Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As leis de Newton

No description
by

Ítaloo Vieira

on 3 November 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As leis de Newton

As leis de Newton
1º Lei de Newton - Lei da Inércia
Conceito:
2ª Lei de Newton - Princípio Fundamental da Dinâmica
Conceito:
3ª Lei de Newton - Princípio da Ação e Reação
As forças atuam sempre em pares, para toda força de ação, existe uma força de reação.
Isaac Newton foi um cientista inglês conhecido como físico e mtemático.
Em 1687 publicou Philosophiae Naturalis Principia Mathematica decrevendo lei da gravitação universal, e as três leis de Newton, que fundamentaram a mecânica clássica.
Newton
Quem foi Newton ?
Isaac Newton além de físico e matemático também foi astrônomo, alquimista, filósofo natural e teólogo.
A força é simplesmente uma grandeza física capaz de variar a velocidade de um corpo ou de derfoma-lo.
São interações entre corpos que podem:
Colocar um corpo em movimento;
Parar um corpo em movimento;
Deformar um corpo;
Mudar a trajetória de um corpo;
Isto é:
Força
Observações:
Observações:
De forma popular podemos dizer que há força quando damos um beliscão, realizamos um puxão, damos um empurrão, atiramos algo e quando chutamos uma bola. Em todos estes casos e em vários outros exemplos podemos exemplificar força.
Um corpo em repouso tende a permanecer em repouso, e um corpo em movimento tende a permanecer em movimento.
Exemplos:

Quando estamos dentro de um carro, e ele contorna uma curva, nosso corpo tende a permanecer com a mesma velocidade vetorial a que estava submetido antes da curva, isto dá a impressão que se está sendo "jogado" para o lado contrário à curva. Isso porque a velocidade vetorial é tangente a trajetória.
Quando estamos em um carro em movimento e ele freia repentinamente, nos sentimos como se fôssemos atirados para frente, pois nosso corpo tende a continuar em movimento.

Conclusão:
Podemos concluir que um corpo só altera seu estado de inércia, se alguém, ou alguma coisa aplicar nele uma força resultante diferente de zero.
A força é sempre diretamente proporcional ao produto da aceleração de um corpo pela sua massa.

Ou seja:

Onde:

F é a resultante de todas as forças que agem sobre o corpo (em N);

m é a massa do corpo a qual as forças atuam (em kg);

a é a aceleração adquirida (em m/S2).
A unidade de força, no sistema internacional, é o N (Newton), que equivale a kg m/s² (quilograma metro por segundo ao quadrado).
Exemplo:
Quando uma força de 12N é aplicada em um corpo de 2kg, qual é a aceleração adquirida por ele?

F = m.a

12 = 2a

12/2 = a

a=6m/s²
=
F = m.a
Conceito
Explicação
Quando uma pessoa empurra uma caixa com uma força F, podemos dizer que: é uma força de ação. Mas conforme a 3° lei de Newton, sempre que isso ocorre, há uma outra força com módulo e direção iguais, e sentido oposto a força de ação, esta é chamada força de reação.
Características:

Possuem a mesma natureza, ou seja, são ambas de contato ou de campo;
São forças trocadas entre dois corpos;
Não se equilibram e não se anulam, pois estão aplicadas em corpos diferentes.

Exemplos:
Quando uma pessoa caminha sobre uma superfície, ela é direcionada para frente graças à força que ela aplicou sobre o chão.
Um foguete para entrar em órbita aplica uma constante ação de forças, sobre o ar atmosférico, e em reação à esta força o foguete é impulsionado para cima. Note que quando já em órbita o foguete só necessita de propulsão para alterar sua rota, pois como prevê a 1° Lei de Newton o corpo irá permanecer em movimento, para mudar sua rota no espaço o foguete aplica uma força para o lado oposto que necessita ir, e pela 3º Lei de Newton é direcionado para o outro lado.
Full transcript