Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A mala de Hana

No description
by

Júlia Hossepian

on 16 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A mala de Hana

A mala de Hana
O livro fala sobre uma história real:
Da experiência de uma menina da Tchecoslováquia nas décadas de 30 e 40,
de uma jovem e um grupo de crianças em Tóquio, no Japão

e um homem em Toronto nos dias de hoje.
Hana morava com seus pais e seu irmão em uma cidade chamada Nove Mesto.
VAMOS PESQUISAR!!
Uma história real
Cada vez os nazistas criavam mais e mais regras. Hana estava sofrendo muito, se sentindo muito sozinha,suas amigas não visitavam ela, não podiam ir ao cinema, a escola, só podiam sair de casa em certas horas...



Na foto:Hana e seu irmão George.
No dia 15 de março de 1939, as tropas nazistas de Hitler tomaram o resto da Tchecoslováquia, eles declararam que os judeus eram perversos, uma má influência, perigosos...
Em maio de 1941 sua mãe foi presa.
Os judeus eram obrigados a usar estrelas de pano amarelo sempre que saíssem de casa.
No outono de 1941, os nazistas também prenderam o seu pai.
Hana e George foram para a casa de seus tios, que eram cristãos e se arriscaram a ficar com as crianças, pois era contra as leis dos nazistas ajudar os judeus.
Em maio de 1942, uma má notícia chegou à casa dos tios de Hana e George: Hana e George tinham de se apresentar no centro de deportação em Trebic, no dia 14 de maio de 1942.
Quando chegaram em Theresienstadt, o que mais temiam aconteceu, separaram Hana e George. Ele deu um abraço rápido em Hana e cada um foi para o prédio correspondente.
Depois de um tempo Hana e George se encontraram .
Hana estava desesperada atrás de seu irmão até que o achou no banheiro trabalhando como encanador .George falou para Hana se cuidar e que ele não via a hora de ver a família unida novamente.


George Brady sobreviveu, foi para a casa de seus tios com o desejo de encontrar seu pais e sua irmã, porém não foi o que ele o que ele imaginava...
Sobrevivente do Holocausto
George Brady, com o seu sonho destruído de ter novamente a família junta, foi morar em Toronto, no Canadá, onde casou e teve filhos.
Seus tios falaram que sua mãe havia sido assinada e o seu pai morreu na mesma época, mais ainda restava uma esperança de reencrontrar a sua irmã, quando via as meninas saindo do trem, em cada rabo de cavalo pensava que era Hana. Quando uma menina chamada Marta perguntou se ele era o George, irmão de Hana, ele afirmou, então a verdade veio a tona: "Hana morreu em uma câmara de gás em Auschwitz, logo que chegou."
Quase meio século mais tarde da morte de Hana e do outro lado do mundo, Fumiko Ishioka queria falar para as crianças de Tóquio sobre o Holocausto.
Depois de tantas pesquisas, Fumiko descobriu de Hana e sua mala.Ela pediu a mala emprestada para um museu e muitas crianças foram ver a mala, porém não ia desistir até saber muito mais sobre a menina.
Fumiko pesquisou muito, em vários museus, em outros países e não ia desistir.
Depois de muito esforço, Fumiko conseguiu o endereço de George Brady, o irmão de Hana.
Fumiko não esperou nada, mandou uma carta para George, pedindo que ele fosse para Tóquio contar um pouco para as crianças sobre Hana e a vida da família Brady antes do Holocausto.
Hana foi uma menina muito especial e não merece ser esquecida...
George Brady e Fumiko Ishioka com a mala de Hana
Full transcript