Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Análise de modelos e práticas de planejamento econtrole da produção na indústria farmacêutica

No description
by

Marise Gonçalves

on 4 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Análise de modelos e práticas de planejamento econtrole da produção na indústria farmacêutica

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ GESTÃO DA PRODUÇÃO NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA Indústrias farmacêuticas não utilizam modelos analíticos;
Modelo MRP; Análise de Modelos e Práticas de Planejamento e Controle da Produção na Indústria Farmacêutica CONCLUSÃO INTRODUÇÃO Lays Pelói Bernabé
Marise de Cássia Pires Gonçalves
Renata Sano Lini PROBLEMA CENTRAL:
Por quê as empresas não utilizam métodos estatísticos e modelos de otimização nos processos de planejamento, programação e controle da produção e estoque??? Subproblemas:
Levantar as práticas de previsão de demanda, controle de estoque, planejamento e programação da produção;
Identificar as expectativas das empresas frente aos modelos analíticos de apoio à decisão no planejamento da produção e estoque;
Apresentar sugestões que contribuam para a implantação dos modelos analíticos nas empresas. Para tentar responder a questão central foram formuladas 3 hipóteses: RELEVÂNCIA ADEQUAÇÃO CAPACITAÇÃO MÉTODO DA PESQUISA Coleta de dados – questionário contendo questões que tinham como objetivo:
Caracterizar a empresa;

Conhecer os processos de previsão e demanda, de programação da produção e controle de estoque;

Formação profissional e experiência com os modelos estatísticos. Cinco empresas multinacionais foram entrevistadas e observou-se que:

Predomínio do modelo MRP (Material Requirement Planing) na programação da produção;
Todas as empresas dispõem de uma versão de ERP ( Enterprise Resource Planning) implantada e têm interesse em implatar alguma ferramenta matemática;
Somente um dos entrevistados acha importante a capacitação de pessoal envolvido nas áreas de planejamento de produção e logística;
Confirmação do distanciamento entre prática (empresas) e teoria (cursos de graduação). São sistemas de informação que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema.
A integração -> sob a perspectiva funcional (sistemas de: finanças, contabilidade, recursos humanos, fabricação,marketing, vendas, compras, etc)
-> sob a perspectiva sistêmica (sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais, sistemas de apoio a decisão, etc)
Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios. ERP - Enterprise Resource Planning São softwares que foram especificamente desenvolvidos para a indústria, que visavam manter os estoques adequados e as linhas de produção em grande atividade.
Utilizam-se de técnicas matemáticas ligadas ao conhecimento da engenharia de processo industrial para, através de uma demanda pré-determinada, fazer o planejamento futuro das matérias-primas e das etapas produtivas.
Quando e quanto COMPRAR de cada produto?
Quando e quanto PRODUZIR de cada produto ? MRP – Material Requirement Planing Investimentos em tecnologia da informação Investimentos no desenvolvimento de modelos de apoio à decisão ALTERNATIVAS PARA A INTRODUÇÃO DE MODELOS ANALÍTICOS DE APOIO À DECISÃO NAS EMPRESAS: Iniciativa interna;

Aquisição de software de mercado;

Consultoria externa. O 1º contato deve ocorrer ainda na graduação; Ênfase na modelagem de problemas. Competência para formular o problema; MEIO ACADÊMICO EMPRESAS Enriquecer os produtos oferecidos no mercado;
Pesquisa e produção de novos conhecimentos;
Nova perspectiva profissional. FARMACÊUTICO??? REFERÊNCIAS

MESQUITA, M. A.; SANTORO, M. C. Análise de modelos e práticas de planejamento e controle da produção na indústria farmacêutica. Revista Produção v. 14 n. 1 2004, p 65-77. O trabalho se refere a um estudo de caso realizado em empresas multinacionais da Indústria Farmacêutica localizadas na região metropolitana de São Paulo, abordando a questão da baixa utilização de modelos analíticos nos processos de decisão em planejamento da produção e estoques nas empresas. Foram analisadas as práticas de planejamento da produção e estoques em um dado conjunto de empresas, focalizando, em especial, a utilização de modelos analíticos de apoio à decisão. Representam um setor industrial importante;
Constituem-se, em sua maioria, de sistema de produção intermitente para estoque com uma complexa rede de distribuição;
Em geral, são empresas de grande porte, com capacidade de investimentos em sistemas mais sofisticados de planejamento da produção e estoques. A escolha da Indústria Farmacêutica A indústria farmacêutica representa um setor industrial importante mundialmente, tanto do ponto de vista econômico, quanto social, em virtude da característica dos produtos que disponibiliza para a sociedade. A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA NO BRASIL A partir da década de 90, em função do aumento dos custos de desenvolvimento de novos medicamentos, observou-se na indústria farmacêutica mundial um movimento de fusão de grandes empresas.




Estas fusões permitem, além do aumento da capacidade de investimento em pesquisa e desenvolvimento de produtos, ganhos de escala na produção e distribuição de medicamentos Principais empresas que atuam no Brasil Embora estejam instalados no Brasil, observa-se, de forma geral, que os laboratórios multinacionais adquirem os fármacos necessários à fabricação dos medicamentos de suas matrizes ou outras fábricas do grupo no exterior.

Além da importação dos fármacos, verifica-se também um aumento da importação de medicamentos prontos e embalados.
Full transcript