usuário.
anatomia, fisiologia, biomecânica, posturas
funcionais, movimentos repetitivos, doenças
profissionais, segurança e saúde musculoesquelética
Etapas do projeto ergonômico
Queremos a opinião de vocês! Que tal um debate?
Quais os motivos físicos que tornam a cadeira de sala de aula desconfortável? Como poderiamos melhorar?
No esporte
Nos utensílios cotidianos:

Praticidade
Produto anatômico
Solucionar fatores que interferem na realização de atividades físicas

Equipamentos mal dimensionados:

Lesões
Queda de desempenho
No ambiente urbano:
Desconforto
Exclusão social

exclusão
inclusão
Na web

Dificultam a leitura das informações
Reduzem a liberdade de navegação
Menor rapidez e eficácia com que as informações chegam ao usuário
Extravagância visualmente incomoda e dificulta o uso.
Filme: THX 1138
Filme: Tempos Modernos
Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO)
facilidade de aprendizado
eficiência na utilização
facilidade de lembrar
poucos erros
satisfação subjetiva
One-dimensional usability
Turkka Keinonen (1998)
abordagem de projeto

atributo do produto

medida

Full transcript