Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Teoria Cognitiva da Aprendizagem Multimédia

No description
by

rosalia ribeiro

on 9 April 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Teoria Cognitiva da Aprendizagem Multimédia

Teoria Cognitiva da aprendizagem multimédia
ANO LETIVO 2014/2015
MESTRADO EM EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS
UC - Aprendizagem e Tecnologia
Módulo 3
Trabalho realizado pelo grupo 2
Dany Freitas
Fernanda P M Razera
Getúlio Costa Melo
Rosália Ribeiro

Argumentos a favor de uma teoria cognitiva da aprendizagem multimédia:
As pessoas aprendem melhor com palavras ilustradas com imagens do que apenas com palavras (canal duplo “visual / pictórico”) . princípio multimédia …
O que é a mensagem educacional multimédia?
Comunicação contendo
palavras
e
imagens
destinadas a promover a
aprendizagem
;

Esta comunicação pode ser veiculada em
papel
ou através do
computador
;

As
palavras
podem ser
impressas
(p.e. livro) ou
ditas
(p.e. narração);

As
imagens
podem ser
estáticas
(fotos, ilustrações) ou
dinâmicas
(animações, vídeos)
O que é aprendizagem multimédia?
Aprendizagem Multimédia ocorre quando os alunos ou aprendentes constroem representações mentais de palavras e imagens que lhes são apresentadas (exemplo: textos impressos e ilustrações ou narração e animação).
Segundo
Meyer (2001),
a teoria cognitiva da aprendizagem multimédia especifica
5 processos cognitivos
durante a aprendizagem que devem ser tidos em conta na formulação da mensagem multimédia:
Pressupostos da Teoria de aprendizagem multimédia:
pressuposto dos canais duplos - auditivo / verbal ou visual / pictórico;

pressuposto da capacidade limitada - cada canal tem um capacidade de processamento limitada;

pressuposto do processamento ativo - a aprendizagem ativa implica a execução de um conjunto coordenado de processos cognitivos à medida que acontece.
escolha
das palavras relevantes no texto ou narrativa;

escolha
das imagens relevantes das ilustrações;

i
ntegração
das representações pictóricas e verbais com os conhecimento anteriores;

integração
das representações pictóricas e verbais com os conhecimento anteriores

organização
da imagens selecionadas numa representação pictórica coerente;
Visão Geral do processo cognitivo de aprendizagem (R.Clark, Nguyen, & Sweller, 2006
Obs. «...não basta acrescentar imagens à palavra para garantir uma melhor aprendizagem, nem todas as “apresentações multimédia” são eficazes»
Como utilizar as palavras e as imagens para promover a aprendizagem humana?
Desenvolver mensagens educacionais multimédia sequenciadas com base no modo como a mente humana funciona pode ter maior impacto no desenvolvimento de aprendizagens significativas, do que as que não o são.
Obs. Esta definição de mensagem multimédia é assaz abrangente para incluir até os capítulos de um manual ou uma aulas de ensino a distância contendo animações, narração e jogos de simulação interativos.
Avaliação das aprendizagens pode ser feita através de:
testes de retenção
(recordar a informação veiculada)

testes de transferência
(conseguir utilizar a informações em situações novas)
Obs.
Os
testes de transferência
são aqueles que nos permitem aferir se as pessoas compreendem aquilo que aprendem.
Avaliação das aprendizagens pode ser feita através de:
testes de retenção
(recordar a informação veiculada)

testes de transferência
(conseguir utilizar a informações em situações novas)
Obs.
Os
testes de transferência
são aqueles que nos permitem aferir se as pessoas compreendem aquilo que aprendem.
Que processos cognitivos acontecem quando as pessoas constroem os resultados significativos da aprendizagem através de palavras e imagens?
Qual o papel da teoria de aprendizagem na conceção do multimédia?
A conceção de mensagens educativas multimédia de material multimédia deve-se coadunar com o modo como as pessoas aprendem.
Os conhecimentos sobre o modo como é processada a informação são importantes para conceber mensagens multimédia eficazes, sendo esse o objetivo que a Teoria cognitiva da aprendizagem multimédia.
Introdução
A teoria cognitiva de aprendizagem multimédia foi formulada tendo por base:

- a "
plausibilidade teórica
" (é consistente com os princípios da aprendizagem cognitiva);
- a "
testabilidade
" (as suas previsões podem ser testadas);
- a "
plausibilidade
empírica" (é consistente com as provas obtidas empiricamente);
- a "
aplicabilidade
" (é relevante para as necessidades educacionais)

Que processos cognitivos acontecem quando as pessoas constroem os resultados significativos da aprendizagem através de palavras e imagens?
Tipos de memória
Existem 3 tipos de memória:

memória sensorial - permite que as imagens e o texto impresso sejam retidos por esta, como imagens visuais exatas por um período de tempo reduzido.

memória de trabalho - é onde tem lugar a tarefa central da aprendizagem multimédia, serve para reter temporariamente conhecimentos na consciência ativa e para os manipular; onde ocorre o processamento que envolve o conhecimento.

memória a longo prazo - corresponde ao local onde se encontram “armazenados” os conhecimentos do aluno.


Os 7 princípios de Mayer aplicados à Aprendizagem multimédia:

Apesar de uma utilização massiva das apresentações multimédias, que podem incorporar vários elementos multimédia, essas apresentações multimédias podem não ser eficazes na aprendizagem.
Assim, Mayer estabeleceu os princípios que influenciam a efectividade dos elementos multimédia:
Conclusões da Teoria cognitiva da aprendizagem multimédia, de Richad Mayer:
- Através do recurso a palavras e imagens a aprendizagem pode ser reforçada.

- Os alunos aprendem de forma diferenciada e a informação deve ser apresentada de diversas formas (textual, pictórica, auditiva).

- O professor deve ter em atenção a qualidade da concepção do elemento, o tipo de recurso multimédia e como o recurso funciona em determinado equipamento.

- Explica como o aluno processa a informação e como a multimédia pode facilitar e promover a aprendizagem.

- Defenda que a aprendizagem não depende de todos os recursos multimédia disponibilizados pelo professor, mas sim, do processo cognitivo do aluno.
Teoria da Carga Cognitiva
(John Sweller e Paul Chandler)
A
teoria da carga cognitiva
refere-se ao desenvolvimento de métodos de instrução que utilizam as limitadas capacidades do processamento cognitivo para aplicar os conhecimento e habilidades a novas situações (Paas et al., 2003).
Esta teoria fundamenta-se, a partir da
Teoria Cognitiva da Aprendizagem Multimédia
descrita por Mayers & Moreno (1999), em uma arquitetura de interação da
memória de trabalho
com uma
memória de longo
ambas com prazo ilimitado.
Tal teoria pressupõe a utilização dos 7 princípios proposto por Mayers (1999) para redução das cargas cognitivas e assim favorecer a construção de esquemas mentais, na memória de longo prazo, fundamentais para a aprendizagem.
Propõe, com base nisso, "métodos de redução da carga cognitiva".
Defende que é importante gerir a carga cognitiva de cada estudante tendo em conta as sua especificades e a das matérias.

Conceito Carga cognitiva (Oliveira - )
Carga cognitiva: refere-se a actividade mental que a memória de trabalho está sujeita a cada instante, pode ser:
carga cognitiva intrínseca: relativa aos procedimentos das tarefas de instrução
carga cognitiva extrínseca formada por duas categorias:
carga cognitiva estranha relativa ao modo como a informação é apresentada ou a estrutura das tarefas de aprendizagem
carga adequada promove a construção do esquema cognitivo das aprendizagens mais profundas.
Porque é mais interessante utilizar baixa carga cognitiva intrínseca e baixa carga cognitiva estranha para a concepção de recursos de aprendizagem?
A redução das cargas cognitivas intrínseca e estranha com a utilização de procedimentos de instrução adequados, encoraja os estudantes a envolverem-se no processo cognitivo o que é diretamente relevante na construção de esquemas e fundamental na aprendizagem.
Métodos de redução da carga cognitiva estranha:

Efeito meta não especificada
: por exemplo formulação de um enunciado onde o problema não é especificado teve resultados positivos na redução da carga cognitiva

Efeito exemplos resolvidos
: Estudo de exemplo de problemas resolvidos demostrou efeito positivo na redução da carga cognitiva

Efeito atenção dividida
: Atenção do aluno para imagem e para o texto, integrando varias fontes de informação.

Efeito da redundância
: Este demonstra efeitos mais negativos do que positivos na redução da carga cognitiva.
Em suma:
Os ambientes de aprendizagem multimédia têm um elevado potencial na redução da carga cognitiva .
No entanto, o problema coloca-se na sua conceção que deve obedecer a determinados princípios (Mayer, 2005) e seguir determinados métodos (Mayer & Moreno, 2003) por forma a que essa redução da carga cognitiva seja efetiva e a aprendizagem mais eficaz.
Terminamos com um bom exemplo...
Obrigada pela vossa atenção!
Full transcript