Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA: DEFINIÇÃO E ETAPAS

No description
by

Ana Raquel

on 9 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA: DEFINIÇÃO E ETAPAS

AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA: DEFINIÇÃO E ETAPAS
ETAPAS DA AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
(no mínimo de 10 sessões)
1ª sessão
– entrevista contratual – explicar o trabalho, a duração, o valor...colher dados dos pais, contatos...
2ª sessão –
EFES (Entrevista Familiar Exploratória Situacional) – com o objetivo de entender o motivo a queixa, os pontos de vista da família, estabelecer vinculo, verificar expectativas, explicar atuação do psicopedagogo...
3ª sessão
– EOCA (ENTREVISTA CENTRADA NA APRENDIZAGEM) – Visca (1987)
4ª a 8º sessão
– avaliação com a criança (jogos e testes)


TESTES
1. PROVAS OPERATÓRIAS – PIAGET
Objetivo principal: determinar o grau e aquisição de noções-chave do desenvolvimento cognitivo;


Critérios observáveis:
Provas de conservação: Ela só vai ser capaz de dar a resposta correta a partir dos 7 anos. Exemplos:

COMPÕEM A AVALIAÇÃO:
Entrevista com os pais (anamnese);
Análise do material escolar da criança;
Uso de testes e atividades para avaliar desenvolvimento;
Visita à escola;
Devolução.
EOCA
Aspectos importantes:

Temática
– aquilo que o sujeito traz

Dinâmica

– o que o sujeito faz (gestos, tons de voz, postura)

Produto
– o que ele apresenta no papel

Contribui para o delineamento de hipóteses sobre os problemas de aprendizagem.

CONCEITO:
Consiste numa investigação do processo de aprendizagem do indivíduo, visando entender a origem da dificuldade e/ou distúrbio apresentado.
Parte de uma queixa dos pais, responsáveis, professores, outros profissionais – a demanda.
O processo de avaliação/diagnóstico envolve o próprio indivíduo, a família, a escola e o professor.
Testes
Líquido
Matéria
a) Provas de classificação
(8 a 9 anos – interceção de classes)
b) Provas de Seriação
[a partir dos 6 anos - ex., seriação de palitos]
c) Provas de espaço
 Unidimensional [8 a 9 anos
 Bidimensional [8 a 9 anos
 Tridimensional [acima de 12 anos

d) Provas de pensamento formal
[a partir dos 12 anos (adolescentes)
2. TÉCNICAS PROJETIVAS
(avaliação afetivo-social)
Objetivo: vínculos que o sujeito pode estabelecer em diferentes domínios (escola, família, consigo mesmo, etc.)
Teste da família
Ex. par educativo (pede para a criança desenhar uma pessoa que ensina e uma que aprende; quem são eles? Aproximidade? Como se chama essas pessoas? Dar um título, qual daria?)


Testes
3. TESTES ESCOLARES (avaliação pedagógica)
 Teste de sondagem da escrita;

 Cálculo
AVALIAÇÃO PSICOMOTORA
 Lateralidade

 Coordenação motora

 Tonicidade

Testes
4. ORIENTAÇÃO TEMPORAL E ESPACIAL
Qual o dia, mês e ano? / esquerda ou direita, em cima ou embaixo?

Etapas da avaliação diagnóstica
9ª sessão –
visita à escola

10ª sessão –
entrevista com os pais (anamnese)

11ª sessão –
devolução e possíveis encaminhamentos


DEVOLUTIVA

Informar verbalmente os resultados das áreas pedagógica, cognitiva e afetivo-social da criança, com linguagem acessível à idade; (aspectos cognitivos, pedagógicos, afetivo-sociais, sempre enfatizando àquela área que está tendo prejuízo);
Recomendações e indicações;
Encaminhamentos necessários.

“Processo compartilhado de coleta e análise de informações relevantes da situação de ensino-aprendizagem, considerando-se as características próprias do contexto escolar e familiar, a fim de tomar decisões que visam promover mudanças que tornem possível melhorar a situação colocada”

(Colomer, Masot, Navarro, 2001).
Full transcript