Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Expressão escrita

Considerações importantes...
by

Ciro Trindade

on 14 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Expressão escrita

Geralmente, a linguagem escrita tem de ser mais elaborada, mais clara, mais definida do que a linguagem oral. No caso da comunicação empresarial este ponto deve ser considerado, uma vez que clareza é fundamental nas duas formas de expressão.

A maior permanência da forma escrita é que assegura a continuidade da tradição linguística dos povos. Sua composição é pautada no: EXPRESSÃO ESCRITA A sintaxe de regência, por outro lado, trata das relações de dependência (de subordinação) dentro da frase:

•Regência nominal - determina os tipos de conexão (preposição) exigidos por determinados nomes. Exemplo: “ter-se na conta de sábio, ter confiança em alguém, ódio a alguém”;

•Regência verbal - refere-se às conexões que determinados verbos requerem. Exemplo: “lembrar-se de alguma coisa”.

Por fim, a sintaxe de colocação trata da ordem dos termos na frase e da disposição das orações no período. A ordem predominante é a direta, isto é, os termos regidos (ou determinados) precedem os regentes (ou determinantes). Exemplo: “Ele é um filho bom”. ESTILO

O estilo pode caracterizar-se pelo emprego de expressões e fórmulas próprias de uma classe, profissão ou grupo. No sentido escrito, consideramos o estilo como a maneira de escrever. Porém, alguns pontos devem ser considerados/evitados:

•Clareza: é a qualidade essencial da boa expressão. Ela revela-se na estrutura frasal, na seleção do vocabulário adequado, na harmonia da composição;

•Concisão: emprego da linguagem adequada, da palavra exata e necessária; a busca da economia verbal é uma qualidade do estilo conciso;

•Harmonia: bom estilo que ocorre quando os sons dos vocábulos componentes da frase são harmoniosos;

•Eufonia: boa sonoridade das frases; é o princípio que deve orientar a composição;

•Cacofonia: o encontro de vocábulos que formam um som desagradável ou um sentido não desejado. •Parágrafo - composto de ideias que queremos expressar. Dentro do mesmo parágrafo, podemos ter diferentes ideias, desde que elas, reunidas, formem uma ideia maior;

•Tópico frasal - é o parágrafo inicial que resume os dados essenciais do texto;

•Período - é um pensamento completo que forma um sentido completo na frase, podendo ser simples ou composto:

- Simples - apenas uma oração;
- Composto - várias orações articuladas entre si. Outro ponto importante a ser considerado no nosso cotidiano produtivo é a sintaxe de concordância, que ocupa-se das flexões dos adjetivos e dos verbos com os substantivos:

•Concordância nominal – estabelece as relações entre substantivos ou pronomes e adjetivos. Exemplo: “bons trabalhos”;

•Concordância verbal – refere-se à harmonia, ao acordo entre o verbo e seu sujeito (expresso por substantivo ou pronome). Exemplo: “depois, as coisas mudaram”. ASPECTOS LINGUÍSTICOS

Alguns pontos merecem nossa atenção, são eles:

•Emprego do plural;

•Emprego do gênero;

•Formas verbais;

•Formas pronominais. ORTOGRAFIA

É a grafia ou a escrita correta das palavras; a representação gráfica daquilo que vamos expressar. Determina o uso das maiúsculas e minúsculas, a pontuação, a acentuação gráfica, o uso de abreviaturas e siglas, a divisão silábica, os nomes próprios etc.. PARA SE FAZER ENTENDER

Sempre que desejarmos nos comunicar é preciso considerar:

•Seleção do vocabulário - a eficiência de uma comunicação linguística depende da escolha adequada das palavras. COM QUEM EU ESTOU FALANDO?

•Contexto - pode ser verbal, de situação ou experiência. EM QUE MOMENTO EU ESTOU FALANDO?

•O uso de sinônimos - responsáveis por evitar as repetições, as redundâncias.

•Uso do sentido denotativo (ou referencial) - é o significado mais próximo, mais imediato; e do sentido conotativo (ou afetivo) - é o sentido sugerido por associações e que está vinculado a emoções, sentimentos, conceitos e, portanto, de uma realidade menos próxima. A conotação é a essência da linguagem metafórica e da poética. LINGUAGEM FIGURADA

As figuras de linguagem são recursos da linguagem que a tornam mais viva e expressiva. Podem ser compostas de palavras, de construções ou de pensamentos. METÁFORA

O uso da metáfora na língua usual ou na prosa (não literária) deve decorrer das necessidades da ênfase e da clareza;

•Não deve ser forçada e artificial;

•Não deve se desenvolver demais;

•Não se devem acumular duas ou mais metáforas contraditórias na sequência de um pensamento;

•Deve ser integral e não coincidir apenas em parte com a situação real. CONFERE?!
Full transcript