Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Pesquisa bibliográfica - Ida Regina C. Stumpf

Apresentação do capítulo incluso no livro Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação, dos organizadores Jorge Duarte e Antonio Barros, feita para a disciplina Introdução à pesquisa em Comunicação. CMM - UEM.
by

Débora Lopes

on 24 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Pesquisa bibliográfica - Ida Regina C. Stumpf

Métodos e técnicas de pesquisa em Comunicação Jorge Duarte e Antonio Barros 3. Como realizar a pesquisa bibliográfica 4. Considerações finais E então, quem vai ser o próximo a iniciar uma pesquisa? 3.4 Leitura e transcrição dos dados 3.2 Seleção das fontes 3.3 Localização e obtenção do material 3.1 Identificação do tema e assunto 2. Quando revisar a literatura •Para pesquisar, o indivíduo precisa ser motivado no sentido desta ação,o foco de interesse será buscado na sua vida real, especialmente na vida profissional para os já graduados, mas precisa ser estimulado através de um programa de leituras.
•Os pesquisadores férteis estão constantemente lendo e descobrindo “furos” no conhecimento que servirão para novas ideias de investigação.
•Á medida que o individuo vai lendo sobre o assunto de seu interesse, começa a identificar conceitos que se relacionam até chegar a uma formulação objetiva e clara do problema que irá investigar •Este quadro deve conter um conjunto de conceitos preferidos pelo pesquisador para orientar sua pesquisa, buscados na literatura a que teve acesso.
•. Através da leitura de pesquisas relacionadas ao seu assunto de interesse, o pesquisador poderá encontrar alguns instrumentos já prontos, podendo utilizá-los ou adaptá-los a suas necessidades, sem precisar criar novos.
•Decidido e implementado o planejamento da pesquisa, a revisão da literatura continua na etapa de análise dos dados coletados.
•Nada substitui o conhecimento próprio, formado através de leituras direcionadas que fez para a elaboração do trabalho. Consultar o orientador
Transceder os saberes do mestre
Identificar na bibliografia disponível o material que irá lhe servir de suporte ao estudo pretendido
Anotar os dados de identificação de cada documento selecionado
Conhecer as fontes bibliográficas secundárias adequadas ao assunto em questão Identificação dos itens da biblioteca básica Documentos em mãos Depois de revisada a literatura, o pesquisador está pronto para iniciar sua redação científica.
O primeiro ponto a ser seguido é de revisar também o esquema inicial de pesquisa.
Ao utilizar ideias de algum autor ou até as próprias palavras deste durante a redação, é imprescindível que o nome dele seja citado, e também a página e ano em que tal pensamento foi publicado. Além de citá-lo nas referências ao final do texto. Segundo a autora do texto, o que parece um trabalho árduo e desnecessário, torna-se uma experiência criativa e extremamente prazerosa, além do fato de que depois de publicado, os outros o utilizarão e lhe citarão como referência, fazendo com que assim seja um contribuição para a ciência e para o conhecimento humano. Pesquisa Bibliográfica Ida Regina C. Stumpf Professora titular do Departamento de Ciências da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Formada em Biblioteconomia e Mestre em Educação pela mesma Universidade, concluiu o doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, em 1994, e realizou estágio sanduiche, em 1991, na Loughborough University of Technology, Inglaterra. Em 2011 realizou estágio pós-doutoral sênior na Universidad Carlos III de Madrid. 1. Por que revisar a literatura “Quando o pensamento e as descobertas humanas passaram a ser registrados, o homem não precisou mais valer-se apenas de sua memória biológica para lembrar-se dos fatos e acontecimentos.” (p.52) Oralidade - primórdios da comunicação Passagem da tradição oral para a escrita (Cerca de 3.000 a.C – Unificação da escrita, por volta de 1.000 a.C) Criação da imprensa por Gutermberg(1450) Máquina de escrever (inventada pelo ingles Henri Mill em 1714 ) O número de livros crescendo cada vez mais Até que foi necessária a criação de um espaço para armazená-los Invenção do computador Evolução do mesmo Evolução da imprensa para a impressora – Média de 30 páginas por minuto Internet (Década de 90) Conexão com o mundo "Explosão documentária" ou "Explosão da informação" Milhares de arquivos disponíveis para pesquisa Por que revisar a literatura, afinal? Para saber por onde começar sua pesquisa A consulta à bibliografia é um aspecto que será sempre presente na pesquisa, não só com o pesquisador, mas também com seu orientador. Depois de concluída, o resultado também deverá ser disponibilizado das mais diversas maneiras •A revisão da literatura é uma atividade contínua e constante em todo o trabalho acadêmico e de pesquisa

•Conway e McKeley já diziam que o aluno será sempre inquirido pelo orientador com perguntas do tipo: “[...] Revisaste o que já foi pesquisado sobre o assunto?; Encontraste apoio na literatura sobre tal afirmação? O que a revisão bibliográfica indicou sobre esse assunto?” Será que estás em condições de formular o quadro referencial sobre o assunto em questão?” •O modelo de dissertações e teses acadêmicas, como também de quase toda pesquisa, segue uma forma típica que obedece mais ou menos à seguinte sequência de tópicos:
- Definição do problema
- Revisão da literatura ou quadro referencial teórico
- Hipóteses
- Metodologia
- Análise dos dados
- Conclusões

•Esta forma de apresentação pode sugerir uma sequência linear, em que cada etapa é pré-requisito das demais. No entanto, a revisão da literatura, embora tenha um lugar certo no projeto e no relatório de pesquisa, precede até mesmo a definição do problema e acompanha constantemente o trabalho. •Não convém jogar fora as anotações feitas. Elas podem servir para novas investigações.
•Depois de definido o problema, o pesquisador precisa aprofundar os conceitos-chaves e suas relações.
•O material básico para isto já deve estar disponível, pois foi utilizado para elaborar o problema e justificar o tema proposto,o planejamento desta busca evitará perda de tempo e dará direcionamento ao objetivo proposto
•Após a leitura do material disponível, o pesquisador organiza uma sequencia de ideias lógicas para formar um quadro referencial teórico e conceitual que vai lhe oferecer elementos para o modelo de pesquisa escolhido. •A revisão da literatura acompanha o trabalho acadêmico desde a sua concepção até a sua conclusão
•O material básico pode ser indicado pelo orientador, mas não deve nunca se limitar apenas a esta indicação. O aluno deve procurar, por seus próprios meios, encontrar autores e trabalhos que deem suporte à temática escolhida, estando sempre atento a novas interpretações e aplicações que poderão colaborar para a realização de seu trabalho. Lakatos e Marconi dizem que a pesquisa bibliográfica tem por objetivo "[...]colocar o pesquisador em contato direto com tudo aquilo que foi escrito sobre determinado assunto" Principais fontes de informação bibliográficas secundárias: a) bibliografias especializadas: Bibliografia Brasileira de Comunicação, publicada pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação (Intercom)
b) índices com resumo: Communication Abstract, publicado mensalmente pela editora Sage desde 1997
c)portais: Portal Portcom - Rede de Informaçaão em Comunicação para Países de Língua Portuguesa (www.intercom.portcom.br)
d)resumo de teses e dissertações: Teses e Dissertações em Comunicação no Brasil (1997-1999). Dísponíveis também em formato eletrônico no site do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCOM/UFGS)
e)catálogos de bibliotecas
f)catálogos de editoras Outro procedimento que o aluno pesquisador pode utilizar para selecionar a bibliografia pertinente é o exame das listas bibliográficas dos trabalhos dos autores mais significativos Localizá-los Primeiro passo: Consulta à Biblioteca Local
CatálogoAutomatizado ou não, permite otimizar a busca partindo de três entradas: sobrenome do autor, título e assunto(s); no caso de livros, teses e dissertações, folhetos e monografias.
PeriódicosA busca deve ser feita partindo do título das revistas, e na sua estante correspondente, procurar pelo volume e fascículo indicados na referência. Catálogo Coletivo: permite localizar livros em um grupo de bibliotecas. Catálogo estendido da UNIPLAC em parceria com o Sistema ACAFE http://www.uniplac.net/biblioteca/ Sistema de Comutação Bibliográfica: substitui o empréstimo entre bibliotecas.
- COMUT: Por meio de formulário próprio, o solicitante tem acesso ao arquivo, normalmente cópias de arquivos de periódicos.

Via Direta: caso as outras formas sejam insuficientes.
- Contato direto com o autor, por meio de endereço eletrônico disponível em currículo Lattes.- Compra feita nas livrarias locais ou por e-commerce. Transcrição de dados Deve iniciar-se com a referência da obra utilizada, para facilitar a retomada dos textos posteriormente. Livros: Como referencirar? Artigos de Periódico: Teses e dissertações: Apresentações em eventos: Página da Web: nome do autor, titulo, edição, local (cidade) de publicação, editora, ano de publicação. nome do autor, título do artigo, título do periódico, volume, número, páginas iniciais e finais do artigo, mês(es) e ano. acrescentar o nome da universidade e da titulação a que se refere. acrescentar nome do evento, local e data de sua realização. acrescentar site e data do acesso. Incluir na referência dados adicionais como localização do texto e palavras-chaves.
Durante a leitura: ater-se aos dados relevantes.
Após a leitura: redigir resumo com a opinião pessoal destacando a importância do texto lido.
Atualmente, as fichas foram substituídas por computadores pessoais, que permitem a edição do texto com mais facilidade. Definir o tema de estudo com precisão Elaborar um esquema provisório de como fará a divisão do tema central em subtemas Elaborar um rol de palavras-chave Traduzir os termos utilizados para outros idiomas Namorar engorda mesmo - Adriano Segal, psiquiatra ligado à Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso)

Homens com cara de mau são mais bonzinhos - pesquisadores da Universidade de St. Andrews, na Escócia

Fome ajuda a pensar melhor - pesquisadores holandeses Maarten Bos, Ap Dijksterhuis e Rick van Baaren

O conceito de mídia na Comunicação e na Ciência Política: desafios interdisciplinares - Liziane Guazina O CONCEITO DE MÍDIA NA COMUNICAÇÃO E NA CIÊNCIA POLÍTICA: DESAFIOS INTERDISCIPLINARES
Liziane Guazina Introdução
A Mídia sob o olhar da Comunicação
A Mídia sob o olhar da Ciência Política
Considerações Finais Palavras-Chave: Mídia; Comunicação; Ciência Política; Comunicação e Política; Mídia e Política. Key-Words: Media; Communication; Political Sciences; Communication and Politics; Media and Politics. Delimitar o tema no tempo e no espaço
Full transcript