Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

PERMACULTURA

No description
by

Linda Fernandes

on 6 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of PERMACULTURA

1. Observe e interaja:
o tomar o tempo para se envolver com a natureza nós podemos projetar soluções que se adequam a nossa situação particular.
Permacultura
Criada por Bill Mollison juntamente com David Holmgren, a Permacultura vem sendo desenvolvida desde o início de 1970, na Austrália. Ela foi idealizada quando grande parte dos sistemas naturais, estavam desaparecendo e se tornando visivel o desequilibrio e a destruição dos ambientes.
Princípios da
Permacultura
Hipóteses Fundamentais
Permacultura, O que é?
conceito

– Bill Mollison, Criador da Permacultura
Alunos:
Linda fernandes, Samara Manhães, Louise Klein, Renato Dantas e Andrew Macedo
Turma: 13

PERMACULTURA
Criação
"Permacultura é um sistema de design para a criação de ambientes humanos sustentáveis e produtivos em equilíbrio e harmonia com a natureza."
A Permacultura não se enquadra em nenhuma disciplina acadêmica, sendo na prática um arcabouço de conhecimento transdiciplinar, abrangendo desde agricultura, arquitetura, ciências naturais, economia solidária, e ética humanitária para/com a natureza, a permacultura está evoluindo pela aplicação progressiva de seus princípios à integração de todos os sete campos necessários para a sustentação da humanidade ao longo do período de declínio de energia.
A Permacultura possui algumas Hipóteses fundamentais para sua compreensão, que são propostas no livro de sua concepção primária, como:
Características da Permacultura

• É possível o uso da terra em pequena escala.
• O uso da terra é intensivo e não extensivo.
• Há diversidade nas espécies de plantas, variedades, produtividade.
• O prazo longo, um processo evolucionário (várias gerações).
• Os elementos integrantes do sistema são silvestres ou pouco selecionados (tanto animais como vegetais).
• Possibilita a integração da agricultura, pastoreio, reflorestamento, realizando uma verdadeira engenharia ecológica;
• É adaptável a terras marginais, pantanosas, rochosas ou inclinadas, inadequadas a outros sistemas

Princípios Éticos
Cuidar da Terra
fala do respeito a todas as coisas do planeta, sejam estas vivas ou não. É permitir e incentivar que todos os sistemas vivos possam continuar e se multiplicar.
Cuidar das Pessoas
é importantíssimo, pois apesar da espécie humana não ser a mais populosa do planeta, é a que mais causa danos e mais rapidamente. Portanto, se ao cuidarmos das pessoas, conseguirmos que todas recebam o básico para suas vidas, teremos um planeta com mais chances de se tornar sustentável.
Partilhar os excedentes e definir limites para o consumo e reprodução
são atitudes que estão ligadas ao primeiro e segundo princípios.No caso da reprodução humana, este princípio nos coloca o desafio da paternidade responsável. E extende-se à reprodução de animais para consumo, que hoje está além do que o planeta pode suportar. Partilhar os excedentes significa redistribuir os recursos que temos além de nossas necessidades
Princípios de Design
Design, em permacultura, é um sistema de composição de diversos elementos, estruturais, vegetais, animais e sociais visando a criação de um ambiente integrado para a convivência sustentável de pessoas.
FUNDAMENTOS
2. Capte e armazene energia
: Sistemas que coletam e desenvolvem recursos quando eles são abundantes para podermos usá-los em momentos de necessidade.
3. Obtenha rendimento:
Certifique-se de que você está recebendo recompensas verdadeiramente úteis como parte do trabalho que você está fazendo.
5. Use e valorize os serviços e recursos renováveis:

Faça o melhor uso da abundância da natureza para reduzir o nosso comportamento de consumo e dependência de recursos não renováveis.
6. Não produza desperdícios:
Ao valorizar e fazer uso de todos os recursos que estão disponíveis para nós, nada vai para o lixo.
7. Design partindo de padrões para chegar aos detalhes:
podemos observar os padrões da natureza e da sociedade. Estes podem formar a espinha dorsal de nossos projetos, com os detalhes preenchidos à medida que avançamos.
8. Integrar em vez de segregar:
Ao colocar as coisas certas no lugar certo, as relações se desenvolvem entre eles e apoiar uns aos outros.
9. Use soluções pequenas e lentas
:Sistemas pequenos e lentos são mais fáceis de manter do que os grandes, uma melhor utilização dos recursos locais e produzem resultados mais sustentáveis.
10. Use e valorize a diversidade:
Diversidade reduz a vulnerabilidade de uma variedade de ameaças e tira vantagem da natureza única do meio ambiente no qual ele reside.
11. Use as bordas e valorize os elementos marginais:
A interface entre as coisas é onde os eventos mais interessantes acontecem. Estes são muitas vezes os elementos mais valiosos, diversos e produtivos no sistema.
12. Use criativamente e responda às mudanças:
Nós podemos ter um impacto positivo na mudança inevitável por observando cuidadosamente, e depois intervir no momento certo.

4. Pratique a autorregulação e aceite feed back:
Precisamos desencorajar atividades impróprias para assegurar que os sistemas possam continuar a funcionar bem.
O Homem, embora um ser diferente no mundo natural, está sujeito às mesmas leis científicas que governam o universo material;
A extração de combustíveis fósseis ao longo da era industrial era vista como a causa primária da explosão do crescimento populacional, tecnologia e das novas características da sociedade moderna;
A crise ambiental é real e de uma magnitude que certamente transformará a sociedade industrial global moderna de modo sem precedentes. Nesse processo, o bem-estar e até mesmo a sobrevivência da população mundial em expansão estão diretamente ameaçados;
Os impactos da sociedade industrial global no presente e no futuro, assim como os impactos do número crescente de seres humanos na maravilhosa biodiversidade do planeta, são entendidos como muito maiores do que as grandes mudanças ocorridas nos últimos séculos.
Apesar da inevitável natureza singular das realidades futuras, o esgotamento fatal dos combustíveis fósseis dentro de algumas gerações resultará num retorno gradual aos princípios de design de sistemas obseráveis na natureza e nas sociedades pré-industriais, e que se caracterizam por serem dependentes de recursos e energias renováveis.
Full transcript