Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

FORMAÇÃO DA VEIA PORTA HEPÁTICA

No description
by

Gabi Canena

on 8 July 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of FORMAÇÃO DA VEIA PORTA HEPÁTICA

A VEIA PORTA HEPÁTICA
É formada pela união da Veia Esplênica com a Veia Mesentérica Superior e se divide em ramos direito e esquerdo antes de entrar no fígado.
ESTRUTURA e FORMAÇÃO

As tributárias da veia porta hepática incluem:

• Veia gástrica esquerda e veia gástrica direita;
• Veia mesentérica superior;
• Veia esplênica.

AS TRIBUTÁRIAS
A pressão sanguínea aumentada na veia porta, hipertensão portal, ocorre em doenças de fígado e pode causar várias complicações (ascites, varizes esofágicas, peritonites bacterianas espontâneas).
PAPEL NA DOENÇA
A veia porta hepática (às vezes chamada simplesmente de veia porta) é uma veia porta no corpo humano que drena sangue do sistema digestivo e de suas glândulas associadas. É um dos principais componentes do sistema venoso porta hepático.
A função do sistema porta hepático é de receber todo o sangue proveniente do trato digéstico, logo, o sangue está carregado de substâncias que foram ingeridas e algumas delas pode ser tóxica. Assim o sistema porta leva esse sangue ao fígado, ocorrendo a desintoxicação e só assim pode voltar para a circulação sistêmica via veias hepáticas e esta para a veia cava inferior e coração. Apesar de ser um sistema formado por várias veias tributárias, o sangue da veia porta é rico em oxigênio.
FUNÇÃO
Quase todo sangue vindo do sistema digestivo drena em uma circulação venosa especial chamada circulação porta.
Antes de essas substâncias irem para a circulação sistêmica (a principal circulação sanguínea do corpo), elas devem ser filtradas primeiro para remover ou desintoxicá-las antes. Essa filtragem e desintoxicação é uma das funções do fígado.
FISIOLOGIA
DYCE, K. M. et al. Tratado de Anatomia Veterinária. 2010.
POPESKO, P. Atlas de anatomia topográfica dos animais domésticos. 1985.
KONIG, H. E. Anatomia dos animais domésticos. 2004.
S. Pedro, M. Murukawa, L. A. Giuffrida, R. N.G. Mosse, V. G.P. Pardini- Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia; v 9; n 2; 2011.
Anatomia Veterinária- Fígado e Pâncreas. Disponível em: < http://anato2vet.blogspot.com.br/2013/04/figado-e-pancreas.html > Acesso em 07 de julho de 2016
Veia Porta Hepática. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Veia_porta_hep%C3%A1tica> Acesso em 07 de julho de 2016



REFERÊNCIAS
FORMAÇÃO DA VEIA PORTA HEPÁTICA
1-Veia porta;
2-Veia esplênica;
3-Veia gastroduodenal;
4-Veia mesentérica cranial;
5-Veia mesentérica causal;
6-Veia gástrica esquerda;
7-Veia gastrepiplóica direita;
8- Veia pancreaticoduodenal cranial.
“SHUNT” - DESVIO PORTOSSISTÊMICO EM CÃES E GATOS
Os desvios portossistêmicos são comunicações vasculares entre o sistema venoso portal e sistêmico, que permitem acesso do sangue portal à circulação sistêmica sem que primeiro ocorra sua passagem pelo fígado.
Os desvios sanguíneos podem ser classificados como intra ou extra-hepático.
A incidência é maior em cães de raça pura.
Sistema Porta Hepático
Não há predileção sexual.
Geralmente acomete animais jovens.
O tratamento definitivo é cirúrgico por meio da correção da anomalia vascular.
As tributárias
Universitárias: Gabrielle Canena, Krislaine Fernandes e Melissa Corrêa
Full transcript