Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Amor de Perdição

No description
by

Danillo Henrique Barbosa

on 5 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Amor de Perdição

Biografia

* Perdeu os pais muito cedo.
* Casou ao 16 anos.
* Estudou medicina e direito.
* Ingressou no jornalismo em 1848.
* Foi preso por Adultério .

Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco
Personagens
Protagonistas
 * Simão Botelho.
 * Tereza Albuquerque.
Antagonistas
 * Baltazar Coutinho .
 * Tadeu de Albuquerque.

Coadjuvantes
Secundários
 * João da Cruz.
 * Mariana.

 * Dona Rita Botelho.
 * D. Manuel Botelho.

Principais Personagens
Simão Botelho
17 anos, apresentado como jovem de temperamento impetuoso.
Tereza de Albuquerque
15 anos, que é a jovem quem Simão se apaixona, de resto o mesmo acontecendo com ela em relação a ele.
João da Cruz
O pai de Mariana.
Mariana
Moça do campo, é uma personagem extraordinária, e salvo melhor opinião, se mais motivos não houvesse (e há), Mariana já seria motivo para ler o livro.
Domingos Botelho
O pai de Simão.
Baltazar Coutinho
O primo de Tereza e vilão da história.
 A obra focaliza dois apaixonados que têm como obstáculo a rivalidade entre as famílias.

 A ação se passa em Portugal, no século 19. O narrador diz contar fatos ocorridos com seu tio Simão. Residentes em Viseu, duas famílias nobres, os Albuquerques e os Botelhos, odeiam-se por causa de um litígio em que o corregedor Domingos Botelho deu ganho de causa contrário aos interesses dos primeiros.

 Devido ao seu temperamento explosivo, Simão envolve-se em confusões. Seu pai o manda estudar em Coimbra, mas ele se envolve em novas confusões e é preso. Liberto, volta para Viseu e se apaixona por Teresa Albuquerque, sua vizinha.

 Uma rápida transformação se fez no rapaz. Simão torna-se estudioso, passa a ter como valor maior o amor, e todos os seus princípios são dele decorrentes. Os pais descobrem o namoro.

 O corregedor manda o filho para Coimbra. Para Teresa restam duas opções: casar-se com o primo Baltasar ou ir para o convento. Proibidos de se encontrar, os jovens trocam correspondência, ajudados por uma mendiga e por Mariana, filha do ferreiro João da Cruz. Mariana encarna o amor romântico abnegado.






Apaixona-se por Simão, embora saiba que esse amor jamais poderá ser correspondido, seja pelo fato de Teresa dominar o coração do rapaz seja pela diferença social: ela era de condição humilde, filha de um ferreiro. Mesmo assim, ama a ponto de encontrar felicidade na felicidade do amado.

 Depois de ameaças e atentados, Teresa rejeita o casamento. Por isso será enviada para o convento de Monchique, no Porto. Simão resolve raptá-la, acaba por matar seu rival e se entrega à polícia. João da Cruz oferece-se para ajudá-lo a fugir, mas ele não aceita, pois é o típico herói romântico.

 Matou por amor à Teresa, portanto assume seu ato e faz questão de pagar. Enquanto Simão vai para a cadeia, sua amada vai para o convento. Mariana, por sua vez, procura estar sempre ao lado de Simão, ajudando-o em todas as ocasiões. Condenado à forca, a sentença é comutada e Simão é degredado para a Índia.

 Quando ele está partindo, Teresa, moribunda, pede que a coloquem no mirante do convento, para ver o navio que levará seu amado para longe. Após acenar dizendo adeus, morre. Seu amor exagerado a leva à perdição.

 Durante a viagem, Mariana, que acompanha Simão, mostra-lhe a última carta de Teresa. Ele fica sabendo da sua morte, tem uma febre inexplicável e morre. Seu amor exagerado o leva à perdição. Na manhã seguinte, seu corpo é lançado ao mar. Mariana não suporta a perda e se joga ao mar, suicidando-se abraçada ao cadáver de Simão. Seu amor exagerado a leva à perdição.

ESPAÇO
A narração desenvolve-se em vários espaços:

* Vila Real
* Coimbra
* Lisboa
* Lamego Viseu

No entanto, a ação central salta de Coimbra para Viseu, para o Porto e finalmente para o beliche do navio que parte para a índia, levando Simão.

TEMPO
O tempo da história é cronológico , linear;


Assim, a história inicia- se em 1779 (ano do casamento dos pais de Simão) e vai terminar em 1807, mais precisamente no dia 27 de Março (morte de Simão). Há ,no entanto, um retrocesso quando se narram os acontecimentos da família de Simão .


Foco narrativo
 Escrita em terceira pessoa, esta obra caracteriza-se por um narrador onisciente.

 O tipo de onisciência deste narrador pode ser classificado como onisciência intrusa.



Verossimilhança
 Camilo opunha-se ao romance realista , julgando-o imoral .

Criticava-o por retratar pessoas fúteis ou que premeditam crimes que desorganizam famílias.

O escritor rejeitava esses temas em favor da apologia do sentimento.




Movimento Literário
 A concepção do amor como uma espécie de destino , de fatalidade , que domina e orienta e define a vida (e a ,morte )das personagens principais . Marcado pela transcendência , esse amor trará consigo sempre um equivalente de sofrimento e de infelicidade :ou porque a paixão se choca frontalmente com as necessidades do mundo social , ou porque significa em ultima analise um desejo luciferino de recuperar o paraíso na terra .
Em Amor de Perdição encontramos o traço principal da novelística passional de Camilo :
Kevin
Thais
Veronica
Thayna
Gabriela
Dayane
Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco
Full transcript