Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Metodologias e Estratégias Pedagógicas

Metodologias e Estratégias Pedagógicas
by

d b

on 20 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Metodologias e Estratégias Pedagógicas

Daniela Barbosa
daniela-barbosa@hotmail.com

METODOLOGIAS E ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS
OBJECTIVOS
METODOLOGIAS E TÉCNICAS DE
ENSINO/APRENDIZAGEM
ESPECÍFICAS PARA ADULTOS
Como é que o Formador pode promover uma aprendizagem eficaz nos formandos?
Pretende-se que cada formando, após este módulo esteja apto a:
• Escolher e a aplicar as técnicas e os métodos pedagógicos mais adequados aos objetivos, aos públicos-alvo e ao contexto de formação;
• Descrever as vantagens e importância da criatividade em meio pedagógico;
• Identificar estratégias inclusivas de públicos diferenciados;
• Identificar vantagens e desvantagens da aplicação das diferentes técnicas pedagógicas em contextos diferenciados.
- Seleccionando e utilizando as estratégias que melhor servem o processo de ensino-aprendizagem;
conhecimento dos resultados
conhecimentos dos objectivos
motivação
estruturação
reforço
domínio dos pré-requisitos
redundância
- Procurando a metodologia mais adequada a cada momento da formação
PEDAGOGIA VS ANDRAGOGIA
MÉTODOS PEDADÓGICOS
PEDAGOGIA
ANDRAGOGIA
PARCERIA
Escola VS Formação
Professor VS Formador
ANDRAGOGIA
PAPEL DO FORMADOR :
AJUDAR A APRENDER O QUE QUER SABER
PAPEL DO PROFESSOR :
PEDAGOGIA
ENSINAR O QUE PRECISA SABER
PARCERIA
PEDAGOGIA VS ANDRAGOGIA
Métodos e técnicas são muitas vezes confundidos, devido às suas fronteiras, difíceis de delimitar.
MÉTODO
TÉCNICA
Estratégia

É um sistema de acções do formador, que visam a aquisição de objectivos de aprendizagem, com o recurso a um conjunto de técnicas e procedimentos.
Táctica

Conjunto de procedimentos e atitudes pedagógicas, definidos a partir do método, a fim de suscitar a aquisição de comportamentos de aprendizagem.
Imaginem que estão a planear uma formação…

…que factores teriam em consideração para a escolha de um método pedagógico?


- Tipos de Objetivos a atingir;
- Formador;
- Formandos;
- Contexto de Formação
METODOLOGIAS E TÉCNICAS
DE AUTO-ESTUDO
(FORMAÇÃO A DISTÂNCIA)
B-LEARNING
derivado do e-learning
a maior parte dos conteúdos é à distância
exige momentos presenciais
pode ser síncrono ou assíncrono
VANTAGENS
troca de experiências.
Possibilidade de desenvolver dinâmicas coletivas.
Eventual redução de custos com a formação
Melhor capacidade de avaliação dos alunos, em situações ao vivo
Possibilidade de realizar trabalhos de campo e visitas técnicas a locais de interesse.
Humanização da relação entre a instituição e os alunos.
Melhores resultados de aprendizagem dentro de prazos estabelecidos, com meios mais diversificados e colaboração entre os alunos mais intensa
DESVANTAGENS
Necessidade de organizar turmas presenciais, , com datas definidas,

Limita o acesso de alunos individuais que pretendam estudar programas de forma independente e com horários flexiveis

Desvalorização do professor online e elevada valorização do professor presencial.
Cultura do ensino para a cultura da aprendizagem
As atividades mais importantes passam a ser: buscar, encontrar, selecionar e aplicar, e não mais receber e memorizar.
E-LEARNING
ensino à distância
auto-aprendizagem,
recursos didáticos apresentados em diferentes suportes tecnológicos de informação
VANTAGENS
Rápida actualização dos conteúdos.
Personalização dos conteúdos transmitidos.
Facilidade de acesso e flexibilidade de horários.
O ritmo de aprendizagem pode ser definido pelo próprio utilizador/formando.
Disponibilidade permanente dos conteúdos da formação.
Custos menores quando comparados à formação convencional.
DESVANTAGENS
A tecnofobia
Necessidade de maior esforço para motivação dos alunos.
Exigência de maior disciplina e auto-organização por parte do aluno.
A criação e o preparação do curso on-line é, geralmente, mais demorada do que a da formação.
Não gera a partilha de ideias e opinioes
O custo de implementação da estrutura para o desenvolvimento programa de E-learning é alto.
Dificuldades técnicas relativas à Internet e à velocidade de transmissão de imagens e vídeos.
Limitações no desenvolvimento da socialização do aluno.
Limitações em alcançar objectivos na área afectiva e de atitudes, pelo empobrecimento da troca directa de experiência entre professor e aluno.
QUESTÕES PARA REFLECTIR ANTES DA ESCOLHA DO MÉTODO
Qual a complexidade da informação?
Qual será a resistência dos/as formandos/as ao que vai ser apresentado?
Qual a importância da participação?
Quanto tempo tem disponível?
Os métodos escolhidos oferecem diversidade de participação e sentidos?
Qual o grau de confiança na utilização de um método específico?
Quanto trabalho lhe custa a utilização de um método?
É possível utilizar um ou mais métodos em conjunto?
O método escolhido requer equipamento ou arranjo da sala especiais?
MÉTODO EXPOSITIVO
Transmissão oral de informações e conteúdos essencialmente teóricos
O formador desenvolve oralmente um assunto, dando toda a informação acerca dele
O formando fica limitado a escutar toda a informação - passividade
Comunicação unilateral
características
MÉTODO DEMONSTRATIVO
Método que se baseia no conhecimento técnico ou prático do formador e na sua capacidade para exemplificar uma determinada operação que se pretende repetida e, posteriormente, aprendida. O formando deve realizá-la, primeiramente, sob orientação e, depois, no posto de trabalho, sozinho.

O formador, simultaneamente, explica (saber ou saber-fazer) e mostra, associando explicação e demonstração.

A observação assume um cariz avaliativo.

Este método desenvolve-se em 4 fases:
Explicitar
Demonstrar
Executar
Controlar
CARACTERISTICAS
MÉTODO INTERROGATIVO
CARACTERISTICAS
Os métodos interrogativos consistem na exploração dos saberes dos formandos, levando-os a procurar respostas através da técnica pergunta-resposta . Procura-se com a utilização destes métodos estimular o processo de pensamento activo do formando.

O formando progride ao seu ritmo, orientado pelo formador, ao encontro de uma
resposta.

Este método pode ser aplicado para uma avaliação diagnostica; para avaliar os conhecimentos dos formandos sobre determinada tematica ou como complemento ao metodo ativo em que o formador nao espera uma resposta concreta .
MÉTODO ATIVO
(Saber-Saber, Saber-Ser/Estar e Saber-Fazer)
saber-saber
saber-fazer
Saber-Saber/Saber-Fazer
TÉCNICAS PEDAGÓGICAS
QUE TÉCNICAS?
Role-play
Brainstorming
Simulação ou Autoscopia
Estudo de Caso
Jogos Pedagógicos
BRAINSTORMING
Também Tempestade Cerebral ou Chuva de Ideias.
Consiste numa reflexão sobre determinado tema, de forma fluida, pouco orientada, antes de a submeter às regras do pensamento lógico. Requer-se criatividade.
É uma técnica de expressão livre de ideias;
Geralmente a quantidade de ideias gera quantidade de qualidade.
util para estimular novas ideias, criando um clima pedagógico informal e dinâmico
REGRAS
Todos têm os mesmos direitos;
Cada um apresenta as ideias à medida que vão surgindo;
As auto e hetero - censuras são interditas;
Nada dizer é o maior erro;
A apresentação das ideias deve ser breve (máximo 15 minutos);
As ideias de cada um devem ser consideradas como sendo as de um grupo.
SIMULAÇÃO OU AUTOSCOPIA
Reprodução de situação de trabalho na qual se introduzem o maior número possível de variáveis ou problemas-tipo, no sentido de testar as capacidades técnicas ou os conhecimentos obtidos pelos formandos
uma das metodologias mais ativas e envolventes

desvantajosa se o formando a encarar apenas como avaliação e não como espaço formativo
DEVE TER-SE EM CONSIDERAÇÃO:
pode gerar resistência por parte de alguns formandos
mostrar que a simulação não deve ser encarada apenas como um instrumento de avaliação mas como um exercício de treino
preparar a situação de simulação, criando lista de atitudes e comportamentos a observar, comunicar os objectivos a atingir, observar discretamente, sem interferir, e após a simulação os formandos devem analisar e reflectir sobre o que ocorreu, com ou sem grelhas de apoio.
ROLE PLAYING
É uma forma de estudo de caso, que consiste na teatralização de papéis, na assunção de personagens, comportamentos, emoções, sentimentos, na teatralização de um problema de relações humanas/sociais, que pode ser explorada pedagogicamente. Várias pessoas, com o mesmo problema, são colocadas em cena, defendendo, cada uma o seu ponto de vista.
Desempenhar papéis que lhe são estranhos
permite a compreensão das interações humanas e da existência de outros papéis sociais diferentes do seu (vivência do papel do outro), aumentando assim a capacidade de compreensão e adaptação a diferentes situações.
PERMITE:
ESTUDO DE CASO
Consiste na apresentação ao grupo de um caso concreto, imaginário ou real, o qual requer uma tomada de decisão. A solução é alcançada através do consenso comum.

Os participantes são confrontados com uma situação/problema;

Fazem uma análise conjunta;

Identificam a solução mais adequada e determinam os princípios da sua justificação.
ÚTIL PARA:
DINÂMICAS DE GRUPO
O QUE CONSIDERAR NA ESCOLHA DAS TÉCNICAS?
Os objectivos da formação (para quê?)
os conteúdos (o quê?)
os formandos (para quem?)
o contexto (onde?)
o formador (Quem?)
Estão em interacção , relacionam-se e condicionam todo o processo de aprendizagem, incluindo a selecção dos métodos e técnicas pedagógicas.
FORMAÇÃO
PEDAGOGIA E APRENDIZAGEM DIFERENCIADA
RELAÇÃO ENTRE FORMADOR-FORMANDO E FORMANDO-FORMANDO
SÓCIO-CONSTRUTIVISMO
o nosso conhecimento não é algo estanque - é influenciado pelo meio envolvente e pela relação que estabelecemos com os outros
DIFERENCIAÇÃO PEDAGÓGICA
adequação do estilo de ensino ao estilo de aprendizagem
Os formadores devem recorrer a estratégias diversificadas, materiais e recursos de diferente natureza e formato diverso
ATIVIDADES INDOOR
E/OU OUTDOOR NO CONTEXTO DA FORMAÇÃO
indoor
- mais apropriadas para a coesão grupal, aquisição de competências e conhecimentos em geral
outdoor
- mais indicadas para desenvolvimento de liderança, trabalho em equipa, auto-conhecimento, comportamento em grupo
desenvolver a capacidade de tomada de decisão
potenciar o trabalho em grupo
desenvolver a capacidade analítica
TRABALHO GRUPO
VANTAGENS E DESVANTAGENS DO MÉTODO EXPOSITIVO, DEMONSTRATIVO, INTERROGATIVO E ACTIVO.
APRESENTAÇÃO DAS CONCLUSÕES E DISCUSSÃO
GRUPO
INDIVIDUOS
Transfomação das metodologias mais clássicas de ensino-aprendizagem
ACTIVIDADE
“Desenvolver Métodos e Técnicas Pedagógicas”
CRIATIVIDADE PEDAGÓGICA
CRIATIVIDADE PEDAGÓGICA
SERÁ UMA FERRAMENTA EFICAZ NO PROCESSO FORMATIVO?
DE QUE FORMA CADA UMA DELAS PODE SER APLICADA AO CONTEXTO FORMATIVO E QUAIS AS VANTAGENS DA SUA UTILIZAÇÃO?
ACTIVIDADES...
CONCLUSÕES
a criatividade deve ser encarada como instrumento promotor de inovação na formação
criatividade torna-se um forte aliado quando pretendemos optar por uma formação guiada por princípios inclusivos
CONCLUSÃO
O formador, durante o processo formativo deverá seleccionar métodos e técnicas pedagógicas que facilitem a interacção/comunicação entre os formandos e que reforcem a cooperação entre eles, por forma a diminuir as assimetrias
o processo de formação requer inevitavelmente uma multiplicidade de respostas a que nenhum método em particular consegue responder na plenitude
Os métodos e as técnicas traduzem-se em facilitadores da aprendizagem, resultante da interacção, comunicação e cooperação entre os intervenientes
“Descurar a preparação é preparar-se para falhar!”
Grata pela Vossa atenção
Dinâmicas de Grupo
Técnica activa de trabalho em grupo, em que os membros do grupo assumem diferentes papeis e a partir das quais é possivel a comunicação, reflexão conjunta, interacção, participação.
possivel a construção do conhecimento.

Visa a construção crítica do saber, mobilizando e integrando os conhecimentos do formando, implicando-o
profundamente na construção do seu próprio percurso, estimulando no uma auto-reflexão sobre o
seu processo de aprendizagem a partir da partilha de pontos de vista e de experiências no grupo;

Tipo de comunicação é multidireccional, O formando é um agente activo e consciente da sua própria formação.

Compreende em si todos os outros métodos, centrado na participação activa dos formandos.
características
TESTE -
Métodos Pedagógicos

MANUAL

Diferenciaçao das metodologias de
ensino - crianças /formaçao - adultos
como aprendem?
como aprendem?
Full transcript