Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Pré-História Catarinense

No description
by

Pietra Barros

on 19 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Pré-História Catarinense

Pré-História Catarinense
pRIMEIRAS POPULAÇÕES
Os historiadores e arqueólogos acreditam que a entrada das populações indígenas no sul do Brasil se deu pelo Rio Paraná e seus afluentes. Os vestígios sugerem que os primeiros povos tenham chego à Santa Catarina pelo Rio Uruguai, pois, em suas margens, encontram-se vestígios de cultura material de ocupação humanas datada em aproximadamente 8.000 anos.
o homem do sambaqui
Os caçadores e coletores foram os primeiros a habitar o estado e responsáveis por construir imensos sambaquis. Na Ilha de Santa Catarina, a ocupação mais antiga é datada entre 5 e 6 mil anos. O grupo humano que vivia na ilha era pré-ceramista e tinha a caça e a coleta como meios de sobrevivência. Além disso, praticavam pintura corporal e fabricavam adornos com os quais enfeitavam o corpo.
Os Itararés
Itararé significa pedra que o rio cavou. Os itararés provavelmente viveram no planalto do Estado de Santa Catarina. Eram ceramistas e também viviam da caça e da coleta. Sua cerâmica tinha função utilitária no preparo de alimentos e, por isso, não apresentava decoração.
Os Carijós
Os índios carijós expulsaram os demais grupos humanos (homem do sambaqui) que existiam em Santa Catarina e ocuparam seu território. Ao contrário dos demais grupos, os carijós praticavam a agricultura e exploravam paralelamente a caça, coleta e pesca. Fabricavam cerâmicas com muito mais destreza que os demais grupos e não somente com fins utilitários. Sua cerâmica apresenta decoração pintada e corrugada.
O Grupo Jê
No interior do Estado existia o grupo Jê (Kaigang e Xokleng), que se caracterizava pelo nomadismo. Os exploradores denominaram este grupo de botocudos e bugres. Viviam no planalto e dedicavam-se à pesca, à caça, à coleta de pinhão, frutas e raízes. Os Xoklengs, que habitavam a região entre o planalto e o litoral, também eram caçadores e coletores.
Sambaqui da Carnica I, Laguna.
Full transcript