Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sistema Muscular

No description
by

Samuel Soares

on 3 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sistema Muscular

Sistema Muscular
Conceito
São estruturas individualizadas que cruzam uma ou mais articulações e pela sua contração são capazes de transmitir-lhes movimento. Este é efetuado por células especializadas denominadas fibras musculares, cuja energia latente é ou pode ser controlada pelo sistema nervoso. Os músculos são capazes de transformar energia química em energia mecânica. A nossa capacidade de locomoção depende da ação conjunta de ossos, articulações e músculo, sob a regulação do sistema nervoso.


Funcionalidade
Produção dos movimentos corporais: Movimentos globais do corpo, como andar e correr.
Estabilização das Posições Corporais: A contração dos músculos esqueléticos estabilizam as articulações e participam da manutenção das posições corporais, como a de ficar em pé ou sentar.
Regulação do Volume dos Órgãos: A contração sustentada das faixas anelares dos músculos lisos (esfíncteres) pode impedir a saída do conteúdo de um órgão oco.
Movimento de Substâncias dentro do Corpo: As contrações dos músculos lisos das paredes vasos sanguíneos regulam a intensidade do fluxo. Os músculos lisos também podem mover alimentos, urina e gametas do sistema reprodutivo. Os músculos esqueléticos promovem o fluxo de linfa e o retorno do sangue para o coração.


Produção de Calor: Quando o tecido muscular se contrai ele produz calor e grande parte desse calor liberado pelo músculo é usado na manutenção da temperatura corporal.

Composição
Os músculos são responsáveis pelo movimento do organismo, tanto de orgãos voluntários, quanto de involutários. Assim como o organismo, o sistema muscular também possui seus níveis de organização:

Células Fibras Musculares Tecidos Orgãos Sistema
Muscular
Tipos de Músculos
Músculo Estriado Esqulético
Composição: Formado por feixes de fibras cilíndricas muito longas e multinucleadas, conhecidas por fibras musculares estriadas esqueléticas.

Caraceterização: Músculos de sistemas voluntários.

>A união das fibras musculares é feita pelo tecido conjuntivo, o que permite a atuação da força de concentração gerada por cada fibra sobre o músculo inteiro chegando a outras estruturas como tendões, ligamentos, aponeuroses e ossos.As fibras musculares são delimitadas pelo sarcolema, e seu sarcoplasma encontra-se preenchido por fibrilas paralelas chamadas miofibrilas, constituídas por quatro proteínas:

• Actina
• Tropomiosina
• Troponina
• Miosina
Músculo Estriado Cardíaco
Caracterização: Responsável por formar a camada muscular do coração, chamada miocárdio.

Dividem-se em:
• Músculo atrial: contrai de forma semelhante às fibras musculares esqueléticas, embora mais lentamente;

• Músculo ventricular: assim como o músculo atrial, contrai de forma semelhante às fibras musculares esqueléticas, de forma mais lenta;

• Fibras musculares excitatórias e condutoras: contraem-se muito fracamente, pois apresentam poucas fibras contráteis. No entanto, apresentam ritmicidade e velocidade de conduções que variam, gerando um sistema excitatório para o coração.

Músculo Liso
Composição: é formado por células longas e fusiformes com um único núcleo central. Estas fibras musculares estão dispostas em camadas na parede do tubo digestivo, vasos sanguíneos, útero, etc, sendo revestidas e unidas por uma rede delicada de fibras reticulares. Formado por células mononucleadas com estrias longitudinais

Caracterização: (necessariamente com contração involuntária, independente da vontade do indivíduo):. É presente nos órgãos vicerais internos (esôfago, intestino, vasos sanguíneos e útero), responsável pelo peristaltismo

Dividem-se em:
• Músculo Liso Multiunitário
• Músculo Liso Unitário
Patologia
-Uso de Anabolizantes-
Os anabolizantes (esteróides androgênicos anabólicos) são hormônios sintéticos que imitam o hormônio testosterona. Apesar de ser conhecido como um hormônio masculino, a testosterona também é encontrada nas mulheres, em quantidade bem menor. Os anabolizantes sintéticos são utilizados no tratamento de algumas doenças, porém, a maior parte dos usuários utiliza com o objetivo de aumentar a capacidade de treinamento (diminuição da fadiga), com consequente aumento da massa muscular.
Causas
• Aumentam a capacidade do corpo de utilizar a proteína, permitindo ao atleta treinar com maior intensidade sem perder massa muscular;
• Aumentam a capacidade do corpo de desenvolver massa muscular;
• Aumentam a capacidade do corpo ganhar força;
• Aumentam a capacidade do corpo desenvolver resistência;
• Atuam como anti-inflamatórios, ajudando tanto a prevenir como a curar machucados.
Efeitos Colaterais
• Calvície;
• Hipertrofia da próstata;
• Acne;
• Agressividade;
• Hipertensão;
• Limitação do Crescimento (os esteróides anabólicos podem interromper o processo de crescimento);
• Aumento do Colesterol;
• Virilização em Mulheres(crescimento de pêlos na face, engrossamento da voz, hipertrofia do clitóris e amenorréia);
• Ginecomastia (excessivo desenvolvimento dos mamilos em indivíduos do sexo masculino);
• Dores de Cabeça;
• Impotência e Esterilidade;
• Insônia;
• Hepatotoxidade (quase todos os esteróides causam lesão no fígado);
• Problemas de Tendões e Ligamentos (muitas vezes o aumento da força é desproporcional à capacidade de adaptação dos tendões e ligamentos)
O grau de perigo que o esteróide representa vai depender dos fatores abaixo:

• A forma em que eles são tomados (oral x injetável);
• Que dosagens são usadas;
• Por quanto tempo eles são usados;
• A idade, o sexo e o estado de saúde do usuário.
Fator de Perigo dos Esteróides




Participantes
Davi Ximenes
Filipe Gonçalves
Renan Wilker
Samuel Soares
Full transcript