Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Palácio da Ventura

No description
by

Sandro Coelho

on 4 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Palácio da Ventura



Sonho que sou um cavaleiro andante.
Por desertos, por sóis, por noite escura,
Paladino do amor, busco anelante
O palácio encantado da Ventura!

Mas já desmaio, exausto e vacilante,
Quebrada a espada já, rota a armadura...
E eis que súbito o avisto, fulgurante
Na sua pompa e aérea formosura!

Com grandes golpes bato à porta e brado:
Eu sou o Vagabundo, o Deserdado...
Abri-vos, portas de ouro, ante meus ais!

Abrem-se as portas d'ouro com fragor...
Mas dentro encontro só, cheio de dor,
Silêncio e escuridão - e nada mais!

O Palácio da Ventura
Análise do Poema
Tema:Desilusão
Assunto:Busca da felicidade

É um soneto com 2 quadras e 2 tercetos que está dividido em 3 partes:

1ª. parte: v.1-6 - a busca da felicidade (v.1-4), o cansaço e a desilusão (v.5-6).

2ª. parte: v.6-12 - a ilusão momentânea, a nova esperança e o grito de ansiedade.

3ª. parte: v.13-14 - a dor a e desilusão final.

Recursos expressivos
Antero de Quental
Antero Quental (Nasceu a 18/4/1842 na Ilha de São Miguel em Açores e morreu em 11/9/1891) , Iniciou os seus estudos na cidade natal, mudando-se para Coimbra aos 16 anos, ali estudou Direito.Em 1861, publicou os seus primeiros sonetos. Ainda em 1866 foi viver em Lisboa, onde experimentou a vida de operário, trabalhando como tipógrafo, profissão que exerceu também em Paris.

Algumas das suas obras foram:

O Palácio da Ventura
João Neto Nº14
Sandro Coelho Nº26
-Poesias Completa
-A Filosofia da Natureza dos Naturistas
-Tendências Gerais da filosofia na Segunda Metade do -Século XIX
-Raios de extinta luz
-A Bíblia da Humanidade

É um decassilabo com o esquema remático:
A
B
A
B
A
B
A
B
C
C
D
C
C
D
rima pobre
rima rica
rima pobre
rima pobre
rima pobre
rima pobre
rima rica
Cruzada
emparelhada e interpolada
Os recursos expressivos presentes são:

A aliteração
(2primeiras linhas9

Atitese
(por sois e noites escuras9
Full transcript