Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Regime Militar (1964-1973)

No description
by

Julia Maria

on 4 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Regime Militar (1964-1973)

15/04/1964 a 15/03/1967
15/03/1967 a 31/08/1969
30/10/1969 a 15/03/1974
1974
Agosto a Outubro de 1969
Regime Militar (1974-1985)
Eleições de 1974
• Caracterizado pela intensa repressão aos eventuais opositores da nova ordem.
• É editado o
AI – 2
:
o Estabelece eleições indiretas para presidente da república
o Extingue todos os partidos políticos
o Autoriza a cassação de mandatos parlamentares e a suspensão de direitos políticos
o Abre caminho para intervenção federal nos estados
o Facilita a decretação do estado de sítio.
• Antes da extinção dos partidos, houve um
Bipartidarismo
entre Arena (frente de apoio direto ao regime) e MDB (frente de oposição moderada)
• Para evitar uma eventual vitória da oposição, é editado o
AI-3
que determina eleições indiretas para o governo dos estados.

Governo Castello Branco
Contexto Histórico
Arthur da Costa e Silva
Governo Costa e Silva
Governo Costa e Silva
Esquerda se refugia na clandestinidade e adotam a luta armada; (Atentados, Assalto a bancos)
Para retornar a legalidade, vice cria uma nova constituição com uma abertura democrática e o AI 5.
Agosto de 1969
• Constituição para ser assinada.
• Costa e Silva sofre trombose cerebral.
• Afasta-se do cargo.
Vice Pedro Aleixo é impedido de assumir o cargo.

• Ministros militares do exército, marinha e aeronáutica formam uma Junta militar e assumem o governo.
• Oposição: Sequestram o embaixador norte- americano
• Cedem e libertam 15 presos políticos
• Instituem a pena de morte e banimento para os subversivos.
• Se um decreto-lei passasse 45 dias no congresso sem ser votado entraria em vigor automaticamente.
• Alteram o calendário eleitoral e convocam eleições
• Elegem Emílio Garrastazu Médici
Ernesto Beckmann Geisel
Governo Geisel
Emílio Garrastazu Médici
Nasceu em Bagé, Rio Grande do Sul, em 4 de dezembro de 1905.
Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre
Formou-se como oficial na Escola Militar de Realengo (1924-1927)
Após o afastamento do então presidente Costa e Silva,
assumiu a presidência do Brasil, sendo indicado por todos os generais.
Médici
exigiu que sua posse fosse feita com a reabertura do Congresso Nacional.
A exigência foi atendida, em 25 de outubro de 1969, foi eleito presidente em sessão conjunta do Congresso Nacional, sendo eleito com 293 votos a favor e 75 abstenções.
Proibição de manifestações, reivindicações salariais e qualquer expressão popular contra o governo e a ordem estabelecida na época.


Governo Médici
Resistência Civil
Resistência Armada
Órgãos de Repressão
Movimentos Musicais
A voz dos que não tinham voz
Governo Médici
Milagre Econômico Brasileiro 68-73
Governo Médici
15/03/1974
Continua...
Eleições de 1974
Governo Castello Branco
Resistência Civil
Resistência Armada
Censura
Movimentos Musicais
Ato Institucional 5
•Decreto ( Sem consultar legislativo)
• Cobertura ao regime
•Poderes excepcionais ao presidente
• Fecham o Legislativo
• Suspender e cassar mandatos
•Restringir o direito de Habeas Corpus – (Delitos a segurança nacional)

Ato Institucional 5
• Limitar a ação do Judiciário
• Facilita a prática de Tortura
• Censura Prévia
• Confiscar bens
• Prender opositores sem precisar de acusação formal
• Intervir diretamente nos estados e municípios

AI-5 :
13 de Dezembro de 1968
Governo Médici
Emenda N°1 à Constituição de 1967
Projetos Desenvolvimentistas como o Plano de Integração Nacional – PIN
 Construção das rodovias Santarém-Cuiabá, a Transamazônica e a Ponte Rio-Niterói
Plano de Integração Social (PIS) e o Programa de Assistência Rural (PRORURAL)

Governo Médici

Guerrilha do Araguaia
Movimento guerrilheiro iniciado em 1967, com o objetivo de derrubar o governo militar.
Descoberta pelas Forças Armadas em 1972 e mantida em segredo da maioria da população


Milagre Econômico
Investimentos: Indústria,Petroquímica,Telecomunicações,Energia,Siderurgia,Agricultura,Mineração,Pecuária,Sistema Bancário,Construção Civil.
EM outubro de 1970, o Brasil obteve do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o maior empréstimo até então concedido a um país da América Latina.
Ampliação do mar territorial de 12 para 200 milhas.
Obras de Infraestrutura
Milagre Econômico
Consequências:
Aumento da concentração de renda,elevando a desigualdade social
Favorecimento da classe média
Facilidade de Créditos Internacionais = MAIOR DIVIDA EXTERNA DA HISTÓRIA DO BRASIL
A dívida externa salta de 3,5 bilhões de dólares para 17 bilhões de dólares
1973: Fim do Milagre Econômico
A crise do petróleo acabou com o combustível batato e gerou uma das crises mais graves da economia mundial. Na época, o Brasil dependia da importação de 80% do petróleo consumido internamente.
Governo Médici
Governo Médici
Operação Condor
Governo Costa e Silva
1964 : Nomeou-se Ministro da Guerra.
3 de Outubro de 1966: eleito o 27° Presidente da República, pelo Congresso Nacional.
15 de Março de 1967: tomou posse do governo, após a saída de Castelo Branco.

Governo Costa e Silva
Linha dura
: Adotou posições mais radicais, menos moderadas e mais intolerantes, especialmente no contexto de regimes autoritários.
Governo Castello Branco
• No Brasil:
o O governo adota uma
política econômica deflacionária
:
Congelamento de créditos e salários
Retração dos gastos públicos
Aumento da arrecadação tributária
o
Plano de Ação Econômica do Governo
(PAEG):
Investimento na indústria siderúrgica, de metal e bens de capital.
o Falência de um grande número de empresas nacionais ou a fusão com conglomerados econômicos
o
Aceleração do processo de concentração de renda

•ERic

• Âmbitos internacionais:
Guerra Fria
o Após 64: Brasil se apresenta como
principal aliado dos EUA na América Latina.
o Empréstimos e investimentos dos EUA
o Acordo com o governo americano
o Brasil rompe relações com países socialistas e autoriza embarque de tropas brasileiras para República Dominicana para integrar a FIP organizado pela OAE
• É lançado para presidente Arthur Costa e Silva pela Arena. O MDB obstém-se de indicar candidato.
• 15/03/67: Castello Branco e José Maria Alkmin transferem seus cargos para Artur Costa e Silva e Pedro Aleixo

Doutrina da Ordem Nacional
Inspirado pelos Estados Unidos após a Guerra Fria e pela crise do populismo;
Oficiais que frequentaram a Escola Superior de Guerra;
Combate aos comunistas e forças “subversivas”;
Criadas novas políticas para manter a integridade territorial;
Economia: Desenvolvimento econômico e a Integração Nacional, associada ao Capital Estrangeiro.

Prisão de grevistas;
Apreensão de jornais e revistas.

Lei de Segurança Nacional
29 de Setembro de 1969
Doutrina da Ordem Nacional
Nascimento
: Taquari-RS, em 03. 10. 1902.
Falecimento
: Rio de Janeiro – RJ, em 17. 12. 1969.
Idade ao assumir
: 65 anos.
Tipo de eleição
: indireta.
Votos recebidos
: 294.


Insatisfação da Sociedade
• Mudança na política econômica

Crescimento Industrial – Acelerada Expansão
• Reverter a Impopularidade
• Criada a Petroquisa, a Previdência Social, construção da ponte Rio- Niterói, FUNAI, Embraer e Código Nacional de Trânsito.

Desarticula a oposição
, fechamento da Frente Ampla e Repressão do Movimento Estudantil
• Setembro- Márcio Moreira Alves (PMD), faz duras críticas contra as forças armadas
• Dezembro – Autorização para processá-lo.
• Decretam o
AI-5
Junta Militar
Governo Costa e Silva
o Organizados pela UNE, UBE e UEE’s;
o Governo João Goulart
o Jovens vistos como baderneiros, de esquerda, comunistas, etc;
o Sofrem intensa perseguição.


Novembro de 1964
o Lei “Suplicy de Lacerda”
o Entidades estudantis submetidas ao MEC (Ministério da Educação);
o Reação dos Estudantes – Manifestações e Passeatas;
o Organizações Estudantis na Clandestinidade.

1968 – Movimentos estudantis crescem mundialmente
o Governo: Tendência a privatizar o ensino
o Ensino pago e formação dos jovens para atendimento das necessidades econômicas das empresas capitalistas
o Influência dos EUA
o Manifestações contra a subordinação aos objetivos do capitalismo dos EUA.


28 de Março de 1968
o Manifestações contra a qualidade de ensino
o Morte do jovem Edson Luís
o Passeata dos Cem Mil


13 de Outubro de 1968 – Congresso de Ibiúna
o Clandestinidade;
o Acaba descoberto;
o Estudantes e líderes presos;
o Parte das lideranças passou para a luta armada.
Movimento Estudantil
Movimento Estudantil
Resistência Civil
• 12 de Maio de 1978
o Greve no ABC Paulista
o Volta do Movimento Operariado
o Conhecido o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Diadema, Luís Inácio.

• 29 de Outubro de 1979
o Greve em São Paulo e Guarulhos;
o Morte de um operário em confronto com a polícia.

• 1º de Abril de 1980
o Greve no ABC Paulista e outras 15 cidades de São Paulo;
o Ministro do Trabalho intervém nos sindicatos de São Bernardo do Campo e Santo André;
o Prende 13 líderes sindicais.

Movimentos Sindicais
Resistência Civil
• Sindicalização e formação de Ligas Camponesas, principalmente no Nordeste.

• 15 de Maio de 1984
o 5 Mil cortadores de cana entram em greve por melhores salários e condições de trabalho;
o Reprimido por 300 soldados;
o Greves se espalham por diversas regiões do país.


Ligas Camponesas

Ação Libertadora Nacional (ALN)
Foi uma organização revolucionária brasileira com traços comunistas que se lançou contra o regime miliar em fins da década de 60.


Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8)
Foi uma organização brasileira de orientação marxista-leninista que promoveu combate armado contra a ditadura militar, tendo como objetivo a instalação de um Estado socialista no Brasil.

• Passeata dos 100 mil

• Ação Popular Marxista Leninista (APML)
Foi formada por um grupo de católicos impedidos de exercer atividades políticas no seu meio, que se agrupou e se estruturou dentro de novas concepções.


Batalha da Maria Antônia
Foi o confronto entre estudantes da Universidade de Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH - USP) e da Universidade Presbiteriana Mackenzie, ocorrido em 3 de outubro de 1968.


Focos de Guerrilha:
Foquismo, uma teoria revolucionária inspirada em Che Guevara, foi utilizada pela a esquerda em vários países, e no Brasil foi representada pela guerrilha de Araguaia.


Frente Ampla:
Foi uma ampla aliança, criada por Carlos Lacerda, em favor da democracia, que buscava juntar lideranças que no passado tinham sido inimigos mortais, como JK e João Goulart.


Leonel Brizola:
Deputado federal Brizola comanda a movimentação riograndense em torno da posse de João Goulart.
Grande rival de Carlos Lacerda.
Foi exilado no Uruguai, após do golpe, por se um dos representantes do PTB


Música = hinos de liberdade aos cidadãos oprimidos
Festivais de MPB : Tv Excelsior , Tv Record, Tv Tupi
Movimento Tropicalista
o
Mistura de manifestações tradicionais da cultura brasileira a inovações estéticas radicais.
o
Objetivos comportamentais= eco em boa parte da sociedade, sob o regime militar, no final da década de 1960.
o Os artistas tropicalistas fazem questão de ressaltar que não estavam interessados em promover através de suas músicas referências temáticas tradicionais à problemática político-ideológica, como feito até então pela canção de protesto : acreditavam que a experiência estética vale por si mesma e ela própria já é um instrumento social revolucionário.
Panis Et Circensis - Gilberto Gil e Caetano Veloso

Canções de Protesto
Questões Nacionais: Campo político e social
Utilização de construções poéticas mais rebuscadas para preservar o conteúdo político das canções ao mesmo tempo, passar despercebida pelos órgãos de censura.



Pra não dizer que não falei das flores - Geraldo Vandré
Apesar de você - Chico Buarque
O Bêbado e a Equilibrista - João Bosco e Aldir Blanc
Mosca na Sopa- Raul Seixas
Jorge Maravilha - Chico Buarque
Copa de 1970 - Brasil sai tricampeão
A seleção brasileira de futebol de 1970 foi considerada por muitos a maior de todos os tempos.
Nunca o futebol seria tão bem explorado como propaganda de um governo no Brasil como o foi em 1970.
Conselho Nacional de Propaganda (CNP)
Utilização maciça de propaganda, com gasto de milhões de cruzeiros, estimulando o patriotismo como apoio ao regime militar.

Aliança político-militar entre os vários regimes militares da América do Sul (Brasil, Argentina, Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai) e a CIA dos Estados Unidos
o Crescimento da economia brasileira = principal instrumento de propaganda utilizado para conquistar popularidade e legitimar a competência do governo liderado pelos militares.
Esconder a violência praticada pelo governo e para enfraquecer os grupos políticos de oposição.
o Brasil se torna a oitava maior economia do mundo no início da década de 70
Política de subsídios e incentivos fiscais para a produção industrial
Multinacionais
Arrocho salarial
Estímulo às exportações
Grande oferta de emprego nas cidades = Intensificação do processo de urbanização
Facilidade para obter dinheiro no mercado internacional = empréstimos estrangeiros para ampliar infraestrutura.

Eleições de 70 para prefeitos e legislativos municipais, estaduais e federais.
ARENA x MDB
Eleição para presidência de 15 de Novembro de 1974


Censura : Ato e/ou efeito de condenar, reprovar ou criticar. Implica no cercamento da liberdade de expressão e de opinião, sustentado por uma legislação que impede a publicação, exibição ou divulgação de ideias.
o Teatro, Cinema, Literatura, Imprensa e Música:
Divisão de Censura de Diversões Públicas (DCDP)
. Para aprovar a letra de uma música, era necessário enviá-la para o DCDP e se ela não fosse liberada pelo órgão, a gravadora poderia abrir um recurso a ser julgado por censores, que ficavam em Brasília.
o Meios de comunicação: CONTEL, comandado pelo SNI e pelo DOPS. Muitas vezes, matérias eram vetadas e os jornais publicavam, no lugar, páginas em branco.

o Governo de Figueiredo: criação do
Conselho Superior de Censura

(CSC)
, que tinha o intuito de reduzir as atuações dos censores. Era uma forma de diminuir a ação dessa recriminação para auxiliar na abertura política.


o Departamento de Ordem Política e Social, Secretaria de Segurança Pública e Departamento da Polícia Federal
o 1969: Centros de Informações nas Forças Armadas
 CIE : Exército
 SISA : Aeronáutica
 CENIMAR : Marinha
o Destacamento de Operações e Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI):
 Chefe: Capitão Carlos Alberto Brilhante Ustra,
 Formado por dois órgãos distintos: o Destacamento de Operações e de Informações (DOI), responsável pelas ações práticas de busca, apreensão e interrogatório de suspeitos, e o Centro de Operações de Defesa Interna (CODI), cujas funções abrangiam a análise de informações, a coordenação dos diversos órgãos militares e o planeamento estratégico do combate aos grupos de esquerda. Embora fossem dois órgãos distintos, eram frequentemente associados na sigla DOI-CODI, o que refletia o caráter complementar dos dois órgãos.
Nascimento: 3 de agosto de 1907
 Foi militar brasileiro até ingressar na carreira política em 1964, quando o presidente Castelo Branco o nomeou Chefe da Casa Militar de seu governo.
Em 1967, chegou ao cargo de Ministro do Superior Tribunal Militar.  
Em 1969, assumiu a direção da Petrobrás e, por meio de eleição indireta, passou a exercer o cargo de presidente da República em 15 de março de 1974 com o vice Adalberto Pereira dos Santos, rprom,

Governo Costa e Silva
1964 : Nomeou-se Ministro da Guerra.
3 de Outubro de 1966: eleito o 27° Presidente da República, pelo Congresso Nacional.
15 de Março de 1967: tomou posse do governo, após a saída de Castelo Branco.

Governo Costa e Silva
Linha dura
: Adotou posições mais radicais, menos moderadas e mais intolerantes, especialmente no contexto de regimes autoritários.
Full transcript