Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Henri Fayol

Os 14 Princípios Básicos de Fayol
by

vagner souza

on 7 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Henri Fayol

Douglas Eduardo Ahlert
Alessandro Colling Ely
Gélison Diniz Rostirolla
Thaiany Cristina Fassbinder
Pablo Ronaldo Moresco de Oliveira
Componentes:
Foi Engenheiro de Minas
Nasceu em 1925
Henri Fayol
Teoria da Administração
Segundo Fayol a Administração é uma função distinta das outras funções, como finanças, produção e distribuição, e o trabalho do gerente está distinto das operações técnicas das empresas.
Identificou 14 princípios que devem ser seguidos para que a Administração seja eficaz:

Divisão do Trabalho

Autoridade e Responsabilidade
Disciplina


Unidade de Comando

Unidade de Direção


Subordinação do interesse individual ao interesse geral

Remuneração do pessoal

Centralização

Cadeia escalar
10º
Ordem
11º
Equidade
12º
Estabilidade do pessoal no cargo
13º
Iniciativa
14º
Espírito de equipe
Henri Fayol, a respeito dos princípios gerais da administração, ressaltou: “não existe nada rígido ou absoluto, quando se trata de problemas da administração; é tudo uma questão de proporção”
Seguidores de Fayol
1- Divisão do trabalho - Especialização dos funcionários desde o topo da hierarquia até os operários da fábrica, assim, favorecendo a eficiência da produção aumentando a produtividade.
6-Prevalência dos interesses gerais - Os interesses gerais da organização devem prevalecer sobre os interesses individuais.

3-Disciplina - Necessidade de estabelecer regras de conduta e de trabalho válidas pra todos os funcionários. A ausência de disciplina gera o caos na organização.

5- Unidade de direção - O controle único é possibilitado com a aplicação de um plano para grupo de atividades com os mesmos objetivos.
Luther Gulick
Nasceu no Japão 1892-1983
Comitê de Gerenciamento
Administrativo
do Presidente Roosevelt
Lyndall Urwick
Nasceu na Inglaterra 1891-1984
Trabalhou no exército (coronel)
Foi consultor de empresas
James Mooney
1884-1957
Presidente da General
Motors Export Co.
Alan Reiley
1869-1947
Historiador que se tranformou em Executivo
Para Mooney e Reiley, a organização eficiente era baseada no formalismo - "a coordenação eficiente de todos os relacionamentos"; "organização é a forma de toda associação para alcance de um propósito comum"
Princípio Escalar
Apreciação crítica da Teoria Administrativa
A abordagem do processo universal estabelece que a administração de todas as organizações requer o mesmo processo racional, baseado em duas considerações:
1- Ainda que os propósitos das organizações possam variar (negócios, governo, educação, religião), um processo básico de administração permanece o mesmo dentro e todas elas;
2- O processo de administração universal pode ser reduzido a um conjunto de funções separadas e princípios relacionados;
A Teoria Administrativa sofre das mesmas disfunções da burocracia, incluindo rigidez impessoalidade de excessiva categorização
Os princípios da administração falharam como verdades universais, e falharam também em satisfazer os estudiosos, que se queixavam de que tais pricípios eram como provérbios, que apresentavam falta de origem científica e verificação.
Taylor
Fayol
2- Autoridade e responsabilidade - Autoridade é o direito dos superiores darem ordens que teoricamente serão obedecidas. Responsabilidade é a contrapartida da autoridade.
4- Unidade de comando - Os trabalhadores nas organizações deveriam receber ordens de um 'gerente' somente, para evitar conflitos e mal entendidos
7-Remuneração - Deve ser suficiente para garantir a satisfação dos funcionários e da própria organização.
8-Centralização - As atividades vitais da organização e sua autoridade devem ser centralizadas.
9-Cadeia escalar - Defesa incondicional da estrutura hierárquica, respeitando à risca uma linha de autoridade fixa.
10-Ordem - Deve ser mantida em toda organização, preservando um lugar pra cada coisa e cada coisa em seu lugar.
11-Eqüidade - A justiça deve prevalecer em toda organização, justificando a lealdade e a devoção de cada funcionário à empresa.
12-Estabilidade do pessoal no cargo - Uma rotatividade alta tem conseqüências negativas sobre desempenho da empresa e o moral dos funcionários.
13-Iniciativa - Deve ser entendida como a capacidade de estabelecer um plano e cumpri-lo.
14-Espírito de equipe - O trabalho deve ser conjunto, facilitado pela comunicação dentro da equipe. Os integrantes de um mesmo grupo precisam ter consciência de classe, para que defendam seus propósitos.
Luther Gulick
Ampliou o reversão do processo de Fayol, criando o que chamou de POSDCORB
P
laning = Planejamento
O
rganizing = Organização
S
taffing = Assessoria
D
irecting = Direção
CO
rdination = Coordenação
R
eporting = Informação
B
udgeting = Orçamentação
Gulick visualizava a administração como uma atividade universal, mas sua descrição das funções administrativas foi aplicada primeiro para a administração governamental.
Deu ênfase em alguns princípios de organização da escola clássica:
Lyndall Urwick
Princípio da especialização
Princípio da autoridade
Princípio da amplitude administrativa
O problema da administração concentrava-se nas indústrias e usinas, e a preocupação era com a produtividade.
Fayol levou a administração do nível da oficina para o da direção geral da empresa.
Sua principal contribuição ao pensamento administrativo foi mostrar como um processo administrativo complexo pode ser separado em áreas interdependentes de responsabilidade ou de funções.
Taylor abordou os problemas administrativos elevando-os do posto de trabalho do executor para o nível intermediário da gerência.
Fayol se concentrou nos problemas de interesse da administração geral da empresa.
Taylor, para aumentar o rendimento da empresa industrial, começou pelo operário (visão de baixo para cima);
Fayol começou pelos dirigentes (de cima para baixo).
Taylor estudou cientificamente o trabalho humano e o trabalho da máquina, usando o método da ‘diferença’, em que faz variar um fator, deixando fixos todos os demais;
Fayol estudou cientificamente a tarefa do dirigente, em que os fatores fixos são capital, expedientes, ferramentas, ou instrumentos, processos e o valor técnico.
Além disso, Fayol obtém para o dirigente aquilo que Taylor procura para o operário: “desobrigá-lo de toda ação e reflexão inúteis”
IMPORTANTE
O grande mérito de Taylor foi o de ter sido “o primeiro a tomar em consideração séria o fator humano como elemento principal da produção, submetendo-o a um estudo muito profundo”
Fayol, antes de tudo, parte da chefia ou direção, e não do homem-operário.
O fayolismo e o taylorismo
Apresentam-se como duas soluções para um mesmo problema: o da força humana.
Enquanto o sistema Taylor voltava suas vistas para as condições técnicas do trabalho, o sistema Fayol se preocupava com a administração da empresa.
Full transcript