Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Eficacia e Falácias da Comunicação

No description
by

Gustavo Palmeira

on 4 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Eficacia e Falácias da Comunicação

Eficácias e Falacias
da Comunicação

FACHA - Faculdades Integradas Hélio Alonso
Professor: Paulo Sergio
Um estudo feito pelos alunos:

Gustavo Palmeira
Ian Martins
Júlia Lins
Marcella Marins
Eficácias!
O que seria eficácia?
Eficácia significa alcançar os resultados pretendidos, realizar uma tarefa da melhor forma possível.
O discurso eficaz é o discurso que produz o efeito desejado.
Validade das declarações
Declarações, julgamentos, pronunciamentos, tudo que expresse sua opinião e afirmem alguma coisa precisam ser provados e validados. Só fatos podem fazer com que uma declaração seja provada e validada.
Exemplo
Fulano é ladrão. (Sem comprovações não é uma sentença válida)


Fulano é ladrão porque foi visto roubando. (Fatos que comprovam a sentença a tornam aceitável e válida)
Há algumas exceções!
Quando é
uma verdade
universalmente aceita
Exemplo:
O dia tem 24 horas
Quando é um axioma
Exemplo:
A parte é menor que o todo
O que é um Axioma?
Axioma é uma sentença ou proposição que não é provada ou demonstrada e é considerada como óbvia ou como um consenso inicial necessário para a construção ou aceitação de uma teoria. Por essa razão, é aceito como verdade e serve como ponto inicial para dedução e inferências de outras verdades.
É de natureza
sentimental
Exemplo:
O amor desconhece outras razões
que não as do próprio coração
Implica apreciação
estética
Exemplo:
Gosto não se discute
Fé religiosa (A fé não se prova,
simplesmente se acredita)
Exemplo:
Creio ainda que seja absurdo
Quando é um testemunho
autorizado, tem o apoio de autoridades.
Fatos e indícios
Fato é a coisa feita, verificada e observada.
Fatos não se discutem; opiniões sim.
Mas não podemos confundir fato com indício.
Não podemos falar que alguém é ladrão só
porque começou a ostentar um padrão de
vida que seu salário jamais sustentaria.
Validade dos Fatos
A leitura não pode ser generalizada;
não se pode tirar conclusões
baseadas em informações não suficientes.
A informação precisa ser lapidada.
Um estrangeiro que passa uma semana
no Rio não pode destingir que na cidade
as pessoas só andam de maiô e short,
pois não está em condições de afirmar,
somente generalizar.
Exemplo
Exemplo
Agora vamos falar de métodos!
Falácias!
Atualmente, falácia é entendida como qualquer erro de raciocínio, seguido de uma argumentação inconsistente. Considerando que um raciocínio pode falhar de inúmeras maneiras, as falácias foram classificadas em formais (tentativa de um raciocínio dedutivo válido, sem o ser) e informais (outro erro qualquer).
O que é Falácia?
Sofismas
É uma mentira, propositalmente maquiada por
argumentos verdadeiros,
para que possa parecer real.
Exemplo
Falsos Axiomas
É quando atribuimos valor de axiomas à verdades relativas
Exemplo
Quem não cola não sai
da escola
É uma das principais falácias e
muito polêmica,
pois se trata do lado emocional.
Quando ignoramos os fatos, e o
raciocínio frio e apelamos para o
lado sentimental.
Exemplo
Petição de Príncipio
É a falta de argumentos em uma
argumentação; Onde faltam princípios,
fora da lógica.
Exemplo
O fumo faz mal a saúde porque
prejudica o organismo.
O erro de julgamento resulta em observação inexata,
falsas declarações chegando incompletas
porque não observou os fatos ou
dados completos.
Ignorância da causa ou Falsa causa
É quando raciocinamos por indução. Uma maneira simples de explicar os eventos,mas nem sempre o que vem antes é a causa do que vem depois..
Se, á noite, eu cruzo com um gato preto
na rua e logo em seguida tropeço e
caio admito que a causa da minha queda foi
o encontro com o gato
Exemplo
Erro de acidente
É aquela falácia que entende o acidental
como se fosse um atributo essencial,
gerando uma generalização falsa
Exemplo
Certo político revelou-se desonesto,
logo concluímos que todos
os políticos são desonestos
Fala analogia e probabilidade
Tira semelhanças e hipóteses para
uma conclusão; da semelhança
induz por analogia e raciocínio.
Exemplo
Eu tive os sintomas X e Y e tomei o
remédio Z; um amigo meu teve os sintomas
X e Y; conclui-se então que ele tinha que
tomar o remédio Z.
Aprender a escrever é aprender a pensar
Quando um professor nos dá uma redação sem um roteiro ou um rumo para achar as ideias, ficamos perdidos e o resultado e ruim. Acaba saindo um monte de frases mal estruturadas e ideias mal pensadas.
gramatica. Um aluno que não sabe se expressar porque não consegue organizar o que pensa, acaba escrevendo mal.
REDAÇÃO!
Ignorância da questão
O advogado utiliza este recurso para tentar sensibilizar os jurados e o juiz.
Observação inexata
FIM?
Full transcript