Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Oscar Niemeyer e suas obras pelo mundo

1
by

Paula Bianchi

on 13 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Oscar Niemeyer e suas obras pelo mundo

em 23 obras pelo mundo Oscar Niemeyer 1939 Ministério da Educação Saúde
Rio de Janeiro - RJ MES- Ministério Educação e Saúde
(Atual edifício Gustavo Capanema)

Projetado pelo grupo de arquitetos liderados por Lucio Costa, e participando Affonso Eduardo Reidy, Carlos Leão, Jorge Moreira, Ernani Vasconcellos e Oscar Niemeyer. Considerando um dos primeiros marcos da Arquitetura Moderna no Brasil, o edifício possui amplos planos de vidro, presença do concreto aparente e de pilotis. 1940 Conjunto Arquitetônico da Pampulha
Belo Horizonte - MG Conjunto da Pampulha - BH é composto por 4 projetos:
a. Cassino Pampulha:Ponto alto da península, pilotis com a função de adaptar ao perfil natural do terreno;

b. Iate Clube da Pampulha: Com garage de barcos suspensa por pilotis, laje inclinada, brise e rampas.

c. Casa de Baile: Marquise amebóide, um banco acompanha toda sua extensão, enquadrando a paisagem.

d. Igreja São Francisco de Assis (Capela da Pampulha): Abóbada parabólica de concreto armado, mesanino e campanário. 1947 Sede da ONU
New York - EUA Em vez de anunciar um concurso para o projeto do complexo das Nações Unidas, a ONU preferiu montar uma equipe de arquitetos de diversos países para a composição do projeto.
O comitê apreciou 50 estudos diferentes antes de chegar a uma decisão. O desenho derivou de uma proposta de Niemeyer e Corbusier. 1951 Parque Ibirapuera
São Paulo - SP 1952 Casa das Canoas
Rio de Janeiro - RJ 1957 Palácio da Alvorada
Brasília - DF 1958 Catedral de Brasília
Brasília - DF 1958 Congresso Nacional
Brasília - DF 1939 Pavilhão do Brasil
Nova York - EUA "Graça, leveza, extroversão, exuberância e porosidade respondem ao desejo de transmitir atributos convencionalmente considerados apropriados para um pavilhão de feira. A teatralidade também convém a um tipo de construção que não deve durar mais que uma estação, como uma peça." Inaugurado durante a comemoração dos 400 anos da cidade, em 1954, o parque contava no início com 5 edifícios. O projeto previa ainda um auditório, obra que só foi realizada tempos depois, e concluída em 2005.

O complexo arquitetônico do Parque é formado por cinco prédios, interligados por uma ampla marquise.

Palácio das Artes (Oca), Palácio das Indústrias (Museu Arte Contemporânea -USP), Palácio das Nações, Palácio da Agricultura e o Museu Afro do Brasil Edifício Copan
São Paulo - SP 1951
É conhecido por sua forma sinuosa, Tem 115 metros de altura, 35 andares (incluindo três comerciais), e cerca de dois mil residentes. É considerada a maior estrutura de concreto armado do Brasil. Possui 1 160 apartamentos , o maior edifício residencial da América Latina. "Minha preocupação foi projetar essa residência com inteira liberdade, adaptando-a aos desníveis do terreno, sem o modificar, fazendo-a em curvas, de forma a permitir que a vegetação nelas penetrasse, sem a separação ostensiva da linha reta." Oscar Niemeyer

Em 2007 a construção, marcada por formas sinuosas e pano de vidro foi tompada pelo Instituto do Patrimônino Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). E atualmente abriga parte da fundação que leva o nome do arquiteto. Residência oficial do presidente da república, o palácio da alvorada foi o primeiro edifício público inaugurado em Brasília. Os pilares curvelíneos são destaque na construção, revestida de mármore e vedada por cortinas de vidro, onde chama também chama a atenção um imenso espelho d’água.


"Dedicamos às colunas, a maior atenção, estudando-as cuidadosamente nos seus espaçamentos, forma e proporção, dentro das conveniências da técnica e dos efeitos plásticos que desejávamos obter." Niemeyer Com a estrutura pronta já em 1960, a catedral só foi inaugurada em 1970. A construção consiste em uma área circuar de 70 m de diâmetro, da qual emergem 16 colunas de concreto. Vitrais coloridos revestem toda a obra, garantido luminosidade intensa ao templo.


"Na Catedral, por exemplo, evitei as soluções usuais das velhas catedrais escuras, lembrando o pecado. E, ao contrário, fiz escura a galeria de acesso à nave e esta toda iluminada, colorida, voltada com seus belos vitrais transparentes para os espaços infinitos." Localizado na principal avenida da capital engloba o senado e a câmara dos deputados – cada um em uma semiesfera, ambas sitadas em uma plataforma horizontal. Duas torres no centro, do projeto, foram concebidas para abrigar os setores administrativos.



"Um prédio como o do Congresso Nacional deve ser caracterizado pelos seus elementos fundamentais. Os dois plenários são no caso esses elementos, pois neles é que se resolvem os grandes problemas do país. Dar-lhes maior ênfase foi o nosso objetivo plástico(...). Ao fundo, contrariando a linha horizontal da esplanada, erguem-se os blocos administrativos, que são os mais altos de Brasília." 1965 Partido Comunista Francês
Paris (FRA) Niemeyer nunca cobrou pelo projeto da sedo do partido, uma de suas obras preferidas. Um bloco sinuoso em aço e vidro, abriga a administração, e a sala de congressos está localizada sob uma abóbada em concreto armado. Os dois setores interligam-se por um saguão subterrâneo.

"Na sede do Partido Comunista Francês mostrei como é importante manter exteriormente um jogo harmonioso de volumes e espaços livres,
E procurei manter em todo o prédio a mesma liberdade plástica e a curva livre e lógica que o concreto armado sugere." 1968 Editora Mondadori
Milão (ITA) O projeto consiste em uma caixa de vidro suspensa, envolvida por uma casca de concreto, na qual se destacam colunas com espassamentos irregulares, que conferem movimento a fachada. Sobre um grande espelho d’água uma passarela dá acesso à editora. “Recordo como fiquei satisfeito ao ver a fachada desenhada, ao sentir que naquele ritmo de arcos tão diferentes - de 3 a 15 metros de vão - estava a minha contribuição de arquiteto. A contribuição necessária, por mínima que seja, para que um projeto se faça diferente e inovador.

Sentia que a solução era correta. Simplíssima. E que, terminada a estrutura, a arquitetura estaria presente.” 1969 Universidade Mentouri de Constantine
Argel (Argélia) O projeto foi pensado para proporcionar a integração entre os alunos dos diversos cursos. O desenho propõe uma universidade mais humana, compacta e lógica.

“E projetei o edifício do Bâtiment de Classes, sobre pilotis, com vãos de 50 metros e balanços de 25. Como de praxe, nosso projeto foi analisado pelo escritório técnico de Argel, que declarou que a (...) teria de ter um metro e meio de espessura! Bruno Contarini, nosso engenheiro, provou a exatidão do cálculo e a construiu com apenas 30 centímetros de espessura. (...) Começávamos a mostrar, no Velho Mundo, que nós da América Latina pouco com ele tínhamos a aprender.” 1972 Centro Cultural Le Havre
Le Havre (FRA) Os dois vulcões de concreto que emergem da praça rebaixada tornam-se o centro cultural Le Havre, conhecido como Le Volcan. A posição dos edifícios foi pensada de modo a proteger os visitantes do forte vento da região norte da França e também para que eles pudessem ver o conjunto de cima.

"Quando estudei este projeto, minha principal preocupação era integrá-lo corretamente na arquitetura da cidade. Não pretendia, é claro, seguir o mesmo tipo de arquitetura, que representa uma época distante e as imposições conhecidas de tempo e economia. Queria que a minha arquitetura revelasse uma nova etapa no campo do concreto armado e fosse tão simples e abstrata que, sem ser competitiva, acentuasse o impacto arquitetural que imaginava". 1981 Ilha de Lazer em Abu-Dhabi
Emirados Árabes "No caso dessa ilha, o importante, a nosso ver, é criar para os visitantes um espetáculo global e inesquecível. Para isso propomos o "monorail" que os levará por toda a ilha.

Do cais, eles seguem no 'monorail' para esse passeio fascinante. O primeiro setor que surge é o das Mil e uma noites, depois, o 'zoo', a zona hoteleira, as habitações, o centro de recuperação ou rejuvenescimento e a marina.(...)

Uma grande praça disciplinaria o conjunto que um pequeno posto com lojes, boutiques, bares e restaurantes completariam." Centro Integrado de Educação Pública -RJ 1982
"Sempre recusei esse equívoco, essa idéia medíocre dos que insistem numa arquitetura 'mais simples, mais ligada ao povo'. Quando realizamos os CIEPs, sentimos com satisfação como as crianças pobres gostavam de freqüentá-los, como se isso lhes desse a esperança de que um dia poderiam usufruir o que até hoje só aos mais ricos é permitido.

Para mim essa idéia da simplicidade arquitetural é pura demagogia, discriminação inaceitável e, às vezes, uma timidez que só a falta de talento pode explicar."

(NIEMEYER, O. As Curvas do Tempo. Memórias. Rio de Janeiro: Revan, 1998. 294p. p.270) Memorial da América Latina- SP 1987 O projeto é marcado por placas curvas de concreto armado, vigas de 70 m a 90 m e enorme vãos. Entre os seis edifícios que compõe o conjuto, surge uma escultura em forma de mão aberta, com 7 metros de altura, representado o sofrimento do povo latino-americano ao longo da história.


"E se vocês forem ao local depois da obra concluída sentirão, logo ao descer da estação do metrô, ainda no grande patamar de chegada, como todo o conjunto é harmonioso e bem distribuído. O memorial das Américas a convidá-los de longe para o visitar, com suas colunas a se refletirem nos espelhos de água projetados." 1991 Museu de Arte Contemporânea
Niterói - RJ Situado em uma das mais belas paisagens brasileiras, a Baía de Guanabara, o museu em formato de disco voador é uma das obras de Niemeyer. O terreno estreito pedia uma das soluções preferidas pelo arquiteto: uma grande forma apoiada no solo sobre um único ponto.

"O terreno era estreito, cercado pelo mar, e a solução aconteceu naturalmente, tendo como ponto de partida o apoio central inevitável. Dele, a arquitetura decorreu espontânea como uma flor." 2000 Auditório Oscar Niemeyer
Ravello (ITA) Localizado numa das regiões mais charmosas da Itália, a Costa Amalfitana, o auditório com frente para o mar levou dez anos para ser construída. Seu formato de concha, aliado a placas onduladas de acrílico, garante uma reverberação sonora perfeita.

"Este era estreito e tão alto em relação ao passeio que, se o acesso fosse embaixo do teatro localizado, ninguém da rua veria o edifício.
Isso explica ter eu previsto o acesso no fim do terreno, permitindo aos visitantes por ele caminharem em direção ao teatro, vendo e penetrando na arquitetura. A grande placa de concreto ondulada caracteriza o teatro."" Museu Oscar Niemeyer
Curitiba - PR 1951 Uma das obras-primas de Niemeyer, o museu em formato de olho, feito em concreto e vidro, é um dos melhores exemplos de junção entre arte e arquitetura, uma das características ais marcantes do trabalho do arquiteto.

"A idéia é transformar um edifício que projetei muitos anos atrás num grande museu, metamorfose que, para surpresa minha, não apresentou maiores problemas. Será tão bem sucedida que o museu imaginado constituirá, sem dúvida, uma obra espetacular." Centro Administrativo de Minas Gerais
Belo Horizonte - MG 2003
"Quando o Governador do Estado de Minas Gerais, Aécio Neves, veio ver o projeto da Cidade Administrativa, esperava que o Palácio Governamental estaria cercado de 15 ou mais edifícios para atender o programa fixado, e o terreno tão bem escolhido, dividido em pequenas áreas.

E o seu espanto se transformou logo num grande entusiasmo quando lhe falei: " O projeto que elaboramos prevê apenas três edifícios: o Palácio Governamental e dois grandes blocos curvos com 200 metros de comprimento e 20 pavimentos. Neles seriam instaladas todas as Secretarias." 2006 Centro Cultural Principado de Astúrias
Avilés (ESP) A obra, que teve a primeira etapa entregue em 15 de dezembro de 2010, é um dos projetos preferidos de Niemeyer no exterior. É também o único trabalho do arquiteto na Espanha, onde recebeu, em 1989, o prêmio Príncipe de Astúrias.

“E antes mesmo de começar a desenhar, olhando a planta do terreno escolhido, a solução a adotar já aparecia diante de mim como coisa realizada: uma praça ladeada pelo auditório e pelo museu, tendo ao fundo, como a discipliná-los, o extenso bloco da administração.” 1954 Museu de Arte Moderna de Caracas
Caracas - Venezuela O prédio do Museu está provido de luz zenital, controlada por meio de placas de concreto e elementos difusores, dentro de um sistema que manterá, eletronicamente, sem transição do dia para a noite, o índice de iluminamento.


As paredes inclinadas darão, internamente, aos salões, um aspecto singular de fuga e profundidade. Servirão, ainda, para efeitos magníficos de reflexão de luz, nada tendo a ver com as placas e divisões removíveis, que permitirão todos os arranjos necessários às exposições. Fontes:
- niemeyer.org.br
- vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/13.151/4631
- vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/13.151/4632
- Quando o Brasil era Moderno - Lauro Cavalcanti
- terra.com.br/noticias/oscar-niemeyer/oscar-niemeyer.htm
Documentário: 'A vida é um sopro' Direção: Fabiano Maciel

Inspirado no Infográfico: ig.com.br/niemeyer em 24 obras
Criação: Paula Bianchi "De um traço nasce a arquitetura. E quando ele é bonito e cria surpresa, ela pode atingir, sendo bem conduzida, o nível superior de uma obra de arte."
Full transcript