Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Produção Gráfica 12/08

Aula 1 - Plano de Ensino da disciplina/síntese subtrativa/Quadricromia/fidelidade/Pantone/ATPS
by

Camila Ferreira

on 25 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Produção Gráfica 12/08

PRODUÇÃO
GRÁFICA

Prof. Camila Ferreira
História da Produção gráfica
Johannes Gutenberg (1440 - Maiz, Alemanha)
Com conhecimentos de metalurgia e ourivesaria, cria os tipos móveis metálicos
1452 - inaugura primeira oficina tipográfica, iniciando a produção da Bíblia de 42 linhas em dois volumas e 1282 páginas.
Gutenberg cria a prensa de rosca (avanço tecnológico)
inspirado na prensa de uva que para fabricação de vinhos
neste dispositivo os tipos eram compostos no magazine, depois entintados e impressos no papel
Influências das Artes e Publicidade
uso de ilustrações e gravuras de artista plásticos como colaboradores de livros e revistas
movimentos de vanguarda (Futurismo, Construtivismo, Pop Art) iniciam arte do cartaz
Produção de livros de arte (alta qualidade de reprodução das obras)
Art Directors Club de Nova York e as primeiras agências no Brasil em meados de 1914 (iniciam como empresas de anúncios e evoluem para agências - Eclética, Pettinati, Edanée)
Revolução Recente na
Editoração Eletrônica
1985 - primeiro DTP (Desktop Publishing):
Apple Macintosh (computador/hardware)
Aldus Pagemaker 1.0 (aplicativo/software)
Fontes licenciadas pela ITC (International Typeface Corporation)
Linguagem PostScript (Adobe)
Impressora Laser Writer de 300dpi (Apple)
Surgimento do scanner
Fotografia Digital
Aplicativos para tratamento de imagens (Photoshop, Lightroom)
evolução das câmeras fotográficas digitais
mudanças 1990/2000 mudaram a cara da editoração eletrônica
trabalhos desenvolvidos em menor tempo e com maior qualidade
Impressora Rotativa
Por volta de 1850,
impressoras rotativas de metal
substituíram as prensas planas de madeira.
Bobinas tornaram possível impressoras rotativas a vapor
demanda de jornais de circulação em massa.

Fotocomposição:
Em máquinas de fotocomposição, cada caractere era guardado como uma forma transparente num pedaço de filme opaco.
Quando o operador digita uma letra, o caractere gira até uma posição em frente a uma fonte de luz e lentes, a qual projeta a forma de letra num papel fotossensível.
Usando lentes de diferentes focos, caracteres de diversos tamanhos podiam ser originados da mesma forma.
Cor
Aristóteles: cores como
propriedade dos objetos
, tal qual como peso, material, textura. Eram seis: vermelho, verde, azul, amarelo, branco e negro.
Plínio (poeta séc. V): três cores básicas: vermelho vivo, ametista e conchífera (rosa perolado)
Leonardo da Vinci: se opôs a Aristóteles, dizendo que a
cor não era propriedade do objeto
, mas sim da luz. Todas as cores se originam do vermelho, verde, azul e amarelo e afirmava que o preto e branco não eram cores, mas extremos de luz.
Le Blon (impressor século XVIII): testou pigmentos até chegar aos
3 básicos
da impressão: vermelho, amarelo e azul.
Goethe (escritor alemão século XIX): criou um tratado sobre cores e fez as
primeiras observações sobre psicologia das cores
(base da gestalt)

Cor Luz
estímulo orgânico que interpreta o reflexo da luz vinda de um objeto, que foi emitido por uma fonte luminosa.
fenômeno subjetivo individual
cones da retina responsáveis pela captação da informação de cor
cones se dividem em:
azuis (B) e violetas, aos verdes (G) e amarelos, e aos vermelhos (R) e laranjas.
Domínio
quantidade de uma cor sobre outra
cores primárias sempre se sobressaem mais
Intensidade
vibração de uma cor sobre outra
pode ser usar como ênfase (aumentando a intensidade) ou como neutralizador (diminuindo a intensidade)
Matiz
característica que define e distingue a cor
variando entre vermelho, verde ou azul
Tom
é a quantidade de luz presente na cor (adicionando preto ou branco
cor próxima do branco, valor alto
cor próxima do preto valor baixo
Saturação
grau de pureza de uma cor
cor mais intensa = menos misturada (insaturadas, puras)
Profundidade
Temperatura
quentes: vibração intensa, saltam
derivam do laranja, vermelho e amarelo
frios: caráter emotivo
tendem a retrair
derivam do azul, roxo e verde
neutro: em predomínio de tonalidades (quentes ou frias)
mistura com preto, branco, cinza, marrom e bege
facilitam a criação de contraste
Síntese aditiva
cor obtida através de adição de luz
criada por objetos que emitem luz (monitores, televisão, sol, etc.
vermelho + azul + verde = branco
Síntese Subtrativa
cor pigmento
pode ser produzida fisicamente
subtraindo os três pigmentos temos uma matiz próxima ao preto
ciano + magenta + amarelo
Círculo Cromático
Método de representar e agrupar cores nas sequências de frequência.
RGB
sistema de cores aditivas
Vermelho (R), verde (G) e azul (B)
utilizado em recursos visuais não impressos
CMYK
sistema de cores substrativas
Ciano (C), Magenta (M), Amarelo (K) e preto (K) utilizado em gráficas e fabricantes de pigmentos
O que vamos aprender?
Conceitos básicos que o publicitário deve conhecer (produtor gráfico ou diretor de arte)
Fluxograma do processo gráfico
Conceitos básicos de tecnologias disponíveis
O que precisamos saber?
Tipos de produtos gráficos (folhetos, cartões, livros)
Tecnologias disponíveis de impressão
Fundamentos da reprodução tonal (ponto de retícula, resolução de imagem digital, separação de cores)
Aplicativos: ilustração, tratamento de imagens, editoração eletrônica e fechamento de arquivo
Fluxo operacional do produto gráfico
Substratos (papel, metal, plástico, vinílicos, laminados)
Sistemas de provas
Acabamento e beneficiamento de impresso.
Gerenciamento de Cores
"O gerenciamento de cores, permite minimizar erros na produção de materiais que tenham cor como parte dele, evitando que a variação das cores seja tamanha que gere problemas como: devolução do produto, variação dentro do lote, não atendimento ao especificado pelo cliente."
jato de tinta / offset / laserjet
www.colorschemedesigner.com
Pantone
Pantone Matching System
sistema de cores exatas
tintas sólidas não baseadas nas combinações CMYK
identificada por números
escala mostrada numa paleta (muda anualmente)
aplicação: manter fidelidade de cor nos diferentes materiais.
muito utilizada em material institucional (marcas)
www.pantone.com.br
(Marcelo Copetti, Pedro Gargalaca - consultores da Coralis >www.coralis.com.br<)
Porque gerenciar as cores?
controle
redução de alteração
fidelidade de cor
Dicas para melhor
observação da cor
Ambiente de cor neutra (cinza claro, gelo)
iluminação adequada (lâmpadas fluorescentes)
roupas com cores neutras (cinza, preto)
monitor 90º em relação às janelas
desktop cinza-neutro
calibrar monitor (calibradores)
Breve Apresentação
Formação

Universidade Católica Dom Bosco
Design, Projeto de Produto e Comunicação Visual
2003 – 2006

Centro Universitário Anhangüera
Design de Interiores
2008 – 2009

Anhanguera Uniderp
MBA Marketing e Vendas
2012 – 2013
Experiência

Designer Editorial
UCDB - Universidade Católica Dom Bosco
fevereiro de 2006 – novembro de 2007 (1 ano 10 meses)
Campo Grande e Região, Brasil

Web Designer
Superbiz
novembro de 2007 – maio de 2012 (4 anos 7 meses)
Campo Grande e Região, Brasil

Designer - Diretora de Arte
Agilità Propaganda
maio de 2012 – Até o momento (1 ano 3 meses)
Campo Grande, MS
Plano de Ensino
A síntese subtrativa e a Quadricromia. Problema de fidelidade de cor e a escala Pantone.
O Processo de obtenção de um material impresso
Definição das características técnicas do projeto gráfico
Editoração eletrônica
Tipos de Arquivo (aberto e fechado)
Orientações gerais sobre o fechamento de arquivo
A Arte Final. Principais aspectos técnicos
Birô (Bureau) (Fotolito, retículas, Provas de Impressão)
Relação entre Lineatura e DPI. Como calcular a resolução ideal para os bitmaps
A impressão (Suportes e Tipos de papel, CTP, Ordem de Impressão da Quadricromia
Técnicas de Impressão (Impressão Tipográfica, Offset, Rotogravura, Flexografia , Gráfica Rápida, Serigrafia)
Acabamento (Vernizes, Laminação, Corte especial, Dobras, Guardas, Serrilhas, Relevos , Hot stamping )
Pedido de orçamento e OS (Ordem de Serviço)
Visita técnica.
O aproveitamento de papel e o custo final do material impresso.
Principais formatos de papel utilizados.
Exercícios práticos de planejamento de aproveitamento de papel
Imposição. Exercícios práticos de imposição
Encartes, Empastamento, Sobreposição, Meio tons e Imagens tonais
Avaliação
ATPS

Bibliografia
Básica Padrão:
AMBROSE, Gavin; HARRIS, Paul. Impressão e acabamento.

Básica da Unidade:
BAER, Lorenzo. Produção Gráfica.
COLLARO, Antônio Celso. Produção gráfica : arte e técnica.

Sugestão da Prof.:
VILLAS-BOAS, André. Produção Gráfica para Designers. 1ª ed. Rio de Janeiro: 2AB, 2008.
Próxima aula:
19/08 no laboratório
Definição das características técnicas do projeto gráfico
Editoração eletrônica
Tipos de Arquivo (aberto e fechado)
Orientações gerais sobre o fechamento de arquivo
ATPS
Cor do Ano 2014:
Full transcript