Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

O Currículo como política cultural: Henry Giroux

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Currículo como política cultural: Henry Giroux

A partir da escola de Frankfurt, critica à
racionalidade técnica
e
utilitária
e o
positivismo
das perspectivas
dominantes
do currículo

Crítica à crítica
Currículo como Política Cultural
Explosão da literatura crítica do currículo ano 70 a 80
As primeiras críticas à visão tradicional de currículo
, surgem na década de 60, em meio aos movimentos sociais e culturais que a caracterizam.
Currículo e reprodução
das desigualdades e
injustiças sociais
Teóricos da escola de Frankfurt:

Adorno, Korkheimer, Marcuse, Walter Benjamim, Junden Harbemans
Professor como Intelectual Transformador
Escola Esfera Pública
Crítica ao Currículo
Três conceitos são centrais a essa concepção emancipadora ou libertadora do currículo e da pedagogia:
O Currículo como política cultural:
Henry Giroux

A escola e o currículo
devem ser locais onde os
estudantes tenham a
oportunidade de exercer
as habilidades democráticas,
discussão e da participação
Professores como intelectuais transformadores:
não como técnicos, mas como
críticos e questionadores
agem em favor da emancipação e da libertação.
Industria cultural: Indentificava que a cultura era criada conforme as exigencias de um modelo empresarial de produção.

A imaginação e o ato criador são adaptados às exigências da produção.
Fórmula
e modelos substituem a espontaneidade e os padrões tomam lugar da
inovação.

De um lado a cultura "letrada", clássica ou alta cultura representada pela produção intectual e artistica ligada às universidades acadêmicas de letras e Belas-artes.


Do outro lado a cultura popular das festas, lendas e narrativas, mitos e interpretações simbólicas feitos por um povo em sua maioria rural, desprovida de instrução formal, mas nem por isso menos criativa.
Alta cultura e cultura de massa
Ideology, culture, and the process of schooling(1981)
Theory and resistance in education(1983)
Seus Primeiros livros:
“A teoria critica que as práticas
pedagógicas estão relacionadas com as
práticas sociais, sendo tarefa do educador
crítico identificar as injustiças
nelas existentes (Popkewitz & Lynn, 1996).
A perspectiva crítica do Currículo coloca a necessidade de pensarmos nas intenções veladas, no porquê de determinados conhecimentos fazerem parte do processo de escolarização e outros conhecimentos não.

Portanto admitimos que o conhecimento escolar está envolvido com ideologias, poderes e culturas que buscam favorecer um grupo social e uma determinada cultura. Superar a exclusão social e escolar implicaria pensar novos processos de escolarização: mais democráticos, dialogados e solidários.
Deste modo enfatiza que, as práticas
sociais são o resultado das
relações do poder.
Este contexto de contradições e transformações
provoca crítica à forma como o mundo se organiza
no que se refere a produção e
distribuição das riquezas.

A crítica à desigualdade social e o estudo da
produção dessa desigualdade atingem, também, às instituições escolares, e, nelas, o CURRÍCULO ESCOLAR.
Currículo Crítico
As teorias do currículo tentam justificar
porque “estes conhecimentos” e não aqueles
devem ser selecionados.

Selecionar é uma questão de poder.
Teorias críticas e pós- críticas preocupam-se
com as conexões entre saber, identidade e poder.
Já, as teorias tradicionais são neutras,
cientificas, desinteressadas (Silva, 2003).
Full transcript