Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Cinemas Lisboa

No description
by

Filipe Teixeira

on 4 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Cinemas Lisboa

Bem-vindos a uma visita pelos cinemas de Lisboa Fachada Novo Cinema Europa Animatografo do Rossio Cinema Olympia Salão de Festas da Voz do Operário Cinema São Luiz Cinema Central Teatro Tivoli Cinema Capitólio Antigo Cinema Condes Novo Cinema Condes Cinema Odeon Cine-teatro Eden Interior Cinema Europa Cinema Paris Cinema Avis Cinema Lys Cinema São Jorge Cine-teatro Monumental Cinema Império Cinema Roma Cinema Londres Cinema Quarteto Fachada Principal Interior da Grande Sala Fachada Principal do Império Foyer do Cinema Cinearte Demolição, 1984 “Abre esta noite as suas portas ao publico o moderníssimo e confortável cinema da rua Vasco da Gama, 126, «Cinearte». Exibir-se-á, entre outras, a admirável fita de enorme êxito «Não o levarás contigo!». Ontem realizou-se, a convite da sociedade Administradora de cinemas, L.da, que o mandou construir, um interessante espetáculo que permitiu a cerca dum milhar de convidados admirar não só as qualidades invulgares da construção do edifício, tanto nos seus aspectos exteriores como nos interiores, mas também a excelência da aparelhagem projectora e sonora e do «ecran» magnoscópico e as comodidades proporcionadas aos espectadores por esta esplendida casa de espetáculos a preços populares.”
Diário de Lisboa, 14 de Março de 1940. “O cinema Império é luminoso como a sua vizinha Fonte, tão amplo como a também vizinha Alameda e tão bem integrado nas suas necessidades de bairro e de vida moderna, que se pode, sem favor, felicitar os que meteram ombros à empresa: o autor do projecto, o arquitecto cassiano branco, e aqueles que colaboraram na realização e na decoração”
Restosdecolecção “ (…) podia considerar-se o eventual funcionamento de uma casa de Espectáculos como ainda não há em Lisboa, com um conjunto de instalações adequadas á realização ou exibição simultânea de várias formas de actividade artística ou cultural (…) uma casa com salas independentes para teatro de declamação ou música ligeira, concertos e cinema, dotada das dependências correspondentes.”

Despacho do Ministro da Educação Nacional de 24 de Março de 1943 «referência mais imensa do espaço-cinema em Portugal: a sala cheia parecia uma cidade» «um dos mais arrojados empreendimentos dos nossos dias» «único do seu género em todo o mundo, um luxuoso edifício que, desde as linhas arquitectonicas do exterior á luxuosa comodidade dos seus interiores, oferece o tom moderno e de bom gosto da casa de espectáculos digna de figurar entre as melhores da Europa». «Um enorme vandalismo; uma falta de amor ao testemunho do tempo ou à obra de arte; uma cedência aos interesses imediatos da banca; uma calamitosa operação anti-teatral»
Diário de Noticias, 5 de Fevereiro de 1982 «O Monumental foi julgado como uma obra de arquitectura conotada com o regime politico que a gerou, e como tal, condenado. Temos, e teremos sempre municípios inaptos para saberem amar com amor de artistas esta infeliz capital entregue em suas mãos

"Lisboa Monumental", Fialho de Almeida, 1857-1911) ALMEIDA, Álvaro Duarte de; BELO, Duarte – Portugal Património. Lisboa
FERNANDES,José Manuel – Cinemas de Portugal. Lisboa: Edições Inapa, 1995
FERNANDES, José Manuel - Lisboa: Arquitectura e Património. Livros Horizontes, 1989
http://cinemaaoscopos.blogspot.pt
http://flickr.com/photos/biblarte/collections/72157621308737121/
http://ratocine.blogspot.pt
http://restosdecoleccao.blogspot.pt Fachada Principal do Império Interior da Grande Sala Interior da Grande Sala Interior da Grande Sala Bilhete Fachada Principal do Monumental Enquadramento urbano Fachada para a Av. Fontes Pereira de Melo Fachada para a Av. Praia da Vitória Baldio deixado após a demolição
Full transcript