Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Exemplos de tipos de inferências

No description
by

Aires Almeida

on 8 October 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Exemplos de tipos de inferências

Exemplos
DEDUTIVAS
Formais
Se não temos livre-arbítrio, então não somos moralmente responsáveis pelos nossos atos.
Mas somos moralmente responsáveis pelos nossos atos.
Logo, temos livre-arbítrio.
Se não P, então não Q.
Q
Logo, P

DEDUTIVAS
Informais
Semânticas
A Rita é uma mulher solteira.
Logo, não é casada.
P
Logo, não Q
DEDUTIVAS
Informais
Concetuais
A Rita sabe que está a nevar.
Logo, está a nevar.
P
Logo, Q
NÃO DEDUTIVAS
Indutivas
por generalização
O ferro é um metal e dilata quando aquecido.
O ouro é um metal e dilata quando aquecido.
O bronze é um metal e dilata quando aquecido.
O cobre é um metal e dilata quando aquecido.
Logo, todos os metais dilatam quando aquecidos.
H é F e é G.
I é F e é G.
J é F e é G.
K é F e é G.
Logo, todo o F é G.
NÃO DEDUTIVAS
Indutivas
por previsão
Todas as esmeraldas encontradas até agora são verdes.
Logo, a próxima esmeralda que encontrar será verde.
Todo o F tem sido G.
Logo, o próximo F será G.
NÃO DEDUTIVAS
por analogia
As máquinas são constituídas por partes ligadas entre si de modo complexo, preciso e funcional.
O Universo, tal como as máquinas, é constituído por por partes ligadas entre si de modo complexo, preciso e funcional.
As máquinas têm alguém que as criou.
Logo, o Universo tem também alguém que o criou.
M é F e G e H.
u é F e G e H.
M é I.
Logo, u é I

NÃO DEDUTIVAS
de autoridade
Kepler afirmou que as órbitas dos planetas são elípticas e não circulares.
Logo, as órbitas dos planetas são elípticas e não circulares.
Fulano afirmou que P
Logo, P
NÃO DEDUTIVAS
a favor da melhor explicação
Há várias teorias sobre o que causa as nossas perceções.
Nenhuma delas consegue provar de forma concludente qual é essa causa.
Mas a teoria segundo a qual as nossas perceções são causadas pelos objetos do mundo exterior explica melhor os factos do que as outras.
Logo, as nossas perceções são causadas pelos objetos do mundo exterior.
Há as teorias T, U e V para explicar X.
As teorias T, U e V não conseguem explicar de forma concludente X.
Mas, ao defender que P, a teoria T explica melhor os factos do que as teorias U e V.
Logo, P.
Mas porquê tanta coisa com os argumentos?
Porque à falta de laboratórios e oficinas...
de varinhas mágicas e oráculos,
pouco mais resta aos filósofos do que...
argumentar cuidadosamente.
Full transcript