Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Os Maias- O Passeio Final de Carlos e Ega (Cap. XVIII)

No description
by

Celina Silva

on 13 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Os Maias- O Passeio Final de Carlos e Ega (Cap. XVIII)

"OS MAIAS"
As Personagens
Concluindo...
Resumo
O Passeio Final de Carlos e Ega (capítulo XVIII)
Carlos regressa a Lisboa, após uma ausência de dez anos e passeia com Ega pela capital, onde ambos comentam a estagnação, a indolência, a decadência e a ociosidade em que o país está ;
Carlos e Ega visitam o Ramalhete ;
Carlos e Ega concluem que são uns falhados, uns românticos ;
Carlos afirma que a sua teoria de vida é o fatalismo muçulmano ;
Os dois amigos correm para apanhar o "Americano".
" Falhámos a vida!"
Aspectos destacados durante o episódio:

Intervenientes
As críticas
A visita ao Ramalhete
O casamento de Maria Eduarda com o francês
A teoria de vida: "nada recear, nada desejar"
O "Americano"
-Carlos da Maia
-João da Ega
-Dâmaso Salcede
Carlos da Maia
Capítulo XVIII
O Passeio Final de Carlos e Ega.
Espaço Físico

Largo de Camões
Chiado
Avenida
Ramalhete
Rampa de Santos
Aterro

Crítica ao Episódio
FIM
Celina Silva
Nº2 11ºA
Luísa Magalhães
Nº3 11ºB
Alto e bem-constituído
Educação à Inglesa
Aristocrata
Diletante
"Belo cavaleiro da Renascença"
Grande amor por Maria Eduarda
João da Ega
Magro
Amigo inseparável de Carlos da Maia
Boémio
Excêntrico
Crítico
Sentimental
Leal
Diletante
Dâmaso Salcede
Baixo e gordo
Sobrinho de Guimarães
Filho de um agiota
Mesquinho e gabarola
Inveja de Carlos da Maia
Cobarde e sem dignidade
Obcecado pelo "Chique a valer"
Espaço Social
Este episódio traduz o sentido de degradação progressiva e irremediável da sociedade portuguesa, para a qual não é visualizada qualquer saída.
Importância do episódio na obra
O Epílogo
Fracasso
Teoria da Vida (contrariada)
Esperança
As consequências do percurso de Carlos
Resumo de "Os Maias"
Sociedade de elite
Diletantismo
A apreciação do que é estrangeiro
Depreciação do que é português
Cópia do estrangeiro
O Romancismo
Conclusão
Teoria de vida: "nada desejar, nada recear" (não valia a pena viver).
O final do livro é ambíguo pois, depois de terem concluído que “não valia a pena dar um passo para alcançar coisa alguma na Terra – porque tudo se resolve (…) em desilusão e poeira”, encontramos Ega e Carlos a correr desesperadamente atrás de um americano por um prato de paio com ervilhas, ou seja, o "Americano" era o eléctrico, o que ia possibilitar aos dois a realização de uma viagem, viagem essa que tem um significado de mudança para ambos, neste caso uma mudança de vida, e para não perderem essa oportunidade é que estes correm atrás dele.
Full transcript