Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Motivação e Emoção

No description
by

Lucas Daniel Gehlen

on 21 June 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Motivação e Emoção

Quando um estímulo induz um comportamento direcionado a um objetivo, dizemos que ele MOTIVOU a pessoa.
...se refere à vivência de sentimentos como o medo, a alegria, a surpresa e a raiva.
Motivação e Emoção
Estudo do que nos move...
Já a EMOÇÃO...
Entendido?
Entendemos a diferença?
Um MOTIVO é uma necessidade ou um desejo específico que estimúla o organismo e direciona seu comportamento para um objetivo.
Motivação X Emoção
Todos os motivos são iniciados por algum ESTÍMULO:
uma condição física, como desidratação; um detalhe do ambiente, como uma propaganda de "liquidação"; ou um sentimento, como a solidão, a culpa ou a raiva.
Mas nesse momento, vamos voltar nossa concentração à...
MOTIVAÇÃO
TEORIAS SOBRE MOTIVAÇÃO
instinto
teoria da redução dos impulsos
teoria da ativação
Motivação intrinseca e extrínseca
Escreva o que te motiva a estudar e seguir na universidade todas as noites.
A motivação intrínseca pode ser reduzida pelas recompensas...

Nem sempre fica claro se um comportamento é motivado intrínseca ou extrinsecamente...

Quando buscamos atividades em razão da nossa motivação intrínseca, é provavel que fiquemos e permaneçamos fascinados, além de nos sentirmos felizes.
Uma hierarquia de motivos...
Abraham Maslow
...organizou os motivos em uma hierarquia, dos inferiores aos superiores.
Os motivos inferiores originam-se das necessidades corporais que precisam ser saciadas.
À medida que subimos na hierarquia, os motivos passam a ter origens mais sutis.
... e as Emoções?
Quando emoções básicas existem?
Segundo (Cacioppo e Gardner, 1990) se as emoções não fossem mantidas sob controle, seriam descarregadas de maneira devastadora sobre as capacidades mentais superiores, como o pensamento racional e tomada de decisão.
No passado as emoções eram um instinto básico – um vestígio de nossa herança evolutiva que precisava ser reprimido
Hoje elas são consideradas essenciais para a sobrevivência e uma importante fonte para o aperfeiçoamento pessoal (National advisory Mental Health Council, 1995)
De acordo com (Lazarus, 1999; O´Leary, 1990) as emoções estão relacionadas as variações na função imunológica, e sendo assim, também às doenças. Para (Colemn, 1997) elas podem influenciar no fato de sermos bem sucedidos ou não.
AS EMOÇÕES SÃO AS MESMAS PARA TODAS AS PESSOAS, INDEPENDENTEMENTE DA CULTURA?
Para Robert Plutchit(1980), existem oito emoções básicas: Medo, Surpresa, Tristeza, repusa, Raiva, antecipação, Alegria e Aceitação.
Cada uma dessas emoções contribui para produzir um espectro de experiência mais amplo.
Antecipação + Alegria = Otimismo
Alegria + Aceitação = Amor
As emoções ocorrem devido a intensidade com que as vivenciamos, e de acordo com a cultura a que pertencemos. Segundo os antropólogos, a existência de enormes diferenças no modo como outras culturas, veem e classificam as emoções.
A língua inglesa tem mais de 2.000 palavras pra experiências emocionais.
A língua chinesa tem 750 palavras
Algumas culturas tem somente 7 palavras.

Enquanto algumas culturas não têm palavras para designar, “ansiedade, depressão e culpa”.

Outras, tem 1 que significa ao mesmo tempo, Amor, Simpatia, Compaixão e Afeição.
Emoções diferentes na nossa cultura (Russel, 1991) e em virtude de diferenças entre culturas buscou-se distinguir as emoções em Primárias (Medo, Raiva e Prazer, podendo incluir também a Tristeza, a Repulsa e a Surpresa) e Secundárias ( são as amalgamações sutis das emoções primarias).
TEORIA DE JAMES-LANGE
(1980)
os estímulos do ambiente, provocam alterações físicas em nossos corpos, e as emoções se originam dessas mudanças fisiológicas.
CHAWALISZ, DIENER E GALLAGHER, 1988 – Se as mudanças corporais fossem a origem das emoções, as pessoas portadoras de danos na medula espinhal, deveriam sentir emoções menos intensas, e com frequência menor.
TEORIA DE CANNON-BARD
Afirma que nós processamos mentalmente as emoções, e ao mesmo tempo respondemos fisicamente, e não o contrário.

TEORIA COGNITIVA
Diz que, a situação nos dá pistas de como devemos interpretar nosso estado de estimulação; em seguida utilizamos as informações relativas a situação para saber como reagir.
OBJEÇÕES A TEORIA COGNITIVA
1º - como bebes podem imitar expressões faciais, desde os 12 dias, sem ter adquirido a linguagem.
2ª – é o fato das emoções poderem ser sentidas sem a intervenção da cognição.
EMOÇÕES NÃO VERBAIS
= TIMBRE DE VOZ, EXPRESSÃO FACIAL, LINGUAGEM CORPORAL, ESPAÇO PESSOAL E ATOS EXPLICITOS.
As emoções tem uma história evolutiva, reconstituídas através das culturas como parte de nossa herança biológica?
HOMENS E MULHERES TÊM DIFERENTES TIPOS DE EMOÇÕES, MAS MESMO ASSIM NÃO SÃO MENOS EMOTIVOS.
APENAS PRODUZIMOS MENOR ATIVIDADE CEREBRAL.
O LUGAR ONDE VIVEMOS INFLUENCIA NOSSAS EMOÇÕES?
INDIVIDUALISMO OU COLETIVISMO?
Full transcript