Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

DITADURAS NA AMÉRICA LATINA

trabalho de história
by

Leonardo Lee

on 20 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of DITADURAS NA AMÉRICA LATINA

DITADURAS NA AMÉRICA LATINA Argentina Foi governado pelo estatuto da revolução argentina, no qual os militares introduziam reformas constitucionais As ações do governo foram: suspender as atividades politicas, os direitos dos trabalhadores, proibiram a greve, "acabaram" com os partidos políticos e as aplicações dos estatutos dos
professores. Se iniciou com o golpe de estado, que derrubou o presidente constitucional da época, Arturo Illia, em 28 de Junho de 1966. Deu inicio ao novo período de governo militar tornando a argentina um estado burocrático e autoritário Argentinos estavam inclusos na categoria de inimigos da nação. Noite dos lápis: Aconteceu em agosto e outubro de 1976. Ocorreram sequestros de estudantes que lutavam pelo bilhete estudantil.
Milhares de pessoas ainda vão as ruas lembrar dos estudantes mortos. Mães da praça de maio: nasceu em 1977, construída especifialmente para as mães dos desaparecidos durante a ditadura.

Muitas mulheres ainda se reunem para lembrar de seus filhos desaparecidos durante a ditadura. Copa do mundo: Com sucesso da argentina na copa pareceu que por 25 dias a ditadura foi deixada em segunda plano. Durante o tempo em que o regime ficou implantado o país cresceu muito no setor da indústria, baixa inflação, educação em alta e etc. Reynaldo Bignone foi o ultimo presidente da ditadura militar, ele foi condenado a 25 anos de prisão por violação dos direitos humanos INFORMAÇÕES:

>> Queimaram milhares de livros e revistas consideradas perigosas e censuraram a mídia.
>> A ditadura durou 2182 dias (6 anos)
>> 30.000 Pessoas desaparecidas
>> 350 Se suicidaram depois
>>A argentina foi capaz de superar o ocorrido e hoje tem o trigésimo PIB mundial e é um dos principais membro das economias do G20. Brasil MILAGRE ECONÔMICO OPERAÇÃO CONDOR O QUE FOI O GOLPE DE 64? GOVERNO
JÂNIO E JANGO REPRESSÃO E RESISTÊNCIA NA DITADURA Chile "Pré-ditadura" Forte participação estrangeira no pais, destaque para os EUA. Desenvolvimento econômico
Exportação de minérios
Desenvolvimento do parque industrial Eleição do presidente Salvador Allende "Independência" em relação aos EUA
Nacionalização das empresas norte-americanas Primeiras medidas de Allende Governo norte-americano não gosta das medidas tomadas por Allende O governo Allende enfrenta a crise do cobre no mercado internacional. Os EUA aproveitando a situação, se aproximaram dos opositores do governo Allende, os conservadores, e articularam um golpe para por fim ao governo socialista no Chile. Início da ditadura: Em setembro de 1973 acontece o golpe.
As forças armadas chilenas apoiadas pelos EUA invadem o Palácio La Moneda e colocam fim ao governo socialista no Chile e a vida de Salvador Allende. "Com a morte do presidente Allende, uma junta militar liderada por Augusto Pinochet estabeleceu uma rígida ditadura militar dentro do Chile." Um dos mais violentos regimes ditatoriais latino-americanos. 60 mil pessoas foram mortas ou desapareceram.
200 mil abandonaram o país durante o período em que Pinochet esteve no poder. Golpe e ditadura Fim do regime Apenas no fim da década de 1980, devido as pressões politicas internas e externas começaram a desistabilizar a ditadura. "Em 1988, um plebiscito previsto na Constituição negou a renovação do mandato de Pinochet." Nas eleições do ano seguinte, o oposicionistas Patrício Aylwin Azocar, assume o poder e coloca fim ao regime repressor do Pinochet. Mesmo com o fim de seu governo Pinochet continuou com o cargo de chefe do estado e logo depois assume o cargo de senador vitalício. Pós-ditadura "O Chile viveu um processo de redemocratização marcado pela denúncia e punição dos militares envolvidos com crimes políticos." Augusto Pinochet teve sua prisão decretada pelo juiz espanhol Baltasar Garzón. Uma missão diplomático britânica foi a responsável por capturar Pinochet. No final de 2006, Pinochet faleceu sem nunca ser efetivamente condenado pelos crimes que cometeu. http://www.brasilescola.com/historia-da-america/ditadura-chilena.htm
http://www.infoescola.com/historia/ditadura-no-chile/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Regime_militar_do_Chile
http://www.mundoeducacao.com.br/historia-america/ditadura-chilena.htm
http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/historia/historia_da_america/ditaduras/america_chile
http://www.imeviolao.com.br/arte-cultura/populares/ditadura-militar-argentina.html
http://www.infoescola.com/historia/ditadura-na-argentina/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Argentina
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,AA1275175-5602,00.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A3es_da_Pra%C3%A7a_de_Maio
http://educacao.uol.com.br/historia/futebol-e-regimes-militares-o-futebol-nas-ditaduras-brasileira-e-argentina.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9xico
http://www.klepsidra.net/klepsidra14/fox.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Massacre_de_Tlatelolco
https://www.google.com.br/#hl=pt-BR&sclient=psy-ab&q=m%C3%A9xico+ditadura&oq=m%C3%A9xico+ditadura&gs_l=hp.3..0i30l3j0i8i30.3776.6272.1.6347.13.11.2.0.0.0.260.1921.0j2j7.9.0...0.0...1c.1.OghlJY9ERJA&pbx=1&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.&fp=4c6c05c52de85404&biw=1366&bih=643 Referências: Bolívia Universidade Federal de Santa Catarina
Centro de Ciências da Educação
Colégio de Aplicação
Disciplina: História
Professor: Manoel Teixeira
Grupo:
André Piva; Aleksander Veriguine;
Gabriel Esteves; Krishna Almeida;
Leonardo Filomena; Sidarta Lu Ye Almeida
Turma: 3° C

Florianópolis, setembro de 2012 Colombia Peru México Geral Chamado oficialmente de “Estados Unidos Mexicanos;
5º Maior país das Américas, por área total;
14º País mais independente do mundo;
É o 2º país mais rico e populoso da América Latina, perdendo apenas para o Brasil;
Em 1821, ele teve a sua independência declarada;
Revolução Mexicana em 1910
Ditadura Perfeita No México ocorreu a primeira Revolução Socialista das Américas (1910), a partir daí se instaurou o partido PRI (Partido Revolucionário Institucional);
Os Estados Unidos já interferiram bastante na política interna do México, pois este fica no mesmo continente “americano” e é o país mais pobre da NAFTA;
Ele é “oficialmente” aceito na NAFTA em 17/11/1993 Por uma suposta fraude eleitoral, que levaria à 5ª reeleição de Porfirio Díaz, se iniciou a Revolução Mexicana (1910);
Em 1911, Díaz renunciou e Madero foi eleito, mas acabou assassinado durante um golpe de estado após 2 anos de mandato;
Este golpe de estado reiniciou a guerra civil no México, onde 3 partes podem ser destacadas, Emiliano Zapata, Francisco Villa e Venustiano Carranza, este último foi vencedor Pancho Villa ou Francisco, importante general, comandante da Rev. Mexicana Venustiano Carranza, líder do exército constitucional Emiliano Zapata, líder do exército zapatista de libertação nacional Com a vitória de Venustiano, ao assumir, mudou drasticamente a constituição de 1857, para padrões mais “socialistas”, esta, ficou conhecida como a “constituição de 1917”;
Estimasse que a guerra matou cerca de 900 mil pessoas, de uma população de 15 milhões;
Assassinado em 1920, Carranza foi substituído por Álvaro Obregón, que foi substituido por Plutarco Elías Calles, Obregón foi reeleito em 1928, mas foi morto antes de ocupar o cargo. Em 1929, formado por Calles, foi criado o PNR (Partido Nacional Revolucionário), virando PRI (Partido Revolucionário Institucional; Desde 1910 (revolução mexicana) o país só tem o PRI como partido único, o qual se mantém a custa de muita corrupção, este só foi eleito na época por causa de suas boas intenções socialistas;
Nos anos 80 a 90, o PRI mudou drasticamente de lado, privatizou grande parte das empresas estatais, acabou com a reforma agrária, ficando no dilema da adaptação ou da traição movimento socialista do qual o povo mexicano vinha lutando. A ditadura perfeita começou desde o momento em que o PRI foi implantado;
Se manteve de 1929 e foi até o ano 2000, onde finalmente o PRI perde a eleição presidencial e Vicente Fox toma o poder;
O PRI conseguiu se manter no poder, sendo membro atuante da Internacional Socialista, recebendo refugiados políticos da América Latina e da Europa e “aquietando” os movimentos sociais que se realizavam em seu território O que foi a ditadura perfeita? O PRI tratava com violência as revoltas do povo e tendo seus sindicatos como máfias, onde se utilizava o sistema do “uma mão lava a outra”;
Este nome, Ditadura Perfeita, foi atribuido pelo escritor peruano Mario Vargas Llosa;
Claro, além de se manter por causa das manipulações eleitorais;
Desde 1910 todos os presidentes foram eleitos nesse sistema infalivel das manipulações, como o voto espirita, eleitores homonimos, etc. Massacre de Tlatelolco, onde por causa da instabilidade política, centenas de estudantes foram assassinados, por causa dos jogos olimpicos de 1968, era planejado um olhar mundial sobre o que ocorria lá. México entra para a NAFTA, acreditando ser a “ponte” para o primeiro mundo;
Foi no governo de Salinas que a coisa começa a mudar;
Com a entrada do país na NAFTA, o país se privatizou;
Uma pequena parcela de industriais enriqueceu;
O contrabando de drogas ficou mais forte, enriquecendo os sindicatos do PRI; Queda do PRI Os EUA começam a pressionar estes sindicatos para criar políticas Anti-drogas;
Com essas pressões e vários assassinatos ocorrendo, como o do candidato a presidencia Luis Donaldo Colosio e o secretário geral José Franscisco Ruiz Massieu em 1994. Luiz Donaldo, morto em 1994 José Massieu, morto em 1994 Com todos estes problemas ocorrendo internamente, vários sindicatos não viam mais necessidade de se manterem filiados ao PRI;
Fora as privatizações por causa da nova política neoliberal, e as políticas anti-drogas, que enfraqueciam os sindicatos;
Salinas, que foi indicado pelo ex-presidente De La Madrid, indica então o Ernesto Zedillo, deixando os que esperavam serem indicados estupefatos. “Eleito” em 1994, caí em uma época economica ruim, estava enfrentando uma grande crise cambial, que o forçou a quebrar a cotação do peso-dolar;
Depois de estabilizar a economia, Zedillo por assim dizer acaba fazendo sem querer uma abertura política e uma democratização maior, fatores importantes que fizeram com que na eleição em 2000, Zedillo perdesse para o seu concorrente do partido oposto Vicente Fox, da PAN. Quando Fox assume, acabasse totalmente o “reinado” do PRI e o esquema de presidentes escolhidos, e o México vira o que conhecemos hoje, o país mais pobre da América do Norte, o irmão pobre. • A Colômbia, desde sua independência em 1819, é cenário de conflitos bipolares entre partidos contrastantes (Partido Liberal e Partido Conservador) para decidir quem terá supremacia política dentro do país.

• O então presidente, Manuel Antonio Sanclemente, membro do partido conservador, inicia o processo de conversão da constituição colombiana (constituição de Rionegro, escrita em 1863) da água para o vinho, transformando a antiga ideia de um governo federal em um Estado altamente centralizado (constituição de 1886, criada no governo de Rafael Núñez). • Havia, no entanto, uma divisão no partido conservador, entre os conservadores nacionalistas (que estavam no poder, comandados por Sanclemente), e os conservadores históricos, que tinham certa afinidade com os liberais. Deram um golpe de estado, então, em 31 de julho de 1900, depondo Sanclemente e nomeando o vice Marroquín como presidente da Colômbia. • Os acordos de paz foram assinados a bordo do barco Wisconsin, americano (os EUA estavam entrando nas negociações, agora, interessados no Panamá e garantindo os negócios). • Em 1904, Rafael Reyes ganha as eleições da Colômbia e começa a introduzir uma série de reformas progressistas. Nenhum membro do partido liberal era permitido nos cargos do governo. A constituição que gerou a guerra é aprovada em 1910, garantindo uma hegemonia conservadora até 1930.

• Em 1946, Mariano Ospina Pérez (candidato conservador) aproveita a divisão do partido liberal (alguns apoiando Jorge Eliécer Gaitán, outros, Gabriel Turbay) e ganha as eleições (com 40% dos votos). • Gustavo Rojas Pinilla (general que tomou o poder de Laureano Gómez num golpe de estado pacífico em 1953) surgiu como uma “terceira força” em meio ao combate bipartidário, dando fim à La Violencia.

• Temendo que o projeto de democratização de Rojas tivesse êxito e ele obtivesse maior apoio popular (como Vargas, no Brasil), os dois partidos tradicionais se juntaram (combinando a divisão equivalente dos cargos políticos) para derrubar o terceiro elemento. Ditadura no Perú (1968-1975)

Palavras de Herbert Morote:
El militarismo ha controlado casi toda nuestra vida republicana.
El Diccionario de la Real Academia Española dice que es “la preponderancia de los militares, de la política militar o del espíritu militar en una nación”, o el “modo de pensar de quien propugna dicha preponderancia”.
La palabra “militarismo” es relativamente nueva; apareció en el siglo XIX cuando la irrupción de los movimientos democráticos se enfrentó al deseo de los militares de mantener su injerencia en el manejo de las naciones. Em 3 de outubro de 1968, Juan Avalesco Alvarado, juntamente com as forças armadas, tomou o poder do país, tirando o atual presidente Fernando Balaúnde do seu cargo (Pode-se comparar Valesco com Getúlio Vargas). Imediatamente após a tomada do poder, Avalesco constituiu um gabinete composto por ministros militares, e nacionalizou a industria petroleira. Foi um dos maiores compradores de armas soviéticas no mundo, afim de iniciar conflitos armados com o Chile (Guerra do Pacífico). Impôs restrições a liberdade da imprensa. Nacionalizou os principais setores da economia e com isso fez o país quebrar, trazendo um colapso para toda a indústria peruana. Apresentava uma politica de ”Nem com o capitalismo, nem com o socialismo”, porém se juntou ao bloco soviético devido as suas ações. Criou reforma agrária com o intuito de acabar com as grandes propriedades, porém essa atitude se resumiu ao fracasso, tornando o país um mero importador de batatas.

Criou o chamado “SINAMOS” (Sistema Nacional de Mobilização Nacional), que tinha o objetivo de mobilizar organizadamente a população, tornando ainda mais aparente a manipulação social em sua campanha.

Estatizou a atividade pesqueira, criando assim o ministério da pesca. Diante destas atitudes, a anchoveta peruana (peixe) desapareceu e houve um colapso na pesca nacional. Anchoveta – Símbolo nacional Após os grandes fracassos na reforma agrária criada por Avalesco, foi criado o Ministério da Alimentação.

- Depois de se apropriar da radio e da televisão peruana em 1974, este ditador já não encontrava apoio em nenhum lugar, tornando-o alvo de golpes de estado.

- Em 29 de agosto de 1975, Fancisco Morales Bermúdes, liderou um golpe de estado derrubando Valesco do poder. Esta ação ficou conhecida como “Tacnazo”.

- O golpe de estado Teve como justificativa a má situação econômica e o crítico estado de saúde de Avalesco.
Full transcript