Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mobiliário da Idade Média

No description
by

Bruna Oss

on 4 September 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mobiliário da Idade Média

Séc. X
Séc. XIII
Séc. XV
Séc. V
Mobiliário da Idade Média Européia
Referências:
historymedren.about.com/od/gettingstarted/a/definingb.htm
en.wikipedia.org/wiki/Middle_Ages#Early_Middle_Ages
www.youtube.com/watch?v=-wjrm6lkLI0
OATES, Phillis Bennet. História do Mobiliário Ocidental (1991)
video.about.com/historymedren/Overview-of-The-Middle-Ages.htm
http://www.gutenberg.org/files/12254/12254-h/12254-h.htm
http://jeanmarcfray.com/french_styles
http://www.britainexplorer.com/tewkesbury-medieval-festival.html
A era conhecida como Idade Média foi o período entre o século V e o século XV ocorrido na Europa.
A idade média pode ser dividida de duas formas: dois períodos conhecidos como alta e baixa idade média ou em três períods, conhecidos como Idade Média Arcáica, Alta Idade Média e Idade Média Tardia. Para essa apresentação, usarei a seunda forma de divisão, mais comum entre os historiadores europeus.
Segundo historiadores, a idade média tem início com a queda de Roma e então o primeiro período da Idade média (também conhecido como Idade Média Arcáica ou Idade das Trévas) se iniciou.
Alguns histoiadores divergem quanto ao início do segundo período da Idade Média (ou a Alta Idade Média), mas em geral, concordam que o periodo de início teria sido próximo ao início do século X. Esse período também é o que costuma simbolizar melhor a Idade Média, mesmo sendo um período muito mais curto que o anterior.
Já o terceiro período da idade média, ou Idade Média Tardia, costuma ter seu início considerado no século XIII e o fim debatido entre o início do século XV ou a metade do século XVI, terminando com o início da Renascença.

Idade das Trevas (século V ao século X)
Aluna: Bruna Balsemão Oss
Curso: Design de Interiores
Disciplina: História do Mobiliário
Professor: Douglas Onzi Pastori
A Idade Média Arcáica, também chamada de Idade das Trevas é assim considerada por historiadores que consideram o Renascimento como um momento de "iluminação" da população, especialmente quando tratamos das artes em geral, que pouco evoluiram durante os 10 séculos da Idade Média. Mesmo não sendo aceita essa razão para o nome "Idade das Trevas", alguns historiadores também aceitam esse nome por se saber tão pouco sobre uma época em que já se possuiam tantos meios de armazenagem de informações.
O início dessa era normalmente considera o evento da queda de Roma. Esse momento histórico é muito marcado pelo modelo de governo feudalista, que se trata de uma organização onde o senhor feudal possui terras onde camponeses eram autorizados a trabalhar e viver. O feudo se tratava de um castelo, uma porção de terras fora do castelo onde viviam e trabalhavam os camponeses que davam parte de suas produções para os habitantes do castelo em troca do direito de uso das terras e proteção contra ataques. Os senhores feudais por sua vez respondiam ao rei que oferecia ajuda militar no caso de ataques. Todos eles, no entanto, deviam obediência e servidão à igreja, pois nesse período, após a invasão de Roma, o cristianismo se tornou a religião predominante e obrigatória em grande parte da Europa.
Idade das Trevas (séc. V ao séc. X)
Idade das Trevas (século V ao século X)
Mobiliário da Realeza

O mobiliário da realeza servía, de forma geral para demonstrar o quão poderosos e melhores eram essas pessoas em comparação aos demais. Por essa razão, o mobiliário das realezas durante esse período servia para demonstrar riqueza e opulência, tentando diminuir todas as classes sociais que não faziam parte dessa realeza, já mostrando a eles que eles jamais alcançariam o mesmo patamar, pois naquele momemento histórico não existia mobilidade de classes, pois se Deus decidisse que você deveria ser camponês, você não tinha o direito de discutir com Deus, Você simplismente acatava Sua decisão.
Mobiliário da Realeza

Acompanhando a mesma tendência do início da era Medieval, continuava servindo para demonstrar opulência e poder. Acompanhou durante grande parde dessa era os movimentos arquitetônicos. Por essa razão costumamos ver tronos pontudos e altos, assim como as contruções góticas, além de imagens religiosas encravadas nos mobiliários e nas entradas dos castelos.
Mobiliário de Batalha

O mobiliário na era Medievel devia ser prático acima de qualquer coisa. Grandes baús de construção simples eram feitos de madeiras pesadas para evitar furtos. Os baús eram peças de vasta importância, pois além de serem usados para a armazenagem, eram também usados para transporte, com um couchão rudimentar sobre o baú, as vezes era usado como cama a noite e como cadeira ou mesa durante o dia.
Mobiliário da Realeza

Com a decadência da Era medieval, pouco se vê alterações no mobiliário nesse momento, apesar de os reis tentarem continuar mantendo seurituais e suas demonstrações de superioridade perante seus suditos desagradados.
Mobiliário do Clero e Mobiliário Religioso

Com a decadência da Era medieval, o mobiliário das igrejas também pouco se altera, apesar de as alterações continuarem ocorrendo no âmbito das artes, especialmente quando os movimentos Renassentistas se iniciam.
Mobiliário de Batalha

Com cada vez mais guerras e doenças assolando a população, pouco se tinha tempo para tratar bem a realeza, renegando ainda mais os guerreiros, que já não tinham tamanha importância quando se tratava de mobiliário.
Mobiliário da Plebe

Com os camponeses começando a notar os problemas da sua sociedade, a plebe começa a se preocupar mais com seus próprios mobiliários do que com os da Igreja e os mobiliários dos nobres, iniciando também um momento que se estendeu pelo Renascimento onde as pessoas comuns viam a possibilidade de melhorar de vida através de seus ofícios, criando uma classe burguesa de trabalhadores e mobiliários que mostrava mais poder da parte dessas pessoas que eram apenas artesãos e trabalhadores até poucos séculos atrás, mas que agora também tinham algumas posses e mais poder econômico.
A Alta Idade Média foi um período bem mais curto do que o periodo da dita Idade das Trevas, porém é o periodo que a grande maioria de nós nos referimos hoje em dia quando pensamos na Idade Média em geral. Historiadores divergem quanto ao seu início (século X ou século XI) e também divergem quanto ao seu fim (século XIII ou século XIV), porém, independente dessas divergencias, não existe debate quando se tratam dos acontecimentos que se deram durante esse período.
Foi durante esse momento histórico que a Europa viu o início das Cruzadas e a Carta Magna ser assinada. Foi também nessa época que grande parte do continente Europeu se tornou Católico e que o Papado, uma força política já a muito estabelecida, continuou lutando com alianças formadas no passado com governos Europeus.
Foi também nessa época que floresceu o "Pensamento Medieval", com filósofos como Pierre Abelard e Thomas Aquinas, assim como o surgimento de universidades em Paris, Oxford e Bologna. Como se já não fosse o suficiente para solidificar a cultura medieval, foi nessa época que ocorreu um "Bum" na construção de grandes castelos e catedrais de pedra que até hoje podemos ver espalhados por grande parte da Europa. Foi o auge da cultura Medieval.
Se a Alta Idade Média foi o auge da Era Medieval, a Idade Média Tardia foi a sua queda. Durante a Alta Idade Média a plebe não discutia e não se questionava, simplismente trabalhava e pagava seus impostos e dizimos, gerando assim receita para a manutenção do poder do rei e da igreja. Porém, com a chegada da Idade Média Tardia, veio também a Guerra dos 100 Anos, a Peste Negra e a Revolta dos Camponeses. Seguidos por esses acontecimentos, também tivemos a queima de Joana D'Arc e a queda de Constantinopla no século XV.
A Peste Negra e o crescente de guerras dizimando a população em geral abriu os olhos da classe trabalhadora. Apesar de doenças e guerras serem algo recorrente durante toda a Idade Média, na Idade Média Tardia, elas atingiram números nunca antes vistos, revoltando a população contra seus administradores: A Nobreza e o Clero.
Com tanta destruição e desgraça, os cidadãos comuns se unem e a sociedade muda de forma irreversível. Estava assim se iniciando o Renascimento.
Alta Idade Média (séc. X ao séc. XIII)
Idade Média Tardia (séc. XIII ao séc. XV)
Cadeira "Dagobert" - Séc. VII
Alta Idade Média (séc. X ao séc. XIII)
Alta Idade Média (séc. X ao séc. XIII)
Quarto "Falso" (acima) e Cozinha (abaixo) no museu "Shakespeare's Birthplace", em Stratford Apon-Avon
Cadeira em X de Ferro damasquiado a ouro
Mobiliário do Clero e Mobiliário Religioso

Se o mobiliário da realeza servia para demonstrar o quanto a realeza era poderosa, as igrejas serviam para demonstrar o quanto até mesmo os membros da corte eram insignificantes perante Deus, e o mobiliário acompanhava essa tendência.
Das igrejas até as roupas dos Clérigos, tudo era desenhado para mostrar a grandeza de Deus perto da insignificância do ser humano em comparação, independente da classe social.
Mobiliário da Plebe

Feito apenas para servir aos seus propósitos mínimos nescessários, o mobiliário da plebe não tinha nenhuma forma de ostentação.
O mobiliário da plebe era apenas para ser usado diariamente pelos trabalhadores, sem razão nenhuma outra que seus usos mais básicos (um espaço onde um artesão guardaria suas ferramentas, um banco para sentar-se para trabalhar ou comer, um baú onde as roupas eram armazenadas,...).
"Tavern Scene"
por David Taniers
Pintura de cozinheiros medievais
Escritório (Acima) e Quarto das Damas (Abaixo)
Warwick Castle (1068) - Inglaterra
Mobiliário do Clero e Mobiliário Religioso

Com a intenção de sempre ser maior e melhor do que o mobiliário real, já muito grandioso, usava muito ouro e metais preciosos para diminuir mesmo os mais poderosos, já que Deus sempre devia ser maior.
Exterior (Acima) e Interior (Abaixo) da Catedral de Notre Dame, Paris
Mobiliário da Plebe

Como se tratava de um mobiliário que apenas servia ao seu propósito, praticamente permaneceu imutável durante os anos da idade média, apenas se tornando levemente mais confortável ou utilitário conforme as necessidades dos seus usuários, que também fabricavam as peças.
Reprodução interior de cabana em campo de batalha
Réplica de baú usado por guerreiros
Mulheres tecendo
Trabalhadores rurais sendo observados pelo Rei
"Coronation Chair" - Abadia de Westminster
Mobiliário de Batalha

O mobiliário de Batalha era um mobiliário que servia a sua função, e que precisava ser transportado com uma certa facilidade.
O mobiliário dos guerreiros era levemente melhor do que o mobiliário do trabalhador comum da Plebe, pois em tempos de constante ataque e expanção territorial, os guerreiros precisavam ser bem tratados pelos governantes.
Cabana de ferreiro - Reprodução Inglaterra
Cabana de médico - Reprodução Inglaterra
Idade Média Tardia (séc. XIII ao séc. XV)
Idade Média Tardia (séc. XIII ao séc. XV)
Reprodução de acampamentos de guerreiros medievais
Castelo de Warwick (1068)
Banheiro do castelo (reprodução)
Town Hall, Louven, Bélgica
Religioso escrevendo em pergaminho
Full transcript