Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Ciclo de Vida dos Produtos Eletrônicos

No description
by

Geslayne Lidia

on 27 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Ciclo de Vida dos Produtos Eletrônicos

Ciclo de Vida dos Produtos Eletrônicos
Aperelho celular X Saúde
Um estudo realizado pela equipe da Arbor-based Ecology Center (uma organização ambiental sem fins lucrativos, nos Estados Unidos) e por especialistas daifixit.com revelou que todos os aparelhos celulares testados possuem pelo menos uma substância nociva à saúde.

Dentre as substâncias encontra - se chumbo, bromo, cloro, mercúrio e cádmio podem poluir o aparelho por toda a sua vida útil. As emissões durante a produção também são um problema. Além disso, a mineração de metais usados na produção dos dispositivos, como estanho, tântalo, tungstênio e ouros, está ligada a conflitos na República do Congo.
Curiosidades
Descarte do Lixo Eletrônico
O crescente volume de resíduos tem sido um problema de caráter mundial. As empresas por imposição do governo, por meio de leis, ou na busca por uma postura ética e transparente, o que reflete bem a Responsabilidade Social, tem buscado práticas de reciclagem, para o destino correto do lixo.

De acordo com relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), de 2010, a geração de lixo eletrônico cresce a uma taxa de aproximadamente 40 milhões de toneladas por ano em todo o mundo.




Referências
Ciclo vivo
- Celular possui menor ciclo de vida entre os eletronicos - 2014. Redação ciclo vivo.
Histórico
Desde a década de 30, eletrodomésticos eletrônicos, entre outros produtos são produzidos com qualidade inferior, tornando-os produtos descartáveis e forçando o consumo constante e excessivo.

O aparelho celular é o de menor duração, pois possui um ciclo de vida de, em média, menos de três anos e dificilmente ultrapassa cinco anos. ( Pesquisa IDEC).


Nossa história começa em 1888, quando o físico alemão Heinrich Hertz transmitiu pela primeira vez códigos sonoros pelo ar, o que possibilitou não somente o desenvolvimento dos rádio-transmissores, como também a primeira ligação telefônica intercontinental em 1914.

26 anos depois, em 1940, foi criado um sistema de comunicação à distância que possibilitava a mudança de canais de frequência, evitando, assim, que houvessem interceptações no sinal.
História do Celular
Histórico
Sete anos depois a empresa de tecnologia norte-americana Bell, que hoje faz parte da AT&T, se utilizou dessa tecnologia para desenvolver um sistema telefônico interligado por várias antenas, batizadas de "células", o que gerou o nome do aparelho.

Em 1956 a Ericsson, então, resolveu unir todas as tecnologias e finalmente criar o celular, chamado de Ericsson MTA (Mobilie Telephony A). O aparelho só era móvel se fosse levado em um carro, porque pesava quase 40 quilos, e o custo de produção também não facilitava sua popularização.
Alguns anos se passaram até que em abril de 1973 a Motorola, concorrente da Ericsson, lançasse o Motorola Dynatac 8000X, um verdadeiro celular portátil (para a época), com 25 cm de comprimento e 7 cm de largura, pesando “apenas” 1 quilo e com uma bateria que durava 20 minutos.
O primeiro celular lançado aqui no país, em 1990, foi o Motorola PT-550, vendido inicialmente no Rio de Janeiro e logo depois em São Paulo. O aparelho já era um pouco mais compacto.
No Brasil
O lixo eletrônico pode causar, entre outros problemas, danos ao solo. Ao ser descartado em aterros ou lixões, os componentes tóxicos nele contidos podem contaminar lençóis freáticos, afetando a qualidade da água que as pessoas usarão para beber, irrigar as lavouras ou lavar os alimentos.

Mas o perigo de contaminação por tais substâncias também pode ser direto, no caso das pessoas que manipulam as placas eletrônicas durante o processo de manufatura dos aparelhos.

Esses componentes tóxicos podem causar diversos males à saúde:

O mercúrio, metal que deteriora o sistema nervoso, causa perturbações motoras e sensitivas, tremores e demência, está presente em televisores de tubo, monitores, pilhas e baterias, lâmpadas e no computador;
Já o chumbo, que compõe celulares, monitores, televisores e computadores, causa alterações genéticas, ataca o sistema nervoso, a medula óssea e os rins, além de causar câncer;
Segundo Jeff Gearhart, diretor do da Arbor-based Ecology Center, “a demanda por celulares mais sustentáveis por parte dos consumidores está fazendo com que as companhias fabriquem produtos melhores”.

Gearhart também alerta “Precisamos criar políticas federais e internacionais para controlar o uso destes produtos químicos e do desperdício de eletrônicos, assim como promover um processo de fabricação sustentável”.
O cádmio, presente nos mesmos aparelhos que o chumbo, causa câncer de pulmão e de próstata, anemia e osteoporose;
O berílio é material componente de celulares e computadores e causa câncer de pulmão.


E a maior parte desses resíduos tem condições de ser utilizada novamente ou de ser reciclada, mas o destino acaba sendo o pior possível: os aterros sanitários e lixões.

De acordo com o especialista Cedir “Os materiais eletrônicos, como placas de computador e monitores CRT, não soltam os contaminantes quando estão em um ambiente fechado.
Em um computador, 68% do produto é feito com ferro, enquanto 31% da composição de um notebook é plástico. No geral, 98% de um PC é reciclável. “Mas na prática esse número se reduz para cerca de 80%. A mistura de componentes plásticos e metálicos com os metais pesados torna difícil a separação”, diz Neuci.
Mas em aterros a temperatura é mais alta e o contato com a chuva, que costuma ser bem ácida nas metrópoles, faz com que os metais pesados sejam liberados diretamente no solo”. Esse processo também pode contaminar as águas de lençóis freáticos, dependendo da região do aterro ou lixão.
Integrantes:
Geslayne Lidia
Rafaela Favarato
Alberto Cerri
- Amigos intimos presentes nos eletronicos. Disponível em <http://www.ecycle.com.br/component/content/article/35/428-mercurio-cadmio-e-chumbo-os-inimigos-intimos-presentes-nos-eletronicos.html>.
Equipe Ecycle
- Todos aparelhos celulares contêm componentes tóxicos, diz pesquisa. Disponivel em <http://www.ecycle.com.br/component/content/article/35/1761-todos-aparelhos-celulares-contem-componentes-toxicos-diz-pesquisa.html>.
Ecoassist
- Descarte de lixo eletronico. Disponível em <http://www.ecoassist.com.br/descarte-para-residencias/descarte-lixo-eletronico.php>.
Denise Ribeiro
- Um destino correto para o Lixo eletronico. Disponivel em <http://www.docelimao.com.br/site/de-bem-com-o-planeta/planeta-terra/867-um-destino-correto-para-o-lixo-eletronico>.
Andrea Santos e Fernanda Costa
- Lixo eletrônico -As Melhores Práticas. Disponivel em <http://responsabilidadeemfoco.blogspot.com.br/p/lixo-eletronico.html
Full transcript