Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitente.

No description
by

Rafaela Estevam

on 5 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitente.

Limites de Tolerância:
15.1.5 Entende-se por "Limite de Tolerância", para os fins desta Norma, a concentração ou intensidade máxima ou mínima, relacionada com a natureza e o tempo de exposição ao agente, que não causará dano à saúde do trabalhador, durante a sua vida laboral.
Para os valores encontrados de nível de ruído intermediário será considerada a máxima exposição diária permissível relativa ao nível imediatamente mais elevado.

Não é permitida exposição a níveis de ruído acima de 115 dB(A) para indivíduos que não estejam adequadamente protegidos.

NR 15. ANEXO 1 - Limites de tolerância para ruído contínuo ou intermitente.
Ruído Contínuo:
É aquele que possui pouca ou nenhuma variação durante um certo período.
Exemplos: máquinas em operação,barulho do motor de um carro,etc.
Ruído Intermitente.
É aquele com variações de intensidade.
Exemplos: britadeiras em operação, trânsito da cidade, sirene,etc.
Ruido Impacto:
É aquele som muito forte/ intenso num período de tempo bastante curto. Exemplos: explosões, detonações, disparo de armas de fogo, etc
Os níveis de ruído contínuo ou intermitente devem ser medidos em decibéis (dB) com instrumento de nível de pressão sonora operando no circuito de compensação "A" e circuito de resposta lenta (SLOW). As leituras devem ser feitas próximas ao ouvido do trabalhador.
As atividades ou operações que exponham os trabalhadores a níveis de ruído, contínuo ou intermitente, superiores a 115 dB(A), sem proteção adequada, oferecerão risco grave e iminente.
Este anexo trata exclusivamente do ruído de impacto ou impulsivo. Este tipo de ruído se caracteriza por ser de uma intensidade muito alta com duração muito pequena menor que um segundo, em intervalos maiores que um segundo, como por exemplo podemos citar um disparo de uma arma, uma martelada em uma superfície metálica, e a operação de um bate estaca.
ANEXO 2 - LIMITES DE TOLERÂNCIA PARA RUÍDO DE IMPACTO.
Os níveis de impacto deverão ser avaliados em decibéis (dB), com medidor de nível de pressão sonora operando no circuito linear e circuito de resposta para impacto.
Em caso de não se dispor de medidor de nível de pressão sonora com circuito de resposta para impacto, será válida a leitura feita no circuito de resposta rápida (FAST) e circuito de compensação "C". Neste caso, o limite de tolerância será de 120 dB(C).
Em relação aos efeitos sobre o sistema auditivo, estes podem ser de três tipos:
Surdez temporária:
Ocorre após a exposição do indivíduo a ruído intenso, mesmo por um curto período de tempo. Isto pode ser observado, na prática, quando, após termos estado em um local barulhento por algum tempo, notamos uma certa dificuldade de audição, ou precisamos falar mais forte, para sermos ouvidos.
Surdez permanente:
Origina-se da exposição repetida, durante longos períodos, a ruídos de intensidade excessiva ocasionado uma perda irreversível associada à destruição dos elementos sensoriais da audição. Deve-se atentar para o fato de que, no começo do processo, as pessoas não percebem a alteração, porque esta não atinge, imediatamente, as freqüências utilizadas na comunicação verbal.

Trauma acústico:
É a perda auditiva repentina, após a exposição a um ruído intenso, causado por explosões ou impactos sonoros. Conforme o tipo e extensão da lesão, pode haver somente uma perda temporária, mas que também pode ser permanente. Eventualmente, o trauma acústico poderia ter tratamento médico especializado, para resolver, pelo menos parcialmente, o problema.
Full transcript