Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

TBA & Ballet

No description
by

Catarina Machado

on 16 October 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of TBA & Ballet

Transferência Bilateral de Aprendizagem em Crianças Um estudo no Ballet Clássico Relevância e Objectivos do Estudo Índice Introdução e definição de conceitos
Relevância e objectivos do estudo
Metodologia
Resultados
Conclusões
Sugestões
Referências Catarina Machado de Oliveira
Mestrado em Desenvolvimento Motor
Orientador: Professora Doutora Olga Vasconcelos

Porto, 2012 A performance de coreografias de Dança associa-se com a prática de movimentos e habilidades técnicas particulares.

É expectável que o aluno seja capaz de executar as suas tarefas de uma forma simétrica.

versatilidade
correcção dos movimentos
diminução da ocorrência de lesões (Steinberg et al., 2012) Na iniciação da prática da Dança verifica-se alguma discrepância em habilidades motoras básicas em termos de lateralização.
Um bailarino inexperiente revela uma clara preferência na aprendizagem e prática para um determinado lado (Kimmerle, 2010).

Estudo da transferência bilateral da aprendizagem (TBA) no contexto das aulas de Ballet Clássico desenvolvimento de técnicas de treino que promovam a simetria do movimento. Transferência Bilateral de Aprendizagem
A prática de uma tarefa motora com um segmento corporal optimiza a aprendizagem e performance como o segmento contralateral homólogo (Magill, 2011).

A TBA constitui um alvo da literatura de investigação, nomeadamente no que diz respeito aos motivos pelo qual ocorre, ou à direção de transferência. assimétrica simétrica Introdução e Definição de Conceitos No ensino do Ballet Clássico, a metodologia convencionalmente utilizada assenta na demonstração e prática dos movimentos e elementos técnicos do lado direito, geralmente o lado preferido. Após a aprendizagem e prática inicial, os alunos devem realizar a transferência para o lado não preferido.

Investigar se a quantidade de transferência de aprendizagem é simétrica ou assimétrica, [do membro preferido (MP) para o membro não preferido (MNP) ou vice-versa].

Estudar o modo como deve ser realizada a prática, tendo em vista atingir o desempenho ótimo de uma habilidade motora específica (Vasconcelos, 2006). No âmbito do Ballet Clássico, e apesar da relevância do estudo da TBA como instrumento de otimização da performance, não existem muitas pesquisas que se debrucem sobre este assunto. Objectivos

contribuir para o conhecimento acerca da TBA, dos MP para os MNP e vice-versa;
fornecer informações que fundamentem a adoção de estratégias de ensino e de prática do Ballet Clássico;
otimização do processo de treino. Estudo Empírico - Metodologia Amostra Amostra: 34 crianças destrímanas do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 6 e os 11 anos de idade (8,76 ± 1,52 anos). Amostra Avaliação da preferência manual e pedal: Dutch Handedness Questionaire (van Strien, 2002) e Lateral Preference Inventory (Coren, 1993). Instrumento O autor e um professor credenciado da RAD conceberam um questionário para avaliar o desempenho dos exercícios.

Critérios para elaboração do questionário: visão e objetivos da RAD (RAD, 2011).
Parâmetros de avaliação: capacidade técnica (postura, alinhamento, coordenação e equilíbrio), música (timing, tempo de resposta) e desempenho (expressão e comunicação).
Classificação: escala de Lickert de 1 a 5 pontos; avaliação qualitativa: "muito pobre (1), pobre (2), suficiente (3), bom (4) e muito bom (5)".

Todas as performances foram gravadas em vídeo. Os vídeos foram analisados posteriormente por dois juízes. Tarefa A tarefa consistiu em executar dois exercícios do currículo precedente da Royal Academy of Dance (RAD). Procedimentos
As alunas foram aleatoriamente distribuídas para uma das condições MP-MNP e MNP-MP;

A instrução foi realizada por um professor credenciado da RAD;

Em ambas a condições de tratamento, cada aluna realizou 5 tentativas na fase de aprendizagem, 5 na de retenção e 1 tentativa na avaliação final (fase de transferência da aprendizagem), na qual cada participante realizou a performance para o lado oposto ao qual praticou, privado de qualquer instrução adicional;

Valor da transferência de aprendizagem: média das pontuações dos dois avaliadores nos parâmetros técnica, música e performance, na fase de avaliação final. Amostra Estatística Software S.P.S.S. versão 20.0;

Estatística Descritiva (média e desvio padrão);

ANOVA multivariada para examinar o efeito dos factores idade e condição de prática na TBA;

Nível de significância: p ≤ 0,05; Resultados Resultados Pontuação final (TBA) em função da idade Pontuação final (TBA) em função da condição de prática Resultados - Técnica Pontuação da técnica em função da idade Pontuação da técnica em função da condição de prática Resultados - Música Pontuação da música em função da idade Pontuação da música em função da condição de prática Resultados - Performance Pontuação da performance em função da idade Pontuação da performance em função da condição de prática Resultados Conclusões Conclusões Efeitos significativos da condição de transferência, verificando-se valores superiores de transferência na direção MNP para MP;

Efeitos significativos do fator idade, observando-se valores superiores de transferência nas bailarinas mais velhas;

Efeitos significativos na interação das variáveis condição de transferência e idade. Sugestões Criação de um instrumento que permita mensurar a TBA através da performance, que permita obter resultados menos ambíguos e mais assertivos no domínio no Ballet Clássico;

Aumento do número de tentativas nas fases de aquisição e retenção da aprendizagem motora, considerando a idade dos sujeitos;

Aumento da dimensão amostral, abrangendo outras faixas etárias e níveis de especialização superiores - investigar as variações na direção ou na quantidade de informação transferida ao longo do desenvolvimento;

Estudar a TBA e a sua relação com a preferência manual, nomeadamente em sujeitos sinistrómanos e de preferência ipsilateral ou cruzada;

Estudar a TBA no Ballet Clássico em função do sexo; Sugestões Criação de um instrumento que permita mensurar a TBA através da performance, que permita obter resultados menos ambíguos e mais assertivos no domínio no Ballet Clássico;

Aumento do número de tentativas nas fases de aquisição e retenção da aprendizagem motora, considerando a idade dos sujeitos;

Aumento da dimensão amostral, abrangendo outras faixas etárias e níveis de especialização superiores - investigar as variações na direção ou na quantidade de informação transferida ao longo do desenvolvimento;

Estudar a TBA e a sua relação com a preferência manual, nomeadamente em sujeitos sinistrómanos e de preferência ipsilateral ou cruzada;

Estudar a TBA no Ballet Clássico em função do sexo; Referências Bibliográficas Coren, S. (1993). The Lateral Preference Inventory for measurement of handedness, footedness, eyedness and earedness: norms for young adults. Bulletin of the Psychotomic Society, 31(1), 1-3.

Kimmerle, M. (2010). Lateral bias, functional asymmetry, dance training and dance injuries. Journal of dance medicine & science : official publication of the International Association for Dance Medicine & Science, 14(2), 58-66.

Magill, R. A. (2011). Motor Learning and Control (Nineth ed.): Mc-Graw Hill.

Steinberg, N., Siev-ner, I., Peleg, S., Dar, G., Masharawi, Y., Zeev, A., & Hershkovitz, I. (2012). Extrinsic and intrinsic risk factors associated with injuries in young dancers aged 8–16 years. Journal of Sports Sciences, 30(5), 485-495.

van Strien, J. W. (2002). The Dutch Handedness Questionnaire. Erasmus University Rotterdam.

Vasconcelos, O. (2006). Aprendizagem motora, transferência bilateral e preferência manual. Brazilian Journal of Physical Education and Sport, 20, 37-40. Obrigado pela atenção
Full transcript