Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Preconceito Contra as Mulheres

No description
by

Vitor Cruz

on 9 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Preconceito Contra as Mulheres

O Preconcei io Contra as Mulheres
1 Dignidade de patriarca.
2 Diocese cujo prelado é patriarca.
3 Tipo de organização social em que a autoridade é exercida por homens.
Tipos de Violência Relatadas
Definição de Preconceito
Centros de Apoio À Mulher
Centro de Referência da Mulher
Casa Brasilândia
Casa Eliane de Grammont
Delegacia de Defesa da Mulher – Decap
Centros de Atendimento para Mulheres Vítimas de Violência sob gestão da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social – SMADS :
Casa Ser Dorinha
Casa de Isabel
Casa Cidinha Kopcak
Casa Viviane dos Santos
CISM II – Centro de Integração Social da Mulher II
CISM I Centro de Integração Social da Mulher I
CISM III - Centro de Integração Social da Mulher III
Casa Sofia
1 Modos ou atitudes de macho.
2 Ideologia segundo a qual o homem domina socialmente a mulher.
1 Ideia ou conceito formado antecipadamente e sem fundamento sério ou imparcial.
2 Opinião desfavorável que não é baseada em dados objetivos.
3 Estado de abusão, de cegueira moral.
4 Superstição.
História do Feminismo
Panorama Mundial
Brasil
1979
1990
Atualidade
1999
1893
1790
1979
Convenção sobre a Eliminação de todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres, adotada pelas Nações Unidas.
1990
Em Portugal, passou a ser proibida a publicidade com discriminação sexual.
1999
Foi criado o Ministério da Igualdade.
1893
Katherine Wilson Sheppard – Membro de maior destaque (pioneira) no movimento sufragista (direito ao voto) feminino da nova Zelandia.


Também destaques no movimento sufragista feminino: Millicent Fawcett e Emmeline Pankhurst.
1910
Em Portugal, as mulheres deixaram, perante a lei, de dever obediência ao marido.
Durante uma conferência na Dinamarca ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas
1832
1918
1932
1928
1827
1865
1928
Em Lages, no Rio Grande do Norte, a potiguar Alzira Soriano de Souza é eleita a primeira prefeita da América Latina.

1932
Fruto da luta do movimento de mulheres, o benefício da licença maternidade foi instituído por Decreto do presidente Getúlio Vargas, em 17 de maio de 1932
Foi assinado pelo então presidente Getúlio Vargas o novo Código Eleitoral, que previa o direito de voto às mulheres.
1933
A paulista Carlota Pereira de Queiroz foi eleita a primeira deputada federal do Brasil. Elaborou o primeiro projeto para criar serviços sociais e trabalhou em prol da alfabetização das crianças.
1962
(27 de Agosto) Com a reforma do Código Civil [Esatuto da Mulher Casada] as mulheres autorização para trabalhar fora de casa sem licença dos maridos.
1827
Surge no Brasil a primeira legislação relativa à educação de mulheres; a lei
admitia meninas apenas para as escolas elementares, não para instituições de ensino mais adiantado.
1879
(19 de Abril)As mulheres ganharam o direito estudar em instituições de ensino superior. Mesmo assim, quem começou a estudar sofreu preconceito da sociedade
1979
Eunice Mafalda Michiles, nascida em São Paulo, torna-se a nossa primeira senadora.
Década de 80
Surgem os Conselhos nacional, estaduais e municipais da mulher, delegacias especializadas, abrigos e centros de orientação jurídica e de apoio psicossocial.
1933
1962
1975
1985
Criada a primeira Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (DEAM), em São Paulo.
(29 de Agosto) O Conselho Nacional dos Direitos da Mulher é criado no Ministério da Justiça
1988
A Constituição Federal garante igualdade de direitos e obrigações a todos os brasileiros, assegurando que homens e mulheres são iguais perante a lei.
1994
A carioca Benedita da Silva foi eleita senadora, tornado-se a primeira senadora negra do Brasil.
1995
Roseana Sarney tornou-se a primeira governadora brasileira.
1997
Sancionada a Lei n° 9.504 determina que cada partido ou coligação deverá reservar o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.
2000
Aprovação do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Infanto-Juvenil, que propôs a criação do Disque Denúncia Nacional, Disque 100.
Ellen Gracie Northfleet torna-se ministra do Supremo Tribunal Federal. Em 2006 ela assume o cargo de Presidente do Supremo, a primeira mulher a presidir o Tribunal.
2003
Criação da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, com o objetivo de desenvolver ações para o estabelecimento da plena cidadania feminina.
2006
Sancionada a Lei de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, chamada de Lei Maria da Penha, além disso foi colocado à disposição um número de telefone para denunciar a violência doméstica e orientar o atendimento.
Ligue 180 – Central de Atendimento a Mulher.
2010
Dilma Rousseff vence as eleições presidenciais no segundo turno, tornando-se a primeira mulher presidenta da República no Brasil.
1980
1985
1995
1997
2000
2003
2006
2010
Atualidade
Violência Contra a Mulher
Fonte: IPEA - 2013
Reincidências
Machismo e Misoginia
<Dicionário Aurélio Online: http://www.dicionariodoaurelio.com/machismo>
Definição de Machismo
1 qualidade, ação ou modos de macho ('ser humano', 'valentão'); macheza
2 exagerado senso de orgulho masculino; virilidade agressiva; macheza
3 comportamento que tende a negar à mulher a extensão de prerrogativas ou direitos do homem.
<Dicionário Houaiss: 2009 Edição 1>
1 Aversão às mulheres.
2 Repulsão patológica pelas relações sexuais com mulheres.
<Dicionário Aurélio Online: http://www.dicionariodoaurelio.com/misoginia>
Definição de Misoginia
1 Ódio ou aversão às mulheres.
2 Aversão ao contato sexual com as mulheres.
3 Horror, aversão às mulheres.
<Dicionário Houaiss: 2009 Edição 1>
Fonte:Facebook.
<http://tioastolfo.com/estuprar-lesbicas-e-uma-questao-de-honra-gloria-e-bem-estar-social/>
Patriarcado
<Dicionário Aurélio Online: http://www.dicionariodoaurelio.com/patriarcado>
1 dignidade ou jurisdição de patriarca
2 diocese subordinada a um patriarca
3 forma de organização social em que predomina a autoridade paterna
4 forma de organização social em que a descendência reconhecida é patrilinear
5 sociedade ou comunidade baseada nesse tipo de organização social
<Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: 2009 Edição 1>
Fonte: Estudo Multipaíses OMS, 2002 – prevalência da violência por parceiro íntimo
Serviços de Atendimento à Mulher
500 delegacias especializadas de atendimento à mulher e 160 núcleos especializados dentro de distritos policiais comuns
220 centros de referência especializados (atenção social, psicológica e orientação jurídica)
72 casas abrigo
92 juizados/varas especializadas em violência doméstica
59 núcleos especializados da Defensoria Pública
9 núcleos especializados do Ministério Público

Fonte: Secretaria de Políticas para as Mulheres
Fonte: Facebook
Fonte: Facebook
Mulheres que reproduzem o machismo
Violência Obstétrica
Uma em cada quatro brasileiras sofre violência no parto.
Fonte: Fundação Perseu Abramo, 2010
<Dicionário Online Aurélio: http://www.dicionariodoaurelio.com/preconceito>
1 Qualquer opinião ou sentimento concebido sem exame crítico. 1.1 Ideia, opinião, ou sentimento desfavorável formado sem conhecimento abalizado, ponderação ou
razão.
2 Sentimento hostil, assumido em consequência da generalização apressada de uma experiência pessoal ou imposta pelo meio; intolerância.
3 Conjunto de tais atitudes
4 Qualquer atitude étnica que preencha
uma função irracional específica, para
seu portador.
Sinônimos: prejuízo, prejulgamento,
prenoção.
<Dicionário Houaiss: 2009 Edição 1>
Exemplo de Propaganda
Machista
Exemplo de Propaganda
Machista
1600
“Il Merito Delle Donne” - Moderata Fonte
1600
1601
“La Nobilità e L’eccelenza Delle Donne" - Lucrécia Marinelli
1790
“Defesa dos Direitos da Mulher” - Mary Wollstonecraft
1665
Aqualtune é capturada como escrava e trazida para o Brasil.
1832
“Direitos das Mulheres e Injustiça dos homens" - Nísia Floresta
1878
Peça “O voto feminino”
1888
(13 de Maio) Lei Áurea - Lei Imperial n.º 3.353
1918
Maria Lacerda de Moura publica “Em torno da educação”
1919
Igualdade de salários.
1922
Ercília Nogueira Cobra lança seu primeiro livro: “Virgindade inútil – novela de uma revoltada”
1975
O jornal “Brasil Mulher” é fundado
(8 de Março)Reunião de Feministas em comemoração ao Ano Internacional da Mulher, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro
1977
Em 26 de Dezembro é criada a Lei do Divórcio.
1987
Carta da Mulher Brasileira aos Constituintes
Lobby do Batom
(4 de Dezembro) I Encontro Nacional de Mulheres Negras
2002
Secretaria de Estados dos Direitos da Mulher é criada
I Encontro das Mulheres Indígenas da Amazônia Brasileira
2010
Dilma Rousseff é eleita, a primeira mulher presidente do Brasil.
2011
1ª Marcha das Vadias do país acontece em São Paulo.
1878
1888
1922
1979
1910
1987
1994
2002
2010
2011
Atualidade
Marcha das Vadias em Porto Alegre - 2013
Fonte da Imagem: Fundo Comum Wikimedia
1 qualquer opinião ou sentimento concebido sem exame crítico
1.1 ideia, opinião ou sentimento desfavorável formado sem conhecimento abalizado, ponderação ou razão
2 sentimento hostil, assumido em consequência da generalização apressada de uma experiência pessoal ou imposta pelo meio; intolerância
Ex.: p. contra um grupo religioso, nacional ou racial
3 conjunto de tais atitudes
Ex.: combater o p.
4 Rubrica: psicanálise.
qualquer atitude étnica que preencha uma função irracional específica, para seu portador
Ex.: p. alimentados pelo inconsciente individual

2015
(20 e 21 de Maio) Realizado O 1º Seminário Internacional Cultura da Violência Contra as Mulheres.
<Dicionário Eletrônico Houaiss 3.0>
Diferença Salarial
Grupos e Artistas Feministas
Fonte: Facebook
Fonte: Facebook
Fonte: Facebook
Lei do Feminicídio
I. Alterou o art. 121 do Código Penal para incluir como circunstância qualificadora do homicídio o feminicídio, descrevendo seus requisitos típicos;
II. Criou uma causa de aumento de pena (um terço até a metade) para os casos em que o feminicídio tenha sido praticado:
durante a gestação
nos três meses posteriores ao parto
contra pessoa menor de quatorze anos
contra pessoa maior de sessenta anos
contra pessoa deficiência
na presença de descendente da vítima
na presença de ascendente da vítima

III. Incluiu o feminicídio no rol dos crimes hediondos trazidos pela Lei 8.072/90.
Violência Política
Cônjuge impede esposa de concorrer a um cargo público.
Ações ou condutas cometidas por uma pessoa ou grupo de pessoas e/ou através de terceiros contra mulheres eleitas, candidatas, em exercício do serviço público ou contra seus familiares para encurtar, suspender ou ameaçar o exercício de suas funções.
Deixo a outros a glória de arrastarem para o turbilhão das paixões políticas a parte serena e angélica do gênero humano. A observação dos fenômenos afetivos, fisiológicos, psicológicos, sociais e morais não me permite erigir em regra o que a história consigna como simples, ainda que insignes, exceções. Pelo contrário, essa observação me persuade que a missão da mulher é mais doméstica do que pública, mais moral do que política. Demais, a mulher não direi ideal e perfeita, mas simplesmente normal e típica, não é a que vai ao foro, nem a praça pública, nem as assembleias políticas defender os direitos da coletividade, mas a que fica no lar doméstico, exercendo as virtudes feminis, base da tranquilidade da família, e por consequência da felicidade social.” (Dep. Pedro Américo, Câmara dos Deputados, sessão de 27 de janeiro de 1891 – grifou-se).
PL 50/69/2013
Full transcript