Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mercado de câmbio

Moedas correntes, normas/procedimentos, variações de câmbio, crises econômicas...
by

Sidney Santos

on 19 September 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mercado de câmbio

Spark
(cc) image by nuonsolarteam on Flickr
Taxa de Câmbio

Uma taxa de câmbio é simplesmente o preço de uma moeda em comparação à outra. O processo pelo qual o preço é determinado, depende do mecanismo de taxas de câmbio que foi adotado. Em um sistema de taxa flutuante, a taxa de câmbio é determinada diretamente pelas forças de mercado, e é susceptível de flutuar continuamente, como ditado pela evolução das condições de mercado.
Taxa
São vários os tipos de cambio, mas apesar da diversidade apenas dois deles são mais utilizados, sendo o cambio fixo e o cambio flutuante. No regime de cambio fixo é de responsabilidade do Banco Central a compra e a venda da moeda estrangeira, muitas vezes esta moeda é o dólar cujo preço é fixado na moeda nacional. No caso de regime de cambio flutuante a alteração da taxa de cambio se dá conforme a oferta e da necessidade existente no mercado. Até o ano de 1999 o sistema de cambio no nosso país era fixo, a moeda nacional tinha seu valor correspondente ao valor do dólar, ou seja, um dólar equivalia a um real. Na atualidade o regime de cambio é flutuantes, ou seja, o valor dólar varia de acordo com o BACEN – Banco Central.
Mercado de Câmbio
Moeda
Moeda é o meio através do qual são efetuadas as transações monetárias, todo ativo que constitua forma imediata de solver débitos, com aceitabilidade geral e disponibilidade imediata, e que confere ao seu titular um direito de saque sobre o produto social.
A moeda no sentido mais amplo, que significa o dinheiro em circulcação, a moeda nacional. Em geral, a moeda é emitida e controlada pelo governo do país, que é e o único que pode fixar e controlar seu valor.
E também pode ser aquelas, metálicas, que carregamos no bolso e vivemos perdendo.
As moedas nos trazem fatos muito interessantes e que fazem pensar, pois embora sejam elementos com um mesmo significado para as mais diferentes nações do mundo, ao mesmo tempo apresentam muitas diferenças de um país para outro, de tal modo que através de cédulas e moedas podemos conhecer uma boa parte da história de um país. Vamos assim ver algumas informações sobre algumas das principais tipos de moedas do mundo e começamos assim pela moeda de nosso país, o real, seguindo-se depois o dólar, o euro, a libra esterlina e o iene japonês.
Principais Moedas do Mundo
Real depois de muitas trocas de moedas, finalmente a economia brasileira, em 1994 adotou o real que se tornou uma moeda forte contribuindo assim para a estabilizaçãcao da economia, pois sua implantacação se deu junto com a queda nos índices inflacionários e isso aconteceu no mandato do presidente Itamar Franco sendo Ministro da Fazenda na ocasião, Fernando Henrique Cardoso. Muito volátil, teve muitos altos e baixos nestes 15 anos. Durante a crise chegou a uma desvalorização de 35% frente ao dólar sendo a moeda que mais oscilou na América Latina. Agora a moeda brasileira ganhou força de novo, pois o dólar voltou a cair para bem menos de R$ 2. O símbolo é R$ e a subunidade é o centavo. Temos moedas de R$: 0,01; 0,05; 0,10; 0,25; 0,50 e 1,00 e notas de R$: 1,00; 2,00; 5,00; 10,00; 20,00; 50,00 e 100,00. A fabricação fica a cargo da Casa da Moeda do Brasil.
Dólar, – esta é a moeda oficial dos Estados Unidos da América, o Panamá e de El Salvador. Como a quantidade de bilhões de dólares em circulação pelo mundo, é praticamente incontestável, passou a ser usado como moeda de reserva por muitos países entre os quais se encontra o Brasil. Antes esta função pertencia à libra esterlina. Após a Segunda Guerra, países europeus ficaram na dependência de produtos americanos e passaram a comprar dólar o que fez com que o dólar internacionalmente passasse a posição de destaque. Com isso se confirmou o caráter capitalista dos EUA. Foi nesta ocasião que a Inglaterra tendo deixado de ser credora passou a devedora e isso deu aos americanos a oportunidade para que passasse a liderar o sistema financeiro. O dólar hoje tem influencia em todos os setores da economia mundial.
Euro – o euro existe como moeda escritural, ou seja, apenas como registro escrito ou magnético na memória de computadores desde o dia 1º de janeiro do ano de 1999 e na forma de moedas e notas desde janeiro de 2002. Temos notas de euro de: 5; 10; 20; 50; 100; 200 e 500 euros e moedas de: 1; 2; 5; 10; 20 e 50 cêntimos além das moedas de 1 e 2 euros. Esta é hoje a moeda oficial de 16 dos países da União Européia, e são eles: Alemanha, Bélgica, Áustria, Chipre, Eslovênia, Espanha, Eslováquia, França, Finlândia, Itália, Irlanda, Grécia, Luxemburgo, Países Baixos, Malta e Portugal. A previsão é de eu outros países venham ainda a adotar o euro como moeda oficial. É a moeda mais importante do mercado Comum Europeu. Hoje é uma das moedas de mais alto valor, abaixo da libra esterlina. As notas são iguais para todos os membros da zona do euro, mas tem uma letra na frente do numero de série para identificar a origem.
libra Esterlina – desde 1971, mais especificamente do dia 15 de fevereiro a libra esterlina passou a ser dividida em 100 pence. É hoje a moeda de maior valor entre as demais moedas que tem grande circulação a nível internacional, basta dizer que seu valor é superior ao do dólar e mesmo ao valor do euro. A libra esterlina é e a moeda oficial do Reino Unido. Após a Primeira Guerra e antes da Segunda Guerra Mundial já funcionou como moeda de reserva para muitos países, função que foi perdida para o dólar.
Iene – é a moeda do Japão. Em 1871 com o Ato da Nova Moeda além do iene, havia e sen e o rin que eram subunidades do iene e que foram extintos em 1954. Hoje o iene é definido por lei em 26.956 milésimos de grama da prata. Na atualidade existem ienes em notas de: 1000; 2000; 5000 e nota de 10000 ienes. Em moedas temos: 1; 5; 10; 50; 100 e 500 ienes sendo que estas ultimas devem ser as moedas de maior valor entre as que se encontram em uso no mundo. No Japão muitas são as moedas comemorativas que são consideradas como objeto para coleção embora nada impeça que sejam usadas. Entre as moedas citadas o iene é a de menor valor.
Conselho Monetario Nacional
Banco Central do Brasil
Superintendencia de Seguros Privados
Comissão de Valores Mobiliários
Autoridades Monetárias Brasileiras
Conselho Monetário Nacional (CMN)
Órgão normativo responsável pela fixação das diretrizes das políticas monetária, creditícia e cambial do país. Membros: Ministro da Fazenda, Ministro do Orçamento, Gestão e Presidente do Bacen.
Banco central(bacen) é uma entidade independente ou ligada ao Estado cuja função é gerir a política econômica, ou seja, garantir a estabilidade e o poder de compra da moeda de cada país e do sistema financeiro como um todo. Além disso tem como objetivo definir as políticas monetárias (taxa de juros e câmbio, entre outras) e aquelas que regulamentam o sistema financeiro local. O banco faz isso interferindo mais ou menos no mercado financeiro, vendendo papéis do tesouro, regulando juros e avaliando os riscos econômicos para o país
Comissãao de Valores Mobiliáarios (CVM) , Sua função primordial concentra-se na fiscalização das atividades do mercado de valores mobiliários.
OBJETIVO:
Criada pela Lei no 6.385/76, exercerá suas funçõcoes a fim de:

* proteger os titulares de valores mobiliáarios contra emissõoes irregulares e atos ilegais de administradores e acionistas controladores de companhias ou de administradores de carteira de valores mobiliáarios;
Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) - autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda; é responsável pelo controle e fiscalização do mercado de seguro, previdência privada aberta e capitalização do país.
Tipos de cambio
Estrutura do Mercado Financeiro
DEFINIÇÃO de Mercado de Câmbio:

Chama-se mercado de câmbio o ambiente, abstrato, onde se realizam as operações de câmbio, entre os agentes autorizados pelo BACEN DO BRASIL (bancos, corretoras, distribuidoras, agências de turismo e meios de hospedagem) e entre estes e seus clientes. No Brasil, o mercado de câmbio é dividido em dois segmentos, livre e flutuante, que são regulamentados e fiscalizados pelo Banco Central. O mercado livre é também conhecido como "comercial" e o mercado flutuante, como "turismo". À margem da lei, funciona um segmento denominado mercado paralelo, mercado negro, ou câmbio negro. Todos os negócios realizados nesse mercado, bem como a posse de moeda estrangeira, sem origem justificada, são ilegais e sujeitam o cidadão ou a empresa às penas da lei.
OBJETIVO:
* Banqueiro do governo: é ele quem guarda as reservas internacionais em ouro ou moeda estrangeira do governo.
* Autoridade emissora de moeda, ou monopólio de emissão: é o banco central quem, com exclusividade, emite ou autoriza a emissão de papel moeda do país.
* Executor da política monetária e cambial: é o banco central quem insere ou retira moeda do mercado, regula as taxas de juros e regula a quantidade de moeda estrangeira em circulação no país. Essas operações são conhecidas como open market ou operações de mercado aberto, e consistem principalmente na compra e venda de títulos públicos ou de moeda estrangeira para instituições financeiras previamente escolhidas.
*Acumula também o papel de supervisor do sistema financeiro.

* evitar ou coibir modalidades de fraude ou manipulacação destinadas a criar condições artificiais de demanda, oferta ou preço de valores mobiliários negociados no mercado;

* assegurar o acesso do público a informações sobre valores mobiliários negociados e as companhias que os tenham emitido;

* promover a expansão e o funcionamento eficiente e regular do mercado de ações e estimular as aplicações permanentes em ações do capital social das companhias abertas.
Como funcionam as
ações e o mercado acionário!

Como funciona o mercado financeiro!
Qualquer pessoa física ou jurídica pode ir a uma instituição autorizada a operar em câmbio para comprar ou vender moeda estrangeira. Como regra geral, para a realização das operações de câmbio, é necessário respaldo documental. Visto que nas operações de câmbio são negociados direitos sobre a moeda estrangeira, na grande maioria dos casos os clientes não têm acesso à moeda estrangeira em espécie. Na importação, por exemplo, você entrega reais (R$) ao banco em troca do direito sobre o equivalente em moeda estrangeira, que é entregue ao exportador estrangeiro ou a um terceiro interessado (normalmente um banco) no exterior. Excetuam-se as operações relativas a viagens internacionais, que podem ter a moeda estrangeira entregue em espécie no País.
O que é mercado de câmbio?
O que é câmbio?
Banco Mundial e FMI discutem flutuação do câmbio do dólar no mercado internacional
Full transcript