Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

METODOLOGIA CIENTÍFICA

No description
by

on 3 September 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of METODOLOGIA CIENTÍFICA

As citações são elementos retirados das fontes bibliográficas, eletrônicas, documentais, importantes e necessárias para o autor, ajudando-o no seu raciocínio e na corroboração de suas ideias. As citações enriquecem um trabalho e demonstram o estudo e a atitude científica do autor.

Objetivos:
- sustentar as ideias do autor no texto;
- desenvolvimento de raciocínio;
- corroboração das ideias ou da tese que o autor defende;
- permitir a identificação do legítimo "dono" das ideias apresentadas;
- possibilitar o acesso ao texto original.
- Compreender a função que as citações desempenham nos trabalhos acadêmicos;
- Identificar os tipos de citações: diretas (curtas e longas) e indiretas;
- Apresentar as citações no trabalho conforme as regras da ABNT;
- Identificar os elementos constituintes das fontes consultadas (livros, artigos de revista/jornal etc.) para elaborar as referências;
- Apresentar as referências no trabalho conforme as normas da ABNT.
OBJETIVOS
INDICAÇÃO DA FONTE DAS CITAÇÕES
Existem dois sistemas nos textos científicos para indicar as fontes citadas:

Sistema autor-data
: Quando as citações aparecem no texto. Apresenta três informações entre parênteses:
- sobrenome do autor;
- ano de publicação da obra;
- a página citada (citação direta).

Os demais dados são colocados nas referências.

Sistema numérico
: Quando as citações aparecem em notas de rodapé. Os dados da fonte aparecem na nota de rodapé e, depois, ao término na lista de referências.
Sistema autor-data
Regras de elaboração:

a) Quando o sobrenome do autor não faz parte corpo do trabalho: coloque-o entre parênteses, no final, seguido do ano de publicação e da página. Veja:

"Parar para pensar, parar para olhar, parar para escutar, pensar mais devagar, olhar mais devagar [...]" (LARROSA, 2001, p. 5).

b) Quando o sobrenome do autor faz parte do corpo do trabalho: coloque entre parênteses, apenas o ano da publicação e a página, Veja:

Neitzel (2014, p. 16) afirma que “Os olhos e os ouvidos do leitor são os sentidos que lhe permitem abstrair, construir conceitos [...]”.
TIPOS DE CITAÇÕES
DIRETAS e INDIRETAS

Diretas:

- ocorre a cópia literal do texto original;
- atentar para a ortografia, maiúsculas e minúsculas, pontuação, grifos e completude;
- quantidade de linhas;
- Curta ou Longa.

Citação Direta Curta: a transcrição não pode exceder três linhas no seu
paper
e aparece entre aspas.

Citação Direta Longa: a transcrição excede três linhas no seu
paper
e deve ser apresentada em parágrafo próprio, espacejamento simples e destacada com recuo de 4cm da margem esquerda.
Prof. Dr. Luis Augusto Ebert
Profa. Msc. Cláudia S. Weiss

METODOLOGIA CIENTÍFICA
UNIDADE 3
CITAÇÕES E REFERÊNCIAS
IMPORTANTE! Quando fizer suas pesquisas, adote o hábito de anotar:
nome do autores; a página; ano da obra.
As anotações são importantes para a elaboração da citação.
Exemplos:

A escrita "[...] traz consequências sociais, culturais, políticas, econômicas, cognitivas, linguísticas, quer para o grupo social em que seja introduzida, quer para o indivíduo que aprenda a usá-la." (SOARES, 2001, p. 18).
O conceito de acumulação flexível é caracterizado por:

[...] surgimento de setores de produção inteiramente novos, novas maneiras de fornecimento de serviços financeiros, novos mercados e, sobretudo, taxas altamente intensificadas de inovação comercial, tecnológica e organizacional. (HARVEY, 2001, p. 140).
Citações Diretas/orientações:

Apóstrofos (' ')
: quando numa passagem transcrita já há trechos entre aspas, estas devem se transformar em apóstrofos.

Omissão ([ ])
: para omitir um trecho da citação, utilize reticências entre colchetes, assim: [...].

Interpolações ([ ])
: quando é necessário inserir acréscimos ou comentários na citação, para explicar ou apontar opiniões especiais do autor.

Ênfase, dúvida ou destaque
: para indicar que houve espanto, utilize [!] após a palavra. Para indicar que houve dúvida, utiliza-se [?] após a palavra. Quando quiser enfatizar uma passagem da transcrição literal, você pode grifá-la. Para tanto, utilize a expressão: (grifo nosso). Quando já tiver grifo na versão original, utilize (grifo do autor).

Incorreções ou incoerências
: quando você encontrar erros, não os corrija, transcreva como está no original. Para indicar o erro, pode utilizar a expressão [sic] (assim mesmo).
Citação Indireta:
Quando não se faz a cópia ao pé da letra e sim um texto com as suas próprias palavras, mas com o mesmo sentido do texto do autor.

Paráfrases:
a paráfrase deve manter o mesmo sentido do texto original, sua construção é livre.
- não é necessário aspas;
- não é necessário página;
- autor é obrigatório;
- ano da obra é obrigatório.

Condensações:
muito parecida com a paráfrase, porém designa a síntese de um texto mais extenso. É preciso indicar o ano da obra e o autor do texto.

Citação da citação
:
Você já ouviu falar em Apud?
Apud é uma palavra latina que significa junto a, perto de, em. É empregada em citações indiretas para citar um trecho que não foi lido diretamente na obra original, mas citado por outro autor.

Normalmente é utilizada no corpo do texto com o significado de “citado por”, “segundo” ou “conforme”, indicando ao leitor que a citação é feita conforme o que foi lido e referenciado por um outro autor que teve acesso à obra original.

É aconselhável ao longo do trabalho não fazer muitas citações usando a palavra apud, devendo-se utilizá-la apenas nos casos de obras originais de difícil acesso por exemplo: publicações antigas, obras raras ou textos em línguas dificilmente acessíveis.

Um exemplo do uso do termo é: Euclides, apud Boyer, 1991.

Se em um trabalho surge a referência acima, através do termo apud sabe-se que o autor do trabalho não teve acesso à obra escrita por Euclides. Porém, teve acesso à obra escrita por Boyer onde este fez uma citação retirada da obra original.
Outros casos de citação
Citação extraída da internet
:
São apresentadas no texto da mesma forma que as obras impressas. Você deve anotar o autor, o ano do texto e a página.

Citação da Bíblia
:
Indica-se a fonte pelo título do livro da Bíblia, número do capítulo e número do versículo. Importante! Não grife ou coloque entre aspas os nomes dos livros e apócrifos. Veja um exemplo:

"Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento; porque melhor é a sua mercadoria do que a mercadoria prata, e sua renda do que o ouro mais fino." (BÍBLIA, A. T. Provérbios, 3:13-14).

Para a citação da Bíblia, há algumas orientações:

- a indicação dos capítulos e versículos é feita com algarismos arábicos;
- o número do capítulo é separado do número do versículo por dois pontos;
- o versículo inicial é separado do final por hífen, sem espaço entre eles.
c) Nos casos de obras de um, dois três autores ou mais:

No caso de um autor, já vimos o exemplo anterior, no caso de dois autores, citamos os dois, veja:

Neitzel e Carvalho (2014, p. 20) postulam que "a relação estética que se constrói com o texto literário vai mobilizar as percepções do sujeito [...]".

Ou assim:

"A relação estética que se constrói com o texto literário vai mobilizar as percepções do sujeito [...]". (NEITZEL; CARVALHO, 2014, p. 20).

No caso de três autores, citam-se os três:

"A relação estética que se constrói com
o texto literário vai mobilizar as percepções
do sujeito [...]".
(NEITZEL; CARVALHO; KUPIEC, 2014, p. 20).
No caso de mais de três autores: cite o primeiro acompanhado da expressão et al.

Segundo Costa Almeida et al. (2013, p. 1154), o interesse por esta prática avaliativa tem se expandido para quase o mundo todo. No Brasil, esta lógica vem ocorrendo desde a década de 1990 "quando as avaliações externas passaram a ser inseridas no cotidiano escolar através do aparato normativo-jurídico".

d) Quando houver vários documentos de um mesmo autor que apresentam o mesmo ponto de vista em relação ao assunto, basta inserir entre parênteses os anos de publicação dos textos. Veja: Tafner (2004, 2007) sugere...

e) Quando houver vários documentos de diferentes autores que apresentam o mesmo pensamento em relação ao assunto, basta apresentá-los seguindo a ordem do mais antigo para o mais recente. Assim:
O interesse pelo tempo futuro do presente já
motivou outras dissertações de mestrado:
Baleeiro (1988), Santos (1997), Gobbon (2000),
Santos (2000), sendo as três últimas com
enfoque variacionista.
f) Quando houver autores com o mesmo sobrenome e data, acrescente as iniciais de seus prenomes.

g) Citações de diversos documentos de um mesmo autor, publicados em um mesmo ano, são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas, após a data. (comece pelo 'a").

Parece muito, não é? Mas com a prática é possível entender as regras de aplicação.

Agora que encerramos as regras do sistema auto-data, vamos conhecer o sistema numérico.


Vamos a diante!
Sistema numérico
Este sistema permite ao leitor a informação imediata de qualquer citação feita no interior do texto. Os dados da fonte aparecem no rodapé e, depois, na lista de referências.

a) Regras de aplicação: Cada nota de rodapé precisa corresponder exatamente à citação que originou a referência.

b) Regras de Elaboração: A indicação da numeração pode ser colocada no fim da citação ou junto do autor, quando este aparece no texto. A indicação do número pode vir entre parênteses ou sobrescrita, após a pontuação que fecha a citação. A numeração também poderá aparecer logo após o autor, quando o seu nome é parte integrante do texto. Já vimos essas questões de quando o autor faz parte ou não do texto.

c) Palavras referenciais latinas:
Ibidem ou Ibid:
quando várias notas se referem ao
mesmo autor e à mesma obra, variando apenas a
página.

Idem ou Id
.: quando as notas são consecutivas e se referem ao mesmo autor.
Op. cit.
: quando a obra de um autor é citada diversas vezes, cita-se normalmente na primeira vez que aparece e, nas demais, pode-se colocar o nome do autor acompanhado da expressão op. cit. (
opu citatum
= obra citada) e a página.
Cf.
(confira, confronte): utilizada para remeter o leitor a outras leituras que tratam do tema em questão sob outras perspectivas, diferentes da adotada, ou para aprofundar o assunto.
Et. seq
. (
sequentia
- seguinte ou que segue): quando somente a primeira página em que aparece a citação é mencionada, mas refere-se também às demais.
Loc. cit
. (
loco citado
- no lugar citado): documento já citado na página anterior.
Passim
(aqui e ali, em diversas passagens): quando um tema é abordado pelo autor citado em toda a sua obra, não sendo identificada uma página especificamente.
REFERÊNCIAS - TÓPICO 2
As referências devem ser precisas, exatas e completas.

Mas por quê? Trata-se de um conjunto de elementos descritivos, retirados de um documento, que permitem sua identificação individual. Uma dica é anotar sempre todos os elementos que compõem a ficha catalográfica.
Importante:

- Para elaborar as referências, alguns elementos são essenciais e outros complementares. Utilize os elementos essenciais para elaborar o
Paper
.
- A lista de referências deve conter apenas as obras que originaram citações ao longo do texto.
- A lista de referências é alinhada à esquerda.
- A lista de referências deve estar organizada em ordem alfabética.
- Cada sinal de pontuação possui uma função entre os elementos da referência.
- Referências de fontes eletrônicas exigem o acréscimo de: "disponível em: <endereço eletrônico>" e "Acesso em: dia/mês/ano".
Elementos essenciais
Compreendem os elementos básicos, os mais utilizados. Deve-se prestar muita atenção na disposição dos elementos, como: letras maiúsculas, minúsculas, ponto, vírgula, entre outros. São elementos essenciais:
a) Sobrenome e nome do autor;
b) Título da obra;
c) Edição;
d) Local de publicação;
e) Editora;
f) Ano de publicação da obra.

Veja:

PRADO, Adélia.
O coração disparado
.
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.
Elementos complementares
São as informações que, acrescentadas aos elementos essenciais, permitem caracterizar os documentos. Contêm mais informações, como: tradução, edição e volume.

A ordem dos elementos complementares para citação de documentos é a seguinte:
a) Sobrenome e nome do autor;
b) Título da obra;
c) Tradutor;
d) Número da edição;
e) Local da publicação;
f) Nome da editora;
g) Ano de publicação da obra;
h) Volume.

Para cada fonte de pesquisa, haverá uma regra de acordo com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) a ser utilizada nas referências, sendo assim, recorra ao caderno de Metodologia Científica, sempre que necessário.
Contate-nos:

0800642-5000;
Ferramenta Contato;
E-mail;
Da Vinci Talk;
Protocolo.

UNIASSELVI
Para elaborar a referência de capítulo de livro, observe:

– O autor do livro e do capítulo são a mesma pessoa:
Modelo:
SOBRENOME, Nome. Título do capítulo. In: ______. Título do livro: subtítulo.
Local: Editora, data. páginas inicial-final do capítulo.

- O autor do capítulo é diferente do autor do livro:
Modelo:
SOBRENOME, Nome. Título do capítulo: subtítulo. In: SOBRENOME, Nome.
Título do livro. Local: Editora, data. Páginas inicial-final do capítulo.
Artigo de revista:
TOLEDO, Roberto Pompeu de. O carnaval como o juízo final. Veja, edição 1739, ano 35, nº 7, p. 142, 20 fev. 2002.
Referência de capítulo de livro com organizador:

ROCHA, Angela da; MELLO, Renato Cotta de (Org.). Marketing de serviços:
casos brasileiros. São Paulo: Atlas, 2000.

Observar que as abreviaturas Org., Coord., Dir. servem tanto para singular
como para plural. Essas expressões não devem ser pluralizadas.
Full transcript