Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A história da computação (Resumo)

No description
by

Daniel Cortez

on 22 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A história da computação (Resumo)

A história da computação (Resumo)
Computadores de 1ª Geração
A era da computação moderna começou com uma corrida de desenvolvimento antes e durante a Segunda Guerra Mundial, com circuitos eletrônicos, relés, capacitores e válvulas substituindo seus equivalentes mecânicos e o cálculo digital substituindo o cálculo analógico. Os computadores construídos nesta época foram chamados de computadores de primeira geração. Estes computadores eram normalmente construídos manualmente usando circuitos contendo relés e válvulas, e frequentemente utilizavam cartões perfurados para a entrada e como memória de armazenamento.
Abaco 2400 a.C.
A primeira ferramenta conhecida para a computação foi o ábaco, cuja invenção é atribuída a habitantes da Mesopotâmia, em torno de 2400 a.C. O uso original era desenhar linhas na areia com rochas. Versões mais modernas do ábaco ainda são usadas como instrumento de cálculo.
Pascalina Blaise Pascal
(1623 - 1662)
A primeira calculadora capaz de realizar as operações básicas de soma e subtração foi inventada em 1642 pelo filósofo, físico e matemático francês Blaise Pascal (1623 - 1662) quando tinha 18 anos e trabalhava com o seu pai em um escritório de coleta de impostos na cidade de Rouen.
VOCÊ SABIA?
A primeira máquina de verdade foi construída por Wilhelm Schickard (1592-1635), sendo capaz de somar, subtrair, multiplicar e dividir. Essa máquina foi perdida durante a Guerra dos Trinta Anos, sendo que recentemente foi encontrada alguma documentação sobre ela. Durante muitos anos nada se soube sobre essa máquina, por isso, atribuía-se a Blaise Pascal (1623-1662) a construção da primeira máquina calculadora, que fazia apenas somas e subtrações.
Calculador Analítico totalmente mecânico
Foi com
Charles Babbage (1792-1871)
que o computador moderno começou a ganhar forma, através de seu trabalho no engenho analítico. O equipamento, apesar de nunca ter sido construído com sucesso, possuía todas as funcionalidades do computador moderno. Foi descrito originalmente em 1837, mais de um século antes que qualquer equipamento do gênero tivesse sido construído com sucesso.
O grande diferencial do sistema de Babbage era o fato que seu dispositivo foi projetado para ser programável, item imprescindível para qualquer computador moderno.
Sua parte principal seria um conjunto de rodas dentadas, o moinho, formando uma máquina de somar com precisão de cinquenta dígitos. As instruções seriam lidas de cartões perfurados. Os cartões seriam lidos em um dispositivo de entrada e armazenados, para futuras referências, em um banco de mil registradores. Cada um dos registradores seria capaz de armazenar um número de cinquenta dígitos, que poderiam ser colocados lá por meio de cartões a partir do resultado de um dos cálculos do moinho.
Konrad Zuse (1910-1995)
O primeiro computador eletromecânico, o Z-1 foi construído por
Konrad Zuse (1910-1995)
. Em 1936, esse engenheiro alemão construiu, a partir de relés que executavam os cálculos e dados lidos em fitas perfuradas.
Zuse tentou vende-lo ao governo alemão para uso militar, mas foi subestimado pelos nazistas, que não se interessaram pela máquina.
Surgimento dos computadores Elétricos
Surgimento dos
Relés
– O relé é um interruptor acionado eletricamente. A movimentação física deste “interruptor” ocorre quando a corrente elétrica percorre as espiras da bobina do relé, criando assim um campo magnético que por sua vez atrai a alavanca responsável pela mudança do estado dos contatos. No caso do relé eletromecânico, a comutação é realizada alimentando-se a bobina do mesmo. Quando uma corrente originada no primeiro circuito passa pela bobina, um campo eletromagnético é gerado, acionando o relé e possibilitando o funcionamento do segundo circuito.
Válvulas Termiônicas
No final, do século XIX surgiram as primeiras válvulas que foram usadas para criar os primeiros computadores eletrônicos na década de 40. As válvulas tem seu funcionamento baseado no fluxo de elétrons no vácuo gerando o efeito termiônico que é o seu principio de funcionamento, porém sua semelhança com uma lâmpada elétrica não é só física, o superaquecimento também faz parte de suas características
Colossus
Em 1943, um projeto britânico, sob a liderança do matemático
Alan Turing
, colocou em operação uma série de máquinas mais ambiciosas, o COLOSSUS, pois ao invés de relés eletromecânicos, cada nova máquina usava 2.000 válvulas eletrônicas (por coincidência, mais ou menos o mesmo número de válvulas que Zuse propusera para a nova máquina que não lhe permitiram desenvolver.).
O Colossus trabalhava com símbolos perfurados numa argola de fita de papel, que era inserida na máquina de leitura fotoelétrica, comparando a mensagem cifrada com os códigos conhecidos até encontrar uma coincidência. Ele processava 25.000 caracteres por segundo.
Já em 1946, surgiu o
ENIAC - Eletronic Numerical Interpreter and Calculator
, ou seja, "Computador e Integrador Numérico Eletrônico", projetado para fins militares, pelo Departamento de Material de Guerra do Exército dos EUA, na Universidade de Pensilvânia. Era o primeiro computador digital eletrônico de grande escala e foi projetado por John W. Mauchly e J. Presper Eckert
ENIAC
Você sabia?
Eckert era um gênio em engenharia, quando tinha apenas oito anos construiu um rádio a cristal e colocou-o num lápis
Características ENIAC
•Totalmente eletrônico
•17.468 válvulas
•500.000 conexões de solda
•30 toneladas de peso
•180 m² de área construída
•5,5 m de altura
•25 m de comprimento
•Duas vezes maior que MARK I
•Realizava uma soma em 0,0002 s
•Realizava uma multiplicação em 0,005 s com números de 10 dígitos.
Só que o ENIAC tinha um grande problema: por causa do número tão grande de válvulas, operando à taxa de 100.000 pulsos por segundo, havia 1,7 bilhão de chances a cada segundo de que uma válvula falhasse, além da grande tendência de superaquecer-se. Pois as válvulas liberavam tanto calor, que mesmo com os ventiladores a temperatura ambiente subia, às vezes, até 67°C. Então Eckert, aproveitou a idéia utilizada em órgãos eletrônicos, fazendo com que as válvulas funcionassem sob uma tensão menor que a necessária, reduzindo assim as falhas a uma ou duas por semana
Transistores
No fim dos anos 50, surgiram os transístores que foram os principais responsáveis pela evolução da eletrônica na década de 60. São utilizados como amplificadores e interruptores de sinais elétricos. O termo vem de transfer resistor, como era conhecido pelos seus inventores. E sua miniaturização é a principal responsável pela tecnologia que conhecemos hoje.
Tabela comparativa
Intel 8008 (1972) - 3.500 Transitores

Intel Core 2Duo (2008) - 291.000.000 Transistores
Full transcript