Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Oscar Niemeyer - História da Arquitetura II

No description
by

Ana Carolina Albuquerque

on 28 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Oscar Niemeyer - História da Arquitetura II

OSCAR NIEMEYER
HISTÓRIA DA ARQUITETURA E URBANISMO II
"Se a reta é o caminho mais curto entre dois pontos, a curva é o que faz o concreto buscar o infinito"
O

objetivo

da pesquisa

pode ser definido com os seguintes pontos:
Conhecer o método projetual de

Oscar Niemeyer
.
Estudar a obra escolhida como correlato, que foi o

Palácio da Alvorada
.
Conhecer as características do arquiteto como: a universabilidade, a reversibilidade, a estrutura e a forma são unificadas, elementos característicos, etc.
E também a
inovação

sempre presente em suas obras.

La Serpentin Galery - Londres

Palácio da Alvorada
Tipo:
Residência oficial
Arquiteto:
Oscar Niemeyer
Engenheiro:
Joaquim Cardoso
Início da construção:
03 de abril de 1957
Inauguração:
30 de junho de 1958
Local :
Brasília, DF, Brasil
Endereço:
SSP Zona Cívico-Administrativa Brasília - DF
CEP:
70150-903
Área do terreno
: 400.000 m²
Área do Palácio
: 7.300 m²
Características
: Piscina olímpica aquecida, sauna, cinema para trinta pessoas, sala de música com piano, academia de ginástica, barbearia, sala de massagem, adega com mais de 2.000 garrafas, duas suítes presidenciais e quatro para familiares, visitantes, entre outros.
FRONTALIDADE
BASE
Museu da Arte Contemporânea - Niterói
Congresso Nacional de Brasília


Unidade Bancária
Obra selecionada:
Acessibilidade
Método Projetual
FLORENÇA...
Os adoráveis ritmos da Capela Pazzi, com as colunas (pilastras) coríntias cinzenta contra paredes brancas de gesso, que se tornaram uma marca da grande arquitetura que se seguiu, espalhando-se por toda a Europa entre 1500 e 1750.
Capela Pazzi, Florença, 1429-61, projeto de Brunelleschi
Santo Espírito, Florença por Brunelleschi, 1434
Cada coluna tem um capitel, e um segmento de entablamento antes do lançamento do arco. Essa linha de entablamento enfatiza a grade linear que escora a composição. Essas linhas, como perspectiva, direcionam o olhar do observador para pontos focais selecionados.
A riqueza de materiais, porém não exclui o modo conciso e simples de tratar a ornamentação, próprio de Brunelleschi.
Portal Dell’Arsenale, Veneza, 1460, projeto de Antônio Gambello
VENEZA...

O arco da entrada baseia-se em um modelo romano e muitas vezes foi classificado como a primeira construção renascentista na cidade.
VENEZA...

Um projeto em mármore e uma abóbada cilíndrica e uma cúpula de madeira cobrem a nave e o coro.
Essa igreja hoje é o lugar favorito dos venezianos para casamentos.
Santa Maria dos Milagres,Veneza,1481-89,
projeto de Pietro Lombardo.
Dados pessoais do arquiteto selecionado:
Fotos do Palácio da Alvorada
Fotos do Palácio da Alvorada
Volumetria e espacialidade
A curva foi grande influenciadora do projeto, assim todas as fachada possuem o elemento do arco. Este elemento transmite a sensação de movimento e leveza.
A edificação de forma retangular é circundada por varandas em todas as fachadas.
Para o conforto térmico foi usada apenas a fachada principal totalmente envidraçada, as outras três possuem janelas em fita. E em conjunto com a varanda a insolação não é direta na edificação, gerando maior conforto térmico.
O acesso da edificação é feito das seguintes formas:
no estacionamento o acesso é feito pela rampa lateral.
na fachada principal, na Avenida Nildo Ribeiro, é feito pela escada.
na lateral da Rua Moscados o banco encontra-se no nível da rua e o acesso é pela varanda lateral.

Internamente o banco é todo no mesmo nível, permitindo a livre circulação de todos.
Fotos do Palácio da Alvorada
O Palácio fica em uma península que divide o Lago Paranoá em norte e sul.
O projeto foi concebido por meio do uso de dois métodos:

método normativo
método mimético

A normatização se da por conta da forma inicial do projeto ser cúbica e os elemento terem uma certa proporção. Já o método mimético é caracterizado pelas soluções projetuais do Palácio do Alvorada que serviram de inspiração para a unidade bancária.
Conclusão
"Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável em seu grande destino"
Juscelino Kubitschek
Acesso Pedestres
Acesso Estacionamento
Escada
Rampa
Hall de Entrada
Atendimento
Auto Atendimento
Lateral
Salas Vips
Lavabo P.N.E.
Espera
Hall interno
Caixas
Abastecimento
Lav. Fem.
Lav. Masc.
Copa
DML
Almox.
FLUXOGRAMA
História da Arquitetura e Urbanismo II


Turma: 2º Ano C

Alunas:
Ana Carolina Dias de Albuquerque
Franciele Soares da Rosa


Planta Humanizada
Sistema Construtivo
Para conseguir o conceito de leveza, pela
forma curva dos pilares
, Niemeyer e seu calculista tiveram que pensar em algo totalmente
novo
, deixando as técnicas tradicionais de lado, como se estivessem criando um novo tipo de
concreto armado
.
O calculista criou suportes internos que
recebessem a maior parte das cargas, aliviando
a carga sobre os pilares da fachada, com função
estrutural secundária.
Os pilares da fachada sustentam apenas a
laje curva
da fachada, a qual tem seu peso
reduzido, coma borda fina de apenas 15 cm.

Armadura dos pilares
Obras do Arquiteto que serviram
de inspiração:

1942 - Palácio da Justiça
1943 - Igreja da Pampulha
1958- Palácio da Alvorada
1960- Congresso Nacional
1960- Palácio do Planalto
1966- Teatro Nacional de Brasília
1996- Museu da Arte Contemporânea
2002- Museu Oscar Niemeyer
2003- La Serpentin Galery
Situada na cidade de
Brasília-DF
, SSP Zona
Cívico-Administrativa. O Palácio está localizado
nas margens do Lago Paranoá.
Planta baixa do subsolo
Projetada em 2003 para abrigar as exposições que ocorrem anualmente no parque Hyde em Londres.
O pavilhão é uma estrutura temporá-
ria pré-fabricada em aço e revestida por
painéis leves.

Foi construído para abrigar o Congresso Nacional e está localizado na praça dos três poderes, no eixo monumental.
O arquiteto tinha o conceito de monumentalidade e para isso usou formas geométricas puras e simples de se entender.
Sua forma se aproxima da ideia de um cálice ou ainda de um disco voador. Foi construído em concreto e proporciona uma visão de 360º da cidade.
Setorização
O Palácio possui de três pavimentos:
Subsolo: ambientes de serviço, cômodos e dormitórios dos funcionários.

Térreo: setores sociais e salões utilizados para eventos de solenidades.

Primeiro andar: setor residencial do presidente.
Condições de projeto
Em 1956 o presidente Juscelino Kubitschek convidou o arquiteto Oscar Niemeyer para projetar os edifícios governamentais de Brasília.

Como a intenção de JK era projetar edificações monumentais o Palácio da Alvorada segue essa característica.

Planta baixa do primeiro pavimento
Planta baixa do pavimento térreo
Influências e características da obra:
A influência da antiguidade clássica é visível nesta obra. Percebe-se isso pela forma principal ser um retângulo, circundado por uma varanda.
O sistema construtivo foi inovador para época, e o grande conceito de leveza desejado por Niemeyer, pelas formas dos pilares, foi o responsável pela inovação.
A robustez do concreto é combinada com a leveza das formas dos pilares e das paredes de vidro do Palácio.
ddd
Materiais utilizados:

Para uma maior afirmação de sua monumentalidade o arquiteto optou por utilizar materiais nobres, um exemplo é o piso de mármore do Palácio.
E também o uso do concreto, do vidro, entre outros.
Diretrizes do projeto
Niemeyer teve como conceito inicial o princípio da leveza, para isso projetou os pilares em formas curvas inovadoras.
Além disso é possível perceber a necessidade desta obra ser lembrada e admirada mesmo depois de anos de construção, com isso a influência clássica foi muito importante.
A ventilação e o sol...

Para Niemeyer estes elementos foram vistos como secundários, percebe-se isso pelo fato de todas as fachadas serem envidraçadas e Brasília ser uma cidade com índice de calor e insolação elevados.
As obras de Niemeyer tem grande visibilidade e admiração devido a forma de projetar inovadora do arquiteto e com esta pesquisa foi possível analisar algumas destas ideias. E assim aplicá-las a unidade bancária.
Cortes
ADM
Full transcript