Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Psicologia - A MEMÓRIA

No description
by

Mariana C.

on 3 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Psicologia - A MEMÓRIA

-Conviver com o passado
A Memória
Trabalho elaborado por:
Beatriz Dias, nº 4
Joana Costa, nº14
Mariana Custódio nº23

Psicologia 2013/2014
Existem 3 tipos de memória envolvidos na organização das nossas lembranças:
- Memória sensorial

- Memória a curto prazo

- Memória a longo prazo
Memória sensorial
Tipo de memória que tem origem nos sentidos.

Pode ser desdobrada em vários registos sensoriais:


Icónico
– memória visual

Ecoico
– memória auditiva

Tátil
– memória tátil

Olfativo
– memória olfativa

As informações obtidas pelos sentidos são retidas por um espaço de tempo muito curto
Cerca de 0,25 segundos
Memória Visual
Dados da memória sensorial
Alvo de atenção
Transferência do material para a memória a curto prazo;
Não alvo de atenção
Deterioração;
Desaparecimento imediato;
Memória a curto prazo
É considerada o centro da consciência;

Tem como função reter a informação;

Capacidade limitada de armazenamento.

Esta memória tem o papel de selecionar e "arquivar" os conteúdos significativos para a memória a longo prazo.
Retém a informação durante um período mais longo que a memória sensorial mas, ainda assim, não passando os 60 segundos.

Tem uma capacidade limitada de armazenamento:

Codifica apenas 8 itens, sendo aumentada esta capacidade caso agrupemos os itens.

As informações sensoriais passam pela memória sensorial, sem receberem nenhum tipo de processamento.
951/487/320
951487320
Exemplo:
De modo a serem mais tarde recordados
Memória a longo prazo
Sistema de memória que nos confere a capacidade de recordar informações durante grandes períodos de tempo;

É na memória a longo prazo que se encontram armazenados os materiais que foram retidos pela memória a curto prazo;

Materiais com diferentes origens são codificados de forma distinta




Grande flexibilidade na codificação dos materiais

Memóra a longo prazo
O material verbal é frequentemente codificado em termos do seu
significado
.

Pode também ser codificado em termos da sua
aparência
ou
sonoridade
.

Carro
"Veículo de quatro rodas para transporte de pessoas ou mercadorias"

A recuperação da informação retida
pela memória a longo prazo é gerida pela
memória a curto prazo.

Em síntese:
Fatores de esquecimento
Durante o armazenamento, há uma troca de dados entre o
depósito a curto prazo
e o
depósito a longo prazo.

Durante a recuperação, ocorre o processo oposto.

A recuperação acontece normalmente de
forma espontânea
.

Quando esta não acontece surge o
esquecimento


Esquecimento
é a incapacidade de recordar/recuperar dados, informações ou experiências que foram memorizadas.
Fatores responsáveis pelo esquecimento:

1- Distorção do traço mnésico;
2- Interferência de outras aprendizagens;
3- Motivação inconsciente.




O que aprendemos desaparece com o tempo.

Porem o que retemos pode alterar-se deturpando o que aprendemos inicialmente.

1 - Distorção do traço mnésico
Distorção do traço mnésico deve-se a falhas
Codificação
Armazenamento
Recuperação
Quando não é codificado, o material não é armazenado, ou então é-o de forma incorreta
Na memória a longo prazo os conhecimentos armazenados sofrem também falhas e perdas
Nestas falhas interferem:

Fator tempo
Atividades da pessoa
Mecanismos de inibição
Devem-se:
À interferência de outras informações na recuperação da informação;

Ao desaparecimento de um pensamento;

Perturbação no sujeito originada por um acontecimento.
2- Interferência de outras aprendizagens;
Quando nada interfere na nossa memória, temos mais facilidade na retenção dos conhecimentos.
Interferências que conduzem ao esquecimento
Proativa
Retroativa
Esquecimento por inibição proativa


Deterioração dos conteúdos mnésicos provocada pela interferência de recordações passadas.
Esquecimento por inibição retroativa

Deterioração dos conteúdos mnésicos provocada pela interferência de novas informações.
As interferências retroativas e proativas alteram-se na razão
direta das semelhanças que existem entre os conteúdos.

Assim, há mais interferências das lembranças de psicologia no estudo da sociologia do que entre as disciplinas de inglês e matemática.

3- Motivação inconsciente
"O processo de esquecer é seletivo...

...não esquecemos tudo, mas sim o que
inconscientemente
nos interessa esquecer,"
Tendência de evitar inconscientemente a recordação de certas impressões e situações penosas

RECALCAMENTO
(ou repressão)

O esquecimento desempenha uma insubstituível
função seletiva.

É pelo esquecimento que nos libertamos de informações sem interesse e nos mantemos disponíveis a novas aprendizagens.

Depois de teres estudado a aprendizagem vamos abordar a memória, que é a condição fundamental para aprender:
"Sem memória não há aprendizagem"
Se não tivéssemos memória, estaríamos sempre a iniciar as aprendizagens porque estas não se consolidariam.
São as aprendizagens mantidas na memória
que suportam as novas aprendizagens.
Eis um quadro com quatro colunas de nove letras:
Tentem memorizar o maior número de letras que consigam!
Tentem lembrar-se das letras que compõem o quadro.
Consegui-lo seria uma proeza digna de um mnemonista...
Contudo as letras não foram escolhidas ao acaso...

Por colunas constituem palavras que, juntas, formam uma frase bem conhecida, utilizada em monumentos, medalhas comemorativas:
"Para perpetuar a memória do acontecimento"
Memória
A memória é o que nos permite preservar as nossas aprendizagens.
É o processo de recordar conteúdos que foram adquiridos e armazenados, que serão posteriormente utilizados.
O conceito de aprendizagem implica a memória pois esta é necessária à conservação do que foi apreendido.

A memória é vital ao processo de aprendizagem.
Segundo o modelo de processamento de informação, a memória inclui 4 momentos fundamentais:
Receção e codificação;

Armazenamento;

Recuperação;

Esquecimento;

Fim
Full transcript