Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

E.C.D. - Capítulo 1 - Introdução as Estruturas e Comunicação de Dados

No description
by

erika santos

on 28 February 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of E.C.D. - Capítulo 1 - Introdução as Estruturas e Comunicação de Dados

Introdução as Estruturas e Comunicação de Dados Estruturas e Comucação de Dados Agenda Porque estudar “Estruturas de Comunicação de Dados”?
O que é a comunicação?
Comunicação por meio da rede
Arquitetura da rede
Tendências de redes
Bibliografia
O que é a comunicação? Cada situação vivenciada pede uma tendência de comportamento para que a comunicação aconteça a contento;
Para que as mensagens sejam transmitidas e entendidas com sucesso é interessante que sejam acordados regras ou protocolos de comunicação;
“Entre os protocolos que direcionam a comunicação humana bem sucedida estão:
Um emissor e um receptor identificados;
Acordo sobre o método de comunicação (cara a cara, por telefone, carta, foto);
Língua e gramática comum;
Velocidade e ritmo de transmissão;
Requisitos de confirmação ou recepção.”

Fonte: CCNA Exploration - CISCO Comunicação por meio da rede A fim de apoiar a transmissão imediata de milhões de mensagens trocadas entre as pessoas ao redor do mundo, dependemos de redes interligadas. Essas redes de dados ou informações variam em tamanho e capacidade, mas todas as redes possuem quatro elementos básicos em comum:
Regras ou acordos para determinar como as mensagens são enviadas, direcionadas, recebidas e interpretadas.
As mensagens ou unidades de informação que navegam de um dispositivo para outro.
Um meio de interligar esses dispositivos – um meio que possa transportar as mensagens de um dispositivo para outro.
Dispositivos na rede que trocam mensagens entre si.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO
Arquitetura da rede Tendências de redes A convergência de vários meios de comunicação diferentes em uma única plataforma de rede está promovendo o crescimento exponencial das capacidades da rede. Há três tendências principais que contribuem para modelar futuras redes complexas de informação:
Aumento do número de usuários de telefones celulares
Proliferação de dispositivos com capacidades de rede
Crescente variedade de serviços Bibliografia CCNA Exploration – CISCO (todo o texto foi retirado dessa referência). Prof.: Érika Santos
III Ano/Módulo Porque estudar Estruturas e Comunicação de Dados? Internet das coisas “A necessidade de interagir com as outras pessoas está logo abaixo de nossa necessidade de manter a vida. A comunicação é quase tão importante para nós quanto nossa dependência de ar, água, comida e abrigo.

Os métodos que usamos para compartilhar idéias e informações estão em constante mudança e evolução.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO As primeiras redes de dados limitavam-se a trocar informações baseadas em caracteres entre sistemas de computadores conectados. As redes atuais desenvolveram-se a ponto de transferir fluxos de voz, vídeo, texto e gráficos entre diferentes tipos de dispositivos;

Formas de comunicação previamente separadas e distintas convergiram em uma plataforma comum. Esta plataforma fornece acesso a uma grande variedade de novos e alternativos métodos de comunicação que possibilitam que as pessoas interajam diretamente entre si quase instantaneamente.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO
"A natureza imediata das comunicações na Internet favorece a formação de comunidades globais. E essas comunidades promovem uma interação social independente de localização ou fuso horário.”

Fonte: CCNA Exploration - CISCO As redes de dados, que anteriormente transportavam informações de empresas para empresas, ganharam o novo propósito de melhorar a qualidade de vida de pessoas em toda parte. No decorrer de um dia, os recursos disponíveis na Internet poderão ajudá-lo a:
Decidir o que vestir por meio das previsões do tempo on-line.
Encontrar o caminho menos congestionado até o seu destino, mostrando vídeos sobre o clima e o trânsito.
Olhar seu saldo bancário e pagar contas eletronicamente.
Receber e enviar e-mail, ou fazer uma ligação pela Internet em um cyber café na hora do almoço.
Obter informações sobre saúde e nutrição de especialistas ao redor do mundo e trocar informações em um fórum sobre saúde ou tratamentos.Baixar novas receitas e técnicas de culinária para criar um jantar espetacular.
Compartilhar suas fotos, vídeos e experiências com amigos ou com o mundo.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO
As regras de comunicação podem variar de acordo com o contexto;

Se uma mensagem transmite um fato ou conceito importante, uma confirmação de que a mensagem foi recebida e compreendida é necessária. Mensagens de menor importância podem não requerer uma confirmação do receptor.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO As técnicas usadas nas comunicações de rede compartilham esses fundamentos com as conversas humanas.

Como vários dos nossos protocolos de comunicação humana são implícitos ou estão enraizados em nossas culturas, algumas regras podem ser presumidas.

Ao estabelecer redes de dados, é necessário ser muito mais explícito sobre como a comunicação ocorre e como ela é considerada bem sucedida.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO
A padronização dos vários elementos da rede possibilita que equipamentos e dispositivos criados por diferentes empresas trabalhem em conjunto;

Especialistas em várias tecnologias podem contribuir com suas melhores ideias sobre como desenvolver uma rede eficiente sem se preocupar com a marca ou o fabricante do equipamento.

Fonte: CCNA Exploration - CISCO
Arquitetura da rede As redes devem suportar uma grande variedade de aplicações e serviços, assim como operar em vários tipos diferentes de infra-estrutura física;

O termo arquitetura de rede, neste contexto, se refere às tecnologias que apóiam a infra-estrutura e serviços programados e aos protocolos que movimentam as mensagens através dessa infra-estrutura;

Conforme a Internet e as redes em geral evoluem, estamos descobrindo que há quatro características básicas que as arquiteturas subjacentes precisam abordar para estar à altura das expectativas do usuário:

tolerância a falhas;
Escalabilidade;
Qualidade de Serviço;
segurança. Tolerância a falhas A expectativa de que a Internet esteja sempre disponível aos milhões de usuários que dependem dela requer uma arquitetura de rede projetada e construída para ser tolerante a falhas.;
Uma rede tolerante a falhas é aquela que limita o impacto de uma falha no hardware ou software e consegue se recuperar rapidamente quando tal falha ocorre;
Essas redes dependem de links ou caminhos redundantes entre a origem e o destino de uma mensagem. Se um link ou caminho falha, processos asseguram que as mensagens possam ser instantaneamente encaminhadas por um link diferente invisível aos usuários de cada extremidade;
Ambos as infra-estruturas físicas e os processos lógicos que direcionam as mensagens através da rede são projetados para acomodar essa redundância. Essa é uma premissa básica da arquitetura das redes atuais. Escalabilidade Uma rede escalável pode se expandir rapidamente para suportar novos usuários e aplicações, sem causar impacto no desempenho do serviço fornecido aos usuários existentes;
Milhares de novos usuários e prestadores de serviços se conectam a Internet a cada semana. A habilidade da rede de suportar essas novas conexões depende de um projeto hierárquico em camadas para a infra-estrutura física subjacente e a arquitetura lógica;
A operação em cada camada possibilita que usuários e provedores de serviços sejam inseridos sem causar distúrbios na rede inteira;
A evolução tecnológica tem aumentado constantemente a capacidade de transmissão de mensagens e o desempenho dos componentes da infra-estrutura física em cada camada. Essa evolução, juntamente com os novos métodos para identificar e localizar usuários individuais em redes interconectadas, tem possibilitado que a Internet acompanhe o ritmo da demanda dos usuários. Qualidade de serviço (QoS) A Internet oferece atualmente um nível aceitável de tolerância a falhas e escalabilidade aos seus usuários;
Novas aplicações disponíveis aos usuários nas conexões de redes criam maiores expectativas quanto à qualidade dos serviços oferecidos;
Transmissões de voz e vídeo ao vivo requerem um nível de qualidade consistente e ininterrupta que não era necessário para as aplicações tradicionais de computador;
A qualidade desses serviços é medida de acordo com a qualidade de se experimentar a mesma apresentação em áudio ou vídeo pessoalmente;
Redes tradicionais de voz e vídeo são projetadas para suportar um único tipo de transmissão e, portanto, são capazes de produzir um nível aceitável de qualidade;
Novos requisitos para suportar esta Qualidade de Serviço em rede convergida estão mudando a maneira como arquiteturas de rede são projetadas e implementadas.
Segurança A Internet evoluiu de uma rede altamente controlada de organizações educacionais e governamentais para um meio de transmissão de comunicações pessoais e comerciais de amplo acesso;
Em consequência, os requisitos de segurança de rede mudaram. As expectativas de segurança e privacidade que resultam do uso da rede para trocar informações de negócios importantes e confidenciais excedem o que a atual arquitetura pode oferecer;
A rápida expansão nas áreas de comunicação que não usavam os serviços de redes de dados tradicionais está aumentando a necessidade da segurança embutida na arquitetura de rede;
Consequentemente, um grande esforço está sendo dedicado a essa área de pesquisa e desenvolvimento. Enquanto isso, várias ferramentas e procedimentos estão sendo implementados para combater falhas de segurança inerentes à arquitetura de rede.
Dúvidas? Prof. Érika Santos
E-mail: erikapss.ete.carpina@gmail.com
Twitter: @erikapss
Full transcript