Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A influência da cultura africana nos ritmos e manifestações

No description
by

Max Borges

on 18 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A influência da cultura africana nos ritmos e manifestações

A influência da cultura africana nos Ritmos e Manifestações culturais contemporâneas
Também há alguns instrumentos musicais brasileiros, como o berimbau, o afoxé e o agogô, que são de origem africana. O berimbau é o instrumento utilizado para criar o ritmo que acompanha os passos da capoeira, mistura de dança e arte marcial criada pelos escravos no Brasil colônial.
Na música a cultura africana contribuiu com os ritmos que são a base de boa parte da música popular brasileira. Gêneros musicais coloniais de influência africana, como o lundu, terminaram dando origem à base rítmica do maxixe, samba, choro, bossa-nova e outros gêneros musicais atuais.

Os africanos contribuíram para a cultura brasileira em vários aspectos: dança, música, religião, culinária e idioma. Essa influência se acontece em grande parte do país; em certos estados como Bahia, Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul a cultura afro-brasileira é particularmente destacada em virtude da migração dos escravos.
O que seria o Brasil são a contribuição africana, sem a contribuição indigena.
É difícil de imaginar o Brasil sem essa mistura que nos torna únicos , em mundo onde todos tentam ser iguais.
O samba

um dos ritmos com maior influência africana,se iniciou nos morros do Rio de Janeiro em casas baianas no inicio do séc. XX

Maracatu
No Recife a denominação maracatu servia para denominar um ajuntamento de negros(conotação Pejorativa). Os cortejos das nações em homenagem aos Reis do Congo (muene-e-Kongo) Esses cortejos na forma de congadas, (do quimbundo kikumbi, festa ligada aos ritos de passagem para a puberdade), influenciados pela espetaculosidade das procissões católicas do Brasil colonial e imperial, constituíram, certamente, a velocidade inicial dos maracatus, dos ranchos de reis (depois carnavalescos)
Afoxé
Da matriz iorubá, uma encenação, com canto, danças e alegorias, temas da tradição nagô, o clube Pândegos d’África, considerado o primeiro afoxé baiano que no carnaval 1897 saiu as ruas de Salvador,Os Cantos e a dança executados durante o desfile estão também ligados ao Candomblé , o canto é em língua Nagô,os instrumentos musicais mais utilizados são os 3 atabaques( ru,rumpi,le),agogô ou gam,xerê.Filhos de Gandhi, fundado na cidade de Salvador em 18 de fevereiro de 1948. Criado “para divulgação do culto nagô, como forma de afirmação étnica”
Marcílio
Giovani
André
Thyago
Full transcript