Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Contabilidade Gerencial

No description
by

Vladimir Pinheiro

on 19 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Contabilidade Gerencial

Contabilidade Gerencial
Caracterização
É ela que conecta os gestores às informações financeiras da empresa e os mostra o caminho a percorrer para melhorar a lucratividade do negócio.
Sistema de Informação Contábil Gerencial
Necessidades informacionais dos gestores sobre os eventos econômicos e financeiros
Sistema de Informação Contábil Gerencial
Demonstrativos Contábeis Básicos
Balanço Patrimonial
Contabilidade Gerencial é:
Informação contábil tratada analíticamente, útil a administração para planejamento, controle e avaliação.
Forma de apresentação e classificação diferenciada dos dados contábeis para auxiliar os gestores no processo decisório.
Gerar informações financeiras que serão utilizadas pela administração para planejamento, avaliação e controle.
Está voltada única e exclusivamente à administração da empresa, objetivando levantar informações úteis para a tomada e decisão.
Antecipar a mudança e desenvolver estratégias de forma rápida.
Estudar a empresa e conhecer a visão dos negócios e da organização.
Modifica o conhecimento a priori do ambiente.
Incrementa o valor esperado de uma decisão.
O incremento é maior que o custo para sua obtenção.
Reduz a incerteza e melhora a qualidade da decisão.
Representa o patrimônio da empresa qualitativa e quantitativamente.
Ativo = Bens e Direitos -> Aplicação dos recursos
Passivo = Obrigações -> Fonte dos recursos
Patrimônio Líquido = Ativo - Passivo
Origem dos bens -> Patrimônio Líquido -> Peça informativa -> somente valores.
Acréscimo ou déficit decorre das operações
Variações no ativo e passivo são refletidas no PL
Sistema de Informação Contábil Gerencial
Necessidades informacionais dos gestores sobre os eventos econômicos e financeiros
Antecipar a mudança e desenvolver estratégias de forma rápida.
Estudar a empresa e conhecer a visão dos negócios e da organização.
Modifica o conhecimento a priori do ambiente.
Incrementa o valor esperado de uma decisão.
O incremento é maior que o custo para sua obtenção.
Reduz a incerteza e melhora a qualidade da decisão.
Demonstrativos Contábeis Básicos
Balanço Patrimonial
Passivo -> Tem valor líquido e certo.
Ex: Bancos, fornecedores, mão de obra
Representa o capital investido -> Proprietários, terceiros e gerado pelas operações.
Ativo -> O que há de concreto na empresa. Pode ser comprovado, tocado ou visto, tem documento.
Exceções: Despesas antecipadas, diferidas.
Tem valor definido ou depende de avaliação.
Demonstrativos Contábeis Básicos
DRE - Demonstração do Resultado
do Exercício
Evidencia o resultado -> receitas e despesas.
Aumentos e reduções do Patrimônio Líquido.
Receitas -> Aumento do ativo. Ex: Conta Caixa ou
Clientes.
Despesas -> Reduções do ativo. Ex.: Depreciação. Também aumento do Passivo Exigível.
Não representa fluxo monetário. Não tem relação com o dinheiro.
Evidencia a riqueza. Fluxo econômico.
DFLC - Demonstração dos Fluxos Líquidos de Caixa
Simples e abrangente. Extrema utilidade. Pode ser usada por qualquer empresa independente do porte. Construído a partir das demonstrações contábeis clássicas.
Apresenta o fluxo financeiro e permite projetar, planejar e controlar.
Periodicidade: diário, semanal, quinzenal, mensal, etc.
Vantagens:
I - Antecipação
II - Determinar insuficiências ou sobras de caixa;
III - Programação inteligente dos desembolsos.
IV - Eficiência e racionalidade
V- Planejamento
VI - Diminuição dos encargos financeiros.
VII - Análise contas a receber e estoques
VIII - Evitar fraudes
DFLC - Demonstração dos Fluxos Líquidos de Caixa
Fluxo Operacional -> Transações referentes a atividade fim.
Fluxos de Investimentos -> Transações de captação e retorno de recursos.
Fluxos de Investimentos -> Ativos financeiros ou ativos utilizados para a produção de bens e serviços.
Geração Operacional de Caixa -> Fluxo Operacional
Informação sobre a capacidade que a empresa tem de gerar caixa com suas próprias operações.
Equivalentes de caixa:
Conversibilidade imediata sem perda relevante de valor;
Risco mínimo de alteração do valor.
DOAR
Demonstração das Origens e
Aplicações de Recursos

Onde são aplicados os recursos do capital de giro
da empresa no curto ou no longo prazo?
Qual a origem dos recursos do capital de giro da empresa, próprios ou de terceiros, de curto ou longo prazo?
Informações gerenciais:
* Capital Circulante Líquido;
* Apuração dos recursos gerados pelas próprias operações;
* Averiguação da aplicação de recursos no longo prazo;
* Manutenções, aumentos e reduções do CCL;
* Compatibilidade dos dividendos e a posição financeira;
Avaliar a gestão de recursos no passado e realizar projeções;
DOAR
Demonstração das Origens e Aplicações dos Recursos
Variação do CCL -> AC e PC com os demais grupos do balanço e DRE
Origens -> Financiamentos -> Aumentos do CCL
Aplicações -> Investimentos -> Diminuições do CCL
Capital de Giro Líquido -> recursos financeiros utilizados para atender as operações.
Aumentam o CCL:
* Operações: Receitas > Despesas = Lucro
* Acionistas
* Empréstimos
* Venda de Ativo Permanente
* Transformação de Ativo Realizável a Longo Prazo em Circulante.
DOAR
Demonstração das Origens e Aplicações dos Recursos
Reduzem o CCL:
* Imobilizações -> Investimento, imobilizado ou diferido.
* Redução do Exigível a Longo Prazo.
* Pagamento de dividendos.
Até aqui podemos acompanhar quantas informações podem ser obtidas nas demonstrações contábeis “básicas” (Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício).
Com base nessas informações podemos verificar o passado da empresa, fazer projeções e tomar decisões para mudar a trajetória da empresa.
Gestão de Riscos
O risco está associado a um evento ou a conjunto de eventos que podem ocorrer de forma incerta que, se ocorrer, terá um efeito positivo ou negativo sobre um objetivo definido afetando o tempo, o custo, o escopo ou a qualidade do objetivo final.
Os riscos não estão associados somente a questões financeiras.
Riscos importam nos resultados.
O risco precisa ser explicado.
Definir os riscos cuidadosamente.
Gestão de Riscos
Eventos futuros e incertos
Ambiente externo -> Desempenho
Ambiente interno -> Conformidade
Perspectivas
Perigo ou ameaça
Incerteza
Oportunidade
Gestores
* Perdas financeiras
*Fraudes
* Falhas operacionais
* Demandas judiciais
*Risco e retorno
* Maximizar os resultados x limitação operacional.
Alta Administração
Governança
* Reduzir a variância entre os resultados reais e esperados
Gestão de Riscos
Riscos do que existe e em operação -> Curto prazo
Análise através do Balanço Patrimonial e DRE
Risco do que vai existir -> Longo prazo
Planejamento Estratégico -> Fraquezas e ameaças
Caso Master Blenders - Café Pilão
Objetivo maior: evitar fraudes
Capital de Giro
Axioma I: As estruturas de investimento e financiamento devem ser escolhidas de tal forma a gerar a maximização de valor do investimento pelos proprietários da empresa.
Axioma II: A gestão de Ativos e Passivos Circulantes deve ser tal que se possa alcançar o equilíbrio entre rentabilidade e risco
Rentabilidade -> Receitas x Custos e Despesas.
Rentabilidade -> Lucro [Receitas > Despesas]
Capital de Giro
Risco -> Liquidez. Quanto maior o capital de giro, menor o risco
Capital de giro -> Ativos Circulantes -> Investimento que circula
"Circula" -> Transações repetidas. Caixa - Estoques - Caixa ou Caixa - Estoques - Contas a Receber - Caixa
Gera numerário valor para pagar -> Passivo Circulante
Passivo Circulante -> Financiamento de curto prazo. Característica de previsibilidade.
Como a empresa financia seus investimentos em ativos?
Capital de Giro
Ciclo de Conversão de Caixa
Ciclo Operacional: IME + PMR
Processo de produção ao recebimento da venda
Estoques e contas a receber
Aquisição de fatores de produção
Contas a pagar -> Reduz as disponibilidades -> PMP
CCC = CO - PMP
CO = IME + PME
Logo CCC = IME + PMR - PMP
Estratégias:
Girar o estoque mais rápido
Contas a receber com maior rapidez e reduzir inadimplência
Processo de cobrança inteligente
Antecipar receitas e postergar despesas
O processo de criação de valor é monitorado pela Controladoria através do exercício da Contabilidade Gerencial de duas formas:
I- Mensuração do resultado econômico;
II - Apoio as atividades operacionais através do Sistema de Informação Contábil Gerencial.
Full transcript