Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Intertexto

Apresentação criada para a disciplina Estudos de Linguagem - Tratamento de Texto, do curso de Produção Editorial da Universidade Anhembi Morumbi, pela Editora Raízes - 3º Semestre
by

Bruna Parra

on 18 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Intertexto

INTERTEXTO
Paródia, paráfrase e estilização
ESTILIZAÇÃO
Completa e renova a obra de referência, caminhando junto dela no mesmo sentido;

Um exemplo de estilização é a adaptação cinematográfica de uma obra literária, que a reconstrói em linguagem audiovisual sem alterar sua proposta.

BEATRIZ LANDIOSI TEIXEIRA
BRUNA PARRA
ELISABETE MOURA ROCHA
LETÍCIA DANIEL SILVA
LETÍCIA MONTAGNANA CABRAL
NAILA BARBONI PALU
SILVESTRE BRUNO FERREIRA DA SILVA

PARÓDIA
Releitura cômica de uma obra (literária ou audiovisual), mantendo sua essência mas transformando seu sentido;

Cabe ao leitor decodificar a intenção da paródia; sua existência depende diretamente dessa assimilação;

"A paródia é, pois, repetição, mas repetição que inclui diferença; é imitação com distância crítica, cuja ironia pode beneficiar e prejudicar ao mesmo tempo.”
INTERTEXTO
PARÁFRASE
Atualização dos sentidos do texto ou citados no mesmo;

"Todo texto se constrói como mosaico de citações, todo texto é absorção e transformação de um outro texto. Em lugar da noção de intersubjetividade, instala-se a de intertextualidade.”

*KRISTEVA, J. Introdução à semanálise. São Paulo: Perspectiva, 1974a

*HUTCHEON, Linda. Uma teoria da paródia. Lisboa: Edições 70, 1989

Segundo o dicionário de literatura de Shipley, são três os tipos básicos de paródia:

Verbal: com a alteração de uma ou outra palavra do texto;

Formal: em que o estilo e os efeitos técnicos de um escritor são usados como forma de zombaria;

Temática: em que se faz a caricatura da forma e do espírito de um autor.

"A paródia deforma, a paráfrase conforma e a estilização reforma"
EXEMPLO

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá,
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá.


(Gonçalves Dias, “Canção do exílio”)
TEXTO ORIGINAL

Minha terra tem palmares
onde gorjeia o mar
os passarinhos daqui
não cantam como os de lá.


PARÓDIA
(Oswald de Andrade, “Canto de regresso à pátria”)
Responsável pela interligação de enunciados, substitui classes gramaticais variáveis entre estruturas léxicas e sintáticas;
Não pode ser considerada reescrita, mesmo que seja um sinônimo; a intenção é não prejudicar o sentido do texto;
Uma variedade de recursos é mudada e acrescentada, mas a ideia do texto é confirmada pelo novo texto;
Diz com outras palavras o que já foi dito;
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá,
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá.
TEXTO ORIGINAL
(Gonçalves Dias, “Canção do exílio”)
PARÁFRASE
Meus olhos brasileiros se fecham saudosos
Minha boca procura a ‘Canção do Exílio’.
Como era mesmo a ‘Canção do Exílio’?
Eu tão esquecido de minha terra…
Ai terra que tem palmeiras
Onde canta o sabiá!
(Carlos Drummond de Andrade, “Europa, França e Bahia”)
EXEMPLO
PROBLEM - HOZIER
(ESTILIZAÇÃO)
WRECKING BALL - ANNE HATHAWAY
(PARÓDIA)
EDITORA RAÍZES
WRECKING BALL - MYLEY CYRUS
(ORIGINAL)
PROBLEM - ARIANA GRANDE
(ORIGINAL)
Full transcript