Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A QUESTÃO DO ABORTO

No description
by

Ricardo Santos

on 22 April 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A QUESTÃO DO ABORTO

A QUESTÃO DO ABORTO
VISÃO INTERMEDIÁRIA
PETER SINGER
ALBERTO GIUBLINI
FONSECA MINERVA
VISÃO FAVORÁVEL
INT. FILOSOFIA
VISÃO GLOBAL
VISÃO CONTRÁRIA
QUESTÃO SOCIAL

Anencéfalos
Estupro
Incesto
Aborto no cenário jurídico atual

Aborto no Código Penal

Principais correntes
Qualificação do aborto

Jurisprudência acerca do aborto (STJ e STF)

Anencéfalos: julgamento no STF

EQUIPE: ANDRÉ, GILSON, LUIZ RICARDO, VITOR, YURI
Aproximadamente 60% da população mundial vive em países onde o aborto voluntário é permitido.


Criminalização do aborto e desempenho social.

O aborto induzido é permitido em alguns países em caso de:

Preservação da vida da mulher (Brasil, Angola, México, entre outros)

Saúde da mulher (Países Sul-Americanos, Polônia, entre outros)

Situação socioeconômica do meio em que vive a progenitora (Japão, Índia, entre outros)
"Cada caso precisa ser estudado individualmente. É necessária uma política de educação de prevenção da gravidez indesejada. A população de baixa renda, que não tem acesso à educação ou a uma saúde pública de qualidade, deve ser informada sobre como prevenir a gravidez indesejada e ser instruída a ter um planejamento familiar. No caso de a mulher não ter realmente condições de ter mais um filho, como uma última opção, ela teria a possibilidade de fazer aborto. Cada caso deve ser avaliado com cuidado e respeito, pensando nas condições psicológicas, econômicas e de saúde. Mas o aborto não deve ser usado como método contraceptivo.”
Janaína Antunes Alves, 32 anos, estudante de Psicologia


“Eu sou contra em casos de irresponsabilidade, de gravidez indesejada. A partir do momento em que você teve relação sexual, precisa arcar com as conseqüências. Em caso de um estupro, eu sou a favor, porque a pessoa violentada não tem culpa da conseqüência do ato. Em outros casos, sou contra o aborto como alternativa.”
Fabiano Machado Martins, 24 anos, estudante de Física

“Eu sou a favor do aborto em certos casos. Mas na maioria dos casos sou contra. É uma vida que tu tiras.”
Luís da Costa, 32 anos, pedreiro


“Eu sou contra o aborto, porque não consigo achar um motivo relevante que o justifique. Mas, ao mesmo tempo, também, sou a favor, porque não sei como agiria se estivesse em uma situação em que o aborto é uma alternativa. Defendo o aborto, por exemplo, no caso de abuso sexual.”
Débora Cristina Weber, 20 anos, estudante de Educação Física

Promovendo o Planejamento Familiar não é preciso despenalizar o aborto.
Fazer um aborto é um atentado contra a vida humana.
Nenhuma mulher foi parar à prisão por ter recorrido ao aborto.
Um feto é uma "pessoa", semelhante a nós, com iguais direitos.
O aborto legal deixa as mulheres à mercê de todo o tipo de pressões.
O aborto legal vai congestionar os serviços de saúde.
A despenalização do aborto vai provocar o aumento do número de abortos.
O aborto é um pecado. É mau e imoral.
VISÃO JURÍDICA
GRUPO : ANDRE, GILSON, LUIZ RICARDO, VITOR, YURI
ABORTO
Faculdade Damas
Direito
Int. Filosofia
Equipe: Andre,Gilson, Luiz, Vitor, Yuri
Recife - 2014
Full transcript