Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Abdicação

No description
by

Beatriz Santos

on 15 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Abdicação

Abdicação (Desistir de algo) Toma-me, ó noite eterna, nos teus braços
E chama-me teu filho. Eu sou um rei
Que voluntariamente abandonei
O meu trono de sonhos e cansaços.

Minha espada, pesada a braços lassos.
Em mãos viris e calmas entreguei;
E meu cetro e coroa, - eu os deixei
Na antecâmara, feitos em pedaços.

Minha cota de malha, tão inutil
Minhas esporas, de um tinir tão futil
Deixei-as pelas frias escadarias.

Despi a realeza, corpo e alma,
E regressei à noite antiga e calma
Como a paisagem ao morrer do dia. desiste do sonho e do cansaço Sem força Poder Nos últimos dois versos desta estrofe, o "Rei" já não acredita que tem qualquer poder. isulado a vaidade não o satisfaz Vida Liberta-se Identifica-se como o Rei. Análise formal do poema Soneto ( 2 quadras e 2 tercetos) Esquema Rítmico: ABBA ABBA CCD EED.
Emparelhada em B, C e E
Interpolada em A e D. Decassílabo com 10 sílabas métricas Beatriz Santos
12º F nº 4
Full transcript