Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Annelida - Polychaeta, Oligochaeta e Hirudinea

Aula de Zoologia de Invertebrados II do Curso de Ciências Biológicas do UNI-BH, 2011-2
by

Raoni Rodrigues

on 4 October 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Annelida - Polychaeta, Oligochaeta e Hirudinea

(cc) photo by medhead on Flickr Annelida Polychaeta Oligochaeta Hirudinea 12000 espécies 8000 espécies 35oo espécies 500 espécies Praticamente todos marinhos
< 1 mm a 3m Alguns grupos com tagmose Cabeça 1. Antenas
2. Palpos
3. Cirros tentaculares – sensorial
4. Palpos tentaculares – alimentar Mecano, quimio e proprioceptores –
numerosas células sensoriais, mas
aparentemente sem distinção Cirros pigidiais Animais cavadores, nadadores e rastejadores estruturas sensoriais complexidade Sistema digestivo como no anelídeo generalizado – variação na forma da faringe (língua, bulbo muscular – ou não) e na presença de mandíbulas e outros tipos de dentes www.youtube.com/watch?v=LdHzRNdz2HU • Comedores de depósitos – cavadores ou sedentários 􀃆 faringe bulbosa
• Carnívoros, herbívoros e detritívoros – móveis 􀃆 faringe eversível e dentes (até venesosos!)
• Suspensívoros – tubícolas sésseis 􀃆 apêndices ciliados Respiração pela parede do corpo ou por brânquias Circulação generalizado + parapodial e/ou branquial

Excreção também como no generalizado • Grande capacidade de regeneração: corpo inteiro a partir de um único segmento (!!!)
• Reprodução assexuada: clonal, brotamento, fissão ou fragmentação Gonocóricos
Final do desenvolvimento das gônadas no celoma
Liberação pelo rim ou ruptura da parede Átoco Epítoco Enxameamento www.youtube.com/watch?v=JvL_GPKW3sU&NR=1 Algumas espécies encubam os ovos, ou os liberam diretamente no oceano Formação de larva trocófora típica Animais muito abundantes: 13.000 indivíduos/m2 de 37 spp!
40 a 80% da infauna de grandes profundidades! } Clitellata • Espécies hermafroditas – presença de clitelo (sinapomorfia)
• Sem parapódios, apêndices cefálicos ou pigidiais
• Desenvolvimento direto Espécies marinhas e dulcícolas diminutas, minhocas com até 3m
Bastante semelhante ao anelídeo generalizado: poucas cerdas retráteis, prostômio e pigídeo pequenos e sem apêndices Parede do corpo com fina cutícula e celomóporo – umidade e proteção Rastejamento e esqueleto hidrostático www.youtube.com/watch?v=dHkDdLQ32ys Presença de axônios gigantes – mecanismo de fuga – ativação na cérebro Poucos órgãos sensoriais – apenas ocelos ou células fotorreceptoras e tubérculos (quimiorreceptores) Detritívoros Faringe eversível 1. Respiração (eliminação de CO2)?
2. Liberação de excesso de cálcio? • Sistema hemal como descrito – adição de capilares tegumentares e corações (vasos circum-entericos expandidos)
• Respiração cutânea (alguns poucos com brânquias)
• Excreção por rins metanéfricos – variação: rins ramificados (enteronefrídios) e que se abrem para o tubo digestivo, para reduzir perda d’água
• Encistamento e diapausa – condições ambientais desfavoráveis Número segmentos constante (33)
disfarçado por invaginações da epiderme Ausência de indivíduos minúsculos – de 1 a 30 cm – hematófagos (3/4) ou carnívoros • Cromatóforos para mudança de coloração
• Ocelos e papilas sensoriais – discos tegumentares segmentares – detectam presas e
hospedeiros 􀃆 secreções e temperatura Tecido conjuntivo fibroso Sem:
- sistema respiratório (cutênea)
- circulatório (celoma modificado)
Sistema excretor: metanefrídeos • Faringe bombeia o sangue, digerido com ajuda de bactérias (não há produção de enzimas!!)
• Hirudina – Anticoagulante
• Estômago ramificado por cecos digestivos
• Intestino idem – cecos laterais
• Digestão lenta – superior a 200 dias: peso até 10x maior!!! • Sem reprodução assexuada ou regeneração
• Hermafroditas protândricas – machos maturam primeiro sem fecundação cruzada
• Desenvolvimento direto – protolarva dentro do casulo
Full transcript