Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A formação e a diversidade cultural da população brasileira

No description
by

Rodson Allocca

on 5 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A formação e a diversidade cultural da população brasileira

A formação e a diversidade cultural da população brasileira
Primeiros Habitantes
Não há um consenso entre os pesquisadores sobre o número de indígenas que ocupavam o que hoje é o território brasileiro.

As estimativas estão entre 1 milhão e 6,8 milhões de indivíduos, distribuídos em diferentes etnias.

As mais numerosas, e que ocupavam as maiores extensões territoriais, eram a Jê e a Tupi-Guaraní.
Genocídio
Transmissão de doenças trazidas pelos europeus;

Etnocídio
Destruição da cultura em si;

Várias mortes causadas por guerras travadas entre nativos e colonizadores;

Guerra entre diferentes nações indígenas, intensificadas quando os indígenas fugiam das regiões ocupadas pelos europeus em direção as terras de outros grupos com etnias diferentes.
De acordo com a Funai e o Censo Demográfico do IBGE, em 2010:

897 mil indivíduos, distribuídos entre 505 terras indígenas e algumas áreas urbanas (0,4% da população total do país), concentrados principalmente nas regiões Norte e Centro-Oeste.

82 referências (32 confirmadas) de grupos que ainda vivem isolados.

A partir da metade do século XX, houve aumento
da população indígena.
Demarcação das áreas indígenas

Em 2012, as terras indígenas representavam 12,5% do território
brasileiro.
Professor Rodson de Andrade
Em 2010:
36% dos indígenas viviam em áreas urbanas e 64% em zona rural.
Taxa de crescimendo da população indígena de 3,5% ao ano, maior que a taxa da população não indígena (0,8%).

Existiam 305 etnias diferentes:
Os Yanomami ocupavam a terra indígena mais populosa - 25,7 mil habitantes - distribuídos entre Amazonas e Roraima.
A etnia Tikuna (AM) é a mais numerosa - 46 mil pessoas - , seguida pelos Guaraní Kaiowá (MS) - 43 mil.
Indígenas isolados não foram contabilizados em razão da política de preservação cultural.

Criação de parques e terras indígenas garantem o direito a existência de culturas diferenciadas, com valores, tradições e costumes próprios.
A formação da população brasileira
Desde o início da colonização, os portugueses foram se fixando no Brasil. Entre 1532 e segunda metade do século XIX, houve a transferência forçada de povos africanos. A partir de 1870, aumentou a imigração livre de europeus, asiáticos e latino-americanos.

Povoamento e miscigenação
A miscigenação da população brasileira
O percentual, de pessoas que se consideram brancas e negras vêm se reduzindo, e o número das pessoas que se consideram pardas, aumentando, o que demonstra que continua havendo miscigenação na população brasileira.
Como são apurados os dados?
Censo
Opções de cor: branca, preta, amarela, parda e indígena.

Em 1976, respota espontânea. Foram mencionados 136 termos para designar cores, alguns curiosos: alvarenta, fogoró, lilás, marinheira, castanha, enxofrada, pálida, sarará e turva, entre outros.
As correntes imigratórias
Por ausência de registros por parte da Coroa portuguesa, não sabe-se certo o número de negros escravizados que ingressaram no Brasil, nem quais foram os anos de maior fluxo.

Estima-se que cerca de 4 milhões de africanos ingressaram no país de 1550 a 1850, a maioria de Angola, Ilha de São Tomé e Costa do Marfim.

Mais importante corrente imigratória até 1850.

Dentre as correntes de imigrantes livres, a mais importante foi a portuguesa.
Início em 1530, se estendendo até os anos de 1980,
voltando a ocorrer em 2008, devido à crise econômica
mundial (profissionais qualificados). Os imigrantes portugueses se espalharam por todo o território nacional.

Italiana
Espanhola
Alemã
A partir de 1850, expansão dos cafezais pelo Sudeste
e a necessidade de colonização da região Sul.
Governo cria medidas de incentivo à vinda de imigrantes europeus.
Principais medidas: financiamento da passagem, suposta garantia do emprego (com moradia, alimentação, pagamento anual de salários, etc).
Escravidão por dívida
Em 1859, a Alemanha e, em 1902, a Itália
proibem os incentivos à imigração para o Brasil.
Outra grande área de atração de imigrantes europeus,
com destaque para portugueses, italianos e alemães, foi o Sul do país.
Nessa região os imigrantes ganhavam a propriedade da terra.
Formação de colônias, que com o tempo, transformaram-se em importantes cidades.
Porto Alegre - RS
Florianópolis - SC
Blumenau - SC
Bento Gonçalves - RS
Em 1908, aportou em Santos a primeira embarcação
trazendo colonos japoneses.
Lavouras de café do oeste de São Paulo e norte do Paraná.
Movimento inverso (1980 até 2008/2009)
Os chamados decasséguis
Full transcript