Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

REESCRITAS - 1 DIA - PARTE 1

No description
by

Miruna Genoino

on 25 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of REESCRITAS - 1 DIA - PARTE 1

O reescrever como tarefa: funções e condições
“Para compreender os fenômenos atuais relacionados com a
utilização das marcas escritas
que formam nosso sistema de escrita é preciso evitar simplificações. Uma delas está ligada a uma dicotomia aparentemente neutra, tão arraigada que se torna intocável para nós:
a dicotomia entre leitura e escrita.
(...) A tese que irei defender é a seguinte: quando pensamos nas atividades que são efetivamente realizadas com os textos (já produzidos ou em processo de construção), podemos ver que essas atividades são, na maioria dos casos,
interfaces entre ler e escrever”

EMÍLIA FERREIRO
Situação comunicativa: para quem escrever e que tipo de texto?

Dificuldades inerentes à escrita pouco experiente: questão da trama narrativa, ausência de mundo mental dos personagens, poucos conteúdos em jogo, ALÉM DA escrita alfabética, a escrita ortográfica, a pontuação, o uso das letras maiúsculas...

Estratégia favorável: reescrita
QUESTÃO DO DESAFIO ENVOLVIDO NA PRODUÇÃO TEXTUAL
Segundo Teberosky (2001):
O exercício da reescrita faz parte de um procedimento mais geral que dá lugar à citação, à imitação, à simulação, à paráfrase.
Ao propor esses procedimentos em classe nosso objetivo era fazer as crianças imitarem o comportamento do outro, e esse “outro” seria um profissional da redação escrita.
Formação na escola: usos sociais da leitura e da escrita e não formação de escritores de literatura;

Complexidade da criação literária
Por que
reescrever
e não
criar
um texto?
A reescrita é uma produção textual; não é cópia e nem reprodução do texto, pois há um processo de desconstrução e reconstrução em jogo.

“para imitar é necessário desarmar o que se quer imitar
para ver como funciona, qual é seu mecanismo.” (Ana Teberosky)

Processo de reflexão vivenciado nas reescritas: análises sobre a estrutura do texto, sobre a linguagem, sobre o que é essencial, sobre a pontuação etc.
Reescrita: questões fundamentais
1. Cuidados e critérios apurados para a eleição do tipo de texto e do texto-modelo:


Demanda conhecimentos do professor sobre as características do tipo de texto e a consideração aos objetivos que se tem para a proposta
O reescrever como tarefa: condições
Reescrever um texto permite uma ampla aproximação ao universo letrado.
ESCRITA
LEITURA
A reescrita amplia o olhar do aluno sobre o gênero eleito: conhecimento colocado em prática na ação leitora e na ação escritora.

A reconstrução de um texto impõe que se analisem suas partes e se avalie a relação entre elas, o que também apura o olhar sobre os textos lidos.

Exemplo: análise de marcadores temporais em contos – aspecto torna-se referência para leituras e análises futuras
Papel do professor: potencializar a análise dos aspectos eleitos para a escrita em situações de leitura. Ex: descrições, marcadores temporais, narradores etc.
2. Familiaridade das crianças com o tipo de texto e
com o texto-modelo:

Papel da leitura/escuta.

Textos memorizados ou amplamente conhecidos.
3. A proposta precisa trazer desafios possíveis:

Ter a possibilidade de “encarar” a tarefa e, simultaneamente, vivenciar problemas, cuja reflexão individual e coletiva e a intervenção do professor propiciem a busca e análises de soluções.
Meta da escola: formação de leitores e escritores competentes
Diversidade de propostas envolvendo reflexão sobre o texto e a comunicação em jogo
REESCRITAS
As crianças acionam conhecimentos e enfrentam problemas.

Há um amplo processo de reflexão sobre a língua potencializado pela reescrita, e é isso que a torna tão importante: ter que se ocupar de determinados aspectos e não de outros.
A criação envolve a análise de elementos que muitas vezes estão implícitos no texto – exemplo: contos de fadas

Não ter que “criar” um conteúdo permite análises mais sistemáticas sobre a escrita – como escrever as palavras a partir dos princípios alfabético e ortográfico.
Leitura literária:
os alunos leem mais do que escrevem;

Escrever literatura como uma possibilidade de
dominar a expressão do discurso escrito:
escrever literatura permite que apurem o olhar para as qualidades textuais dos próprios textos, quanto os textos lidos;

Distância importante entre o que são capazes de ler, de inventar e de escrever –
competências diferentes colocadas em jogo.

Objetivos educacionais: trabalhar com textos que favorecem o domínio da leitura e da escrita de
qualquer tipo de texto.
Repensando o papel das reescritas na formação do leitor e do
escritor


30 de agosto - Campo Grande
Miruna Genoino

4. A reescrita de textos não pode incluir modificações no texto.
5. A seleção dos textos e autores de uma reescrita precisa levar em conta o gênero e a simplicidade na escrita.
6. Quando propomos situações de reescritas, precisamos levar em conta as possibilidades das crianças e não as expectativas de grande aproximação em relação ao texto-modelo.
7.Durante a produção de uma reescrita, não se pode permitir que as crianças recorram ou consultem o texto original, pois, nesse caso, tem-se instaurada uma
situação de cópia e não de reflexão sobre o texto.
Leia individualmente as afirmações abaixo e anote C se concorda com a afirmação e D se discorda.
1. Para que o aluno produza uma boa reescrita é essencial que tenha o texto memorizado.
2. Dentre os critérios fundamentais para a seleção do texto a ser reescrito está a necessidade de que seja um texto curto.
3.

A reescrita é a situação em que se reproduz na íntegra um texto conhecido.
Há algo mais
proveitoso na escola do
que o fato de ela
proporcionar uma
variedade de
oportunidades no uso da
linguagem?

ANA TEBEROSKY

O QUE ENSINAMOS TOMANDO A REESCRITA COMO PROPOSTA
DIDÁTICA

A aprendizagem da leitura e da escrita é uma prática comunicativa social, cujo principal valor reside na capacidade que adquire cada indivíduo para inserir-se na cultura e no domínio da civilização em que vive.
Lara, 2002

LEITURA
ler para se
divertir, se
emocionar, refletir
e conhecer
CONHECIMENTOS DE UM ESCRITOR EXPERIENTE
ESCREVER UM TEXTO: TAREFA COMPLEXA
AO ESCREVER TEXTOS, SE PÕEM EM JOGO CONHECIMENTOS SOBRE O SISTEMA DE
ESCRITA E A LINGUAGEM ESCRITA E AINDA SOBRE O PROCESSO REDACIONAL.
escrita:
domínio do sistema de representação (princípio alfabético e ortografia)
linguagem escrita:
diz respeito às formas de discurso em que a escrita aparece e às suas
circunstâncias de uso, além das características peculiares de cada forma de discurso: sua
linguagem típica, sua estrutura etc.
processo redacional:
diz respeito aos procedimentos que um bom escritor mobiliza ao
escrever: planejar seu texto, textualizá-lo, revisá-lo e editá-lo, quando necessário.
ler para se informar
e para buscar
informações
precisas

ler para se
instruir (ler
para fazer)

ler para
aprender a ler
e a escrever


ESCRITA
escrever para se
divertir,
emocionar,
provocar reflexões
e instigar
conhecimentos
escrever para informar

escrever para se
instruir

escrever para
aprender a ler
e a escrever


escrever para conservar de memória
APROPRIAÇÃO DA ESCRITA ALFABÉTICA
APROPRIAÇÃO DA ESCRITA ORTOGRÁFICA
PLANEJAMENTO, TEXTUALIZAÇÃO, REVISÃO E EDIÇÃO
ESTRATÉGIAS DISCURSIVAS E RECURSOS LINGUÍSTICOS
Full transcript