Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CIVIS DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Concurso do Detran Rio
by

Alexander Miguel

on 8 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CIVIS DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

DECRETO-LEI N° 220, DE 18 DE JULHO DE 1975 ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS CIVIS DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Prof. Alexander Miguel
alexandermiguel@bol.com.br DO PROVIMENTO, DO EXERCÍCIO E DA VACÂNCIA (Art. 2º a 17) DO PROVIMENTO Dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro. SUMÁRIO NOMEAÇÃO para cargo de provimento efetivo CONCURSO
PÚBLICO CONCURSO
PÚBLICO Art. 2º, § 1º: § 1º - O concurso objetivará avaliar: 1) conhecimento e qualificação profissionais, mediante provas ou provas e títulos; 2) condições de sanidade físico-mental; e

3) desempenho das atividades do cargo, inclusive condições psicológicas, mediante ESTÁGIO EXPERIMENTAL ressalvado o disposto no § 11 deste artigo. § 2º - Revogado pela Lei Complementar nº 140/2011. Lei Complementar nº 140/2011. EXTINGUE O ESTÁGIO EXPERIMENTAL NO ÂMBITO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. O Governador do Estado do Rio de Janeiro
Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Fica extinto o estágio experimental previsto no Art. 2º, § 2º, do Decreto-lei nº 220, de 18 de julho de 1975, revogando-se este e todos os demais dispositivos legais e regulamentares que dispõem sobre o referido estágio.
[...] REQUISITOS CONCURSO
PÚBLICO nacionalidade brasileira;

pleno gozo dos direitos políticos;

quitação das obrigações militares ESTABILIDADE Após 2 (dois) anos de efetivo exercício. O funcionário que se desvincular de um cargo público do Estado do Rio de Janeiro ou de suas autarquias para investir-se em outro conservará a estabilidade já adquirida. OBSERVAÇÃO [Parágrafo único, do Art. 3, do Dec-Lei nº 220] TRANSFERÊNCIA E
REMOÇÃO O funcionário estável poderá ser transferido da administração direta para a autárquica e reciprocamente, ou de um para outro Quadro de mesma entidade, desde que para cargo de retribuição equivalente, atendida a habilitação profissional; ou removido de uma Unidade Administrativa para outra do mesmo órgão ou entidade, desde que haja claro na lotação. REINTEGRAÇÃO Invalidada a demissão do funcionário, será ele REINTEGRADO e ressarcido. [Art. 5º] REINTEGRAÇÃO no cargo anteriormente ocupado: 1. Se alterado, no resultante da alteração;

2. Se extinto, noutro de vencimento equivalente, atendida a habilitação profissional Não ocorrendo qualquer das hipóteses previstas anterioriormente, restabelecer-se-á o cargo anteriormente exercido, que ficará como excedente, e nele se fará a reintegração. Reintegrado o funcionário, aquele que não ocuparia cargo de igual classe se não tivesse ocorrido o ato de demissão objeto da medida será exonerado ou reconduzido ao cargo anterior, sem direito a qualquer ressarcimento, se não estável; caso contrário, será ele provido em vaga existente ou permanecerá como excedente até a ocorrência da vaga. DISPONIBILIDADE O funcionário em DISPONIBILIDADE poderá ser aproveitado em cargo de natureza e vencimento compatíveis com os do anteriormente ocupado. READAPTAÇÃO O funcionário estável fisicamente incapacitado para o pleno exercício do cargo poderá ser ajustado em outro de vencimento equivalente e compatível com suas aptidões e qualificações profissionais. INVESTIDURA INVESTIDURA
[cargo de provimento efetivo] EXERCÍCIO [30 (trinta) dias, contado da publicação do ato de PROVIMENTO] Nomeação
Reintegração
Transferência e
Aproveitamento INVESTIDURA
[cargo de provimento efetivo] REQUISITOS nacionalidade brasileira;
pleno gozo dos direitos políticos;
quitação das obrigações militares. § 10 do art. 2º habilitação em exame de sanidade e capacidade física realizada exclusivamente por órgão oficial do Estado;declaração de bens;

habilitação em concurso público;

bons antecedentes; prestação de fiança, quando a natureza da função o exigir;

declaração sobre se detém outro cargo, função ou emprego, ou se percebe proventos de inatividade; e

inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF). § 1º, art. 8º Dec-Lei nº 220/75 ESTABILIDADE Art. 41, CF/88 - São estáveis após TRÊS ANOS de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso público. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998) [vide art. 21, Lei 8112/90] Art. 8º - A INVESTIDURA em cargo de provimento efetivo ocorrerá com o EXERCÍCIO, que, nos casos de nomeação, reintegração, transferência e aproveitamento, se iniciará no prazo de trinta dias, contado da publicação do ato de provimento. Art. 7o, Lei 8.112/90

"A investidura em cargo público ocorrerá com a posse." EXERCÍCIO Pode ser prorrogado Ocorrendo motivo relevante EXERCÍCIO Não ocorrendo NOMEAÇÃO tomada sem efeito FALTAS AO SERVIÇO
E
AFASTAMENTOS EXERCÍCIO Considera-se em efetivo exercício o servidor afastado por motivo de: EXERCÍCIO V - licença -prêmio, licença à gestante, acidente em serviço ou doença profissional;

VI - licença para tratamento de saúde;

VII - doença de notificação compulsória;

VIII - missão oficial; EXERCÍCIO IX - estudo no exterior ou em qualquer parte do território nacional desde que de interesse para a Administração e não ultrapasse o prazo de 12 (doze) meses;

X - prestação de prova ou de exame em concurso público; Redação dada pela LC 110/05

XI - recolhimento à prisão, se absolvido afinal; EXERCÍCIO XII - suspensão preventiva, se inocentado afinal;

XIII - convocação para serviço militar, júri e outros serviços obrigatórios por lei; e

XIV - trânsito para ter exercício em nova sede. Faltas por motivo de doença: Própria ou de pessoa da família 3 dias/mês Apresentação de atestado ou laudo por médico oficial do Estado Art 11, § 2º - Admitir-se-á, na hipótese de inexistência de órgão médico oficial do Estado na localidade, atestado expedido por órgão médico de outra entidade pública, dentre estes os Hospitais do IASERJ, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.Redação dada pela LC 110/05 Art. 12 - O afastamento para o exterior, exceto em gozo de férias ou licença, dependerá, salvo delegação de competência, de prévia autorização do Governador do Estado.

Art. 13 - O afastamento do funcionário de sua unidade administrativa dar -se -á somente para desempenho de cargo ou função de confiança e com ônus para a unidade requisitante. AFASTAMENTOS O cargo ou função de confiança poderá ser exercido, eventualmente, em substituição, hipótese em que a investidura independerá de posse. Ressalvada a hipótese prevista em regulamento, a substituição será gratuita, salvo quando o afastamento exceder a trinta dias, e não poderá recair em pessoa estranha ao serviço público. AFASTAMENTOS DA SUBSTITUIÇÃO 1 - A pedido

2 - ex-officio DA EXONERAÇÃO Aplicação DA EXONERAÇÃO 1) no caso de exercício de cargo ou função de confiança;

2) no caso de abandono de cargo, quando extinta a punibilidade por prescrição e o funcionário não houver requerido a exoneração REINTEGRAÇÃO no cargo anteriormente ocupado: CONCLUSÃO Prof. Alexander Miguel
alexandermiguel@bol.com.br
(21) 7477-3987 I. INTRODUÇÃO
II. DESENVOLVIMENTO
a. Do Provimento;
b. Nomeação;
c. Estabilidade;
d. Transferência;
e. Remoção;
f. reintegração;
g. Disponibilidade;
h. Readaptação;
i. Investidura;
j. Exercício;
k. Faltas ao serviço;
l. Da substituição;
m. Da exoneração
III. CONCLUSÃO

Full transcript