Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Aula 3: Amostragem (Coleta de amostras líquidas, sólidas e

No description
by

DENISE SILVA

on 21 January 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 3: Amostragem (Coleta de amostras líquidas, sólidas e

Aula 3: Amostragem (Coleta de amostras líquidas, sólidas e gasosas)
COLETA PARA AMOSTRAS SÓLIDAS
COLETA DE AMOSTRAS BIOLÓGICAS
COLETA DE AMOSTRAS LÍQUIDAS
CONDIÇÕES PARA UMA BOA AMOSTRAGEM
COLETA DE AMOSTRAS GASOSAS
INTRODUÇÃO A AMOSTRAGEM
O que você está respirando / bebendo / comendo?
Como está a qualidade do ar/ agua / solo que utilizamos diariamente?
Análise química: Importantes para prover informações sobre monitoramento de espécies químicas de um determinado meio.

Monitoramento ambiental: Obtenção de dados analiticos que devem ser comparados a valores previamente estabelecidos.
Planejamento da amostragem (qualitativa ou quantitativa);
Emprego de técnicas adequadas
Uso de pessoal habilitado
Cuidados com o material de coleta
Estocagem do material
Uso de "protocolos" (Frequencia da amostragem, quantidade de amostra, armazenamento, especificidade da amostra, necessidade ou não de pré-concentração);

ÁGUA
SOLO
Material pouco homogeneo: Coleta em varios pontos e posterior homogeneização;
Nova amostragem;
Profundidade;
Equipamentos: Trados, baldes, tratores, tubos, trincheiras;
Matriz: Atmosfera;
Dispersam-se com facilidade;
Homogeneas e diluidas;
Necessidade de pré-concentração;
Fatores abióticos influenciam: Necessidade de checar condições meteorologicas antes de realizar coleta;
Equipamentos de coleta: Seringas, frascos, sacolas, balão de festa, ambientes fechados.
ANALISES:
In situ = No local de ocorrência da contaminação
Ex situ = Fora do local da contaminação
DEMANDA COLETA!
Anemometro (mede velocidade do vento)
pHmetro (mede potencial hidrogenionico
ANÁLISES:
Compostas = É toda amostra coletada aos poucos, de hora em hora (ou ininterruptamente), por exemplo, por um período.
Pontuais / instantâneas = É toda amostra coletada de uma só vez, em um ponto e em um determinado período do dia.
ANÁLISES:
Quantitativas = As variáveis quantitativas são características que podem ser descritas por números, sendo estas classificadas entre
contínuas
e
discretas
.

- Variáveis discretas: a variável é avaliada em números que são resultados de contagens e, por isso, somente fazem sentido números inteiros.
Exemplos: número de UFC bacterianas.

- Variáveis contínuas: a variável é avaliada em números que são resultados de medições e, por isso, podem assumir valores com casas decimais e devem ser medidas por meio de algum instrumento.
Exemplos: Concentração de um poluente atmosférico.

Qualitativas = As variáveis qualitativas (ou categóricas) são as características que não possuem valores quantitativos, mas, ao contrário, são definidas por categorias.
Exemplos: Presença ou ausencia de metais pesados na agua.
Etapas do método analítico:
Detecção
• Amostragem
• Preparo da Amostra para Análise
• Identificação e Quantificação
• Confecção do Laudo ou Relatório
COMO PLANEJAR BEM UMA AMOSTRAGEM?



- Informar ao cliente o valor da taxa de coleta através do orçamento elaborado pelo responsável.
- Solicitar dados de endereço completo, ponto de referência, e preencher ficha de cadastro (apenas para o primeiro contato). Se a empresa já tiver o cadastro desconsiderar.
- Solicitar ao cliente os ensaios a serem realizados e anotar atentamente na ficha de coleta para que seja possível o preparo dos materiais de coleta.
- Agendar a coleta de acordo com a necessidade do cliente e a disponibilidade de horários na agenda de coletas.
- Anotar o nome do cliente, horário e qualquer outra informação relevante para que seja possível elaborar o Plano de Amostragem.




- Se apresentar na data e horário marcado utilizando os Equipamentos de Proteção Individuais.
- Caso o cliente pergunte sobre as formas de pagamento e prazos informar que seguem o acordado em orçamento e que dúvidas adicionais podem ser tiradas com o responsável pelos orçamentos.
- Se necessário receber e/ou entregar recibos ou notas.
- Coletar material com extremos cuidado e identificá-lo na presença do cliente, se o mesmo estiver acompanhando a coleta.
ADMINISTRATIVO:
TÉCNICO
De acordo com a matriz a ser amostrada (água superficial ou subterrânea, encanada, sedimento de fundo, biota aquática), do tipo de amostragem e também da natureza da análise (físico-químico, bacteriológico, biológico) a ser feita,
deverão ser adotados alguns procedimentos específicos.
CUIDADOS A SEREM TOMADOS:
Anteriormente à saída:


- Observar o
número e o tipo dos frascos
disponíveis para acondicionamento das amostras, bem como a integridade dos mesmos (vazamento, tampa, etc.);

- Verificar a
integridade dos instrumentos de coleta
;

- Verificar o
estado das soluções padrões de verificação
,
observando prazos de validade, presença de materiais estranhos, em suspensão ou sedimentados, crescimento fúngico, etc;

- Quando houver necessidade de utilizar alguma solução de preservação ou fixadora, acondicioná-las em locais bem fixos para evitar atrito e quebras resultantes das turbulências da viagem;

-
Nunca “deitar” os reagentes fixadores e de preservação
levados a campo, mantendo-os sempre em posição vertical;

- Quando for preciso levar
vidrarias de auxílio
: pipetas, provetas, béckers, etc.,
preferir os de plástico,
ou, acondicioná-las de modo a protegê-las de qualquer atrito durante a viagem;


-
Gelo
em quantidade suficiente para garantir a refrigeração das amostras em campo e durante o transporte;

-
Água deionizada
para lavagem dos materiais e equipamentos.

- Levar, se possível,
reagentes neutralizantes das soluções de preservação e fixação
para o caso acidentes com derramamento e vazamento, durante a coleta e/ou transporte;

-
Prancheta
e
Plano de Amostragem
para registro dos dados obtidos e observações de campo;

- Para coletas em locais de difícil acesso, providenciar
botas de cano longo
para proteção contra picadas de cobras e outras eventualidades;

- Providenciar
sacos plásticos
para acondicionamento das amostras de sedimento;

Planejar a coleta com calma, e deixar tudo pronto em tempo hábil, pois na maioria das vezes, após iniciados os procedimentos de coleta torna- se inviável voltar ao laboratório por algo que foi esquecido,
Durante a coleta:

- Calibrar os equipamentos sempre que mudar de um corpo d’água para outro, como medida de segurança na obtenção dos dados;

- Anotar todas as condições observadas no local de amostragem, atentando para condições climáticas e demais condições ambientais, além de fatos que possam interferir e/ou auxiliar na interpretação dos dados;

- Evitar tocar com os sensores dos equipamentos e com garrafa de coleta no sedimento de fundo. Caso ocorra providenciar sua limpeza com a própria água do local;

- Não pipetar reagentes com a boca evitando assim acidentes com lesão de mucosas e intoxicação;

- Ter sempre o telefone do hospital ou do pronto socorro mais próximo do local de coleta;

- Não fumar durante os procedimentos ordinários de coleta;
- Uso de luvas durante uma coleta
- Antes de transferir a amostra para os respectivos frascos de lavá-los, lavá-los duas ou três vezes com a própria amostra coletada;
- Observar o perfeito vedamento dos frascos de armazenamento antes de acondicioná-los;
- Levar sempre frascos reserva para substituição em caso de acidentes;
- Manter sempre os frascos de reagentes químicos bem vedados;
- Dispor os frascos de acondicionamento preferencialmente em posição vertical;
- Proteger os eletrodos de possíveis impactos que possam danificá-los.
- Evitar que, em uma coleta de um litro, estejam presentes: tocos, folhas, pedaços de pedra, enfim, objetos estranhos ao curso normal do líquido.

-
Não encher por completo os frascos
, com exceção para análise de compostos voláteis, para que no laboratório, aja espaço suficiente para a homogeneização da amostra.

- Preencher e afixar uma etiqueta do ponto para
identificação
no laboratório.
Plano de Amostragem
1) identificação da amostra (ponto, profundidade coletada);
2) data e hora de coleta;
3) dados das variáveis medidas "in situ” (pH, oxigênio dissolvido,
temperatura, profundidade, transparência, etc.).
4) condições meteorológicas que possam interferir na qualidade da
água;
5) nome do responsável pela coleta;
Equipamentos de coleta
Garrafa de Van Dorn
Draga de Petersen: Coleta de sedimento no fundo de rios e estuários.
Porque é importante realizar coletas de agua, solo e ar?
Disco de Secchi
Swab
Seringas, tubos e Placa de Petri
Escala de Ringelmann
Full transcript