Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Solanaceae

Seminário para a disciplina Taxonomia de Angiospermas - IB - UFRJ
by

Fernanda Tubenchlak

on 27 July 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Solanaceae

Bibliografia
SOLANACEAE
Classificação e Filogenia
Morfologia
Filogenia
http://www.mobot.org/MOBOT/research/APweb/
acessado em 30/06/2013
Souza, C. V., Lorenzi, H. BOTÂNICA SISTEMÁTICA: Guia ilustrado para identificação das famílias de Fanerógamas nativas e exóticas no Brasil, baseado em APG III. 3ª edição - Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum 2012.
Inflorescência
Flores
Androceu
Gineceu
Fruto
Hábito
Folhas
Diversidade
Solanum lycopersicum
Solanum tuberosum
Capsicum spp.
Solanum melongena
Solanum gilo
Importância Econômica
http://www.ethno-botanik.org/Startseite_en.html
Ervas, arbustos ou pequenas árvores, raramente lianas ou hemiepífitas, frequentemente armadas.
alternas, simples, algumas vezes pinatisectas, sem estípulas, margem inteira.
Brasil: 30 gêneros e cerca de 450 espécies
Disciplina: Taxonomia de Angiospermas
Professora: Mariana Saavedra
Fernanda Tubenchlak
Tabaco
Distribuição Geográfica
Cosmopolita, concentrada na Região Neotropical.
(map: from van Steenis & van Balgooy 1966; Meusel et al. 1978; van Balgooy 1984; Heywood 2007).
Solanales
O-methyl flavonols (flavones)
inflorescência terminal
túbo polínico geralemente com calose;
frutos com cálice persistente;
desenvolvimento do endosperma?
geralmente vistosas, bissexuadas, diclamídeas;,
pentâmeras, actinomorfa ou levemente zigomorfa;
comprimento variando de 1 a 20 cm;
http://www.botany.hawaii.edu/faculty/carr/solan.htm
http://delta-intkey.com/angio/www/solanace.htm
5 estames espipétalos, menos frequente 2 (Schwenckia) ou 4 didínamos (Brunfelsia)
Linhagem basal de Solanales do Campaniano-Santoniano 86-82 m.y.a.
Fruto do tipo baga, drupa ou cápsula, por vezes envolvidos pelo cálice acrescente, sementes poucas a numerosas.
ovário súpero;
bicarpelar, bilocular, ou falsamente plurilocular, raramente tetralolular (Datura);
cerca de 150 gêneros e 3000 espécies
Solanaceae
IB - UFRJ
APG III
Solanaceae Juss., Gen. Pl.: 124. 4 Aug 1789, nom. cons.
Juss. 1789
Gênero Nicotiana
Dahlgren:
classe Magnoliopsida;
Superordem Solaniflorae; Ordem Solanales.
Olmstead, R. G., et al. "A molecular phylogeny of the Solanaceae" TAXON 57 (4) • November 2008: 1159–1181
acessado em 30/06/2013
acessado em 02/07/2013
acessado em 07/07/2013
Tomates
Batata
Jiló
Berinjela
Pimentas e Pimentão
Fauna
Lobeira
Solanum lycocarpum
Lobo-guará
Chrysocyon brachyurus
Fisales, juá-de-capote, balão japonês, capucha, uvilla, groundcherry....
Physalis sp.
Acnistus arborescens
Fruto-de-sabiá
Antoine Laurent de Jussieu (1748-1836)
Cimosa, algumas vezes reduzidas a uma única flor
Cálice gamossépalo, persistente, prefloração valvar ou imbricada, às vezes ampliando-se no fruto;

Corola gamopétala, geralmente plicada, rotácea, campanulada, infundiforme, hipocrateriforme, tubulosa ou urceolada, prefloração valvar, convoluta ou imbricada
anteras rimosas ou poricidas (Lycianthes, Solanum), com filetes livres ou parcialmente soldados entre si,
* disco nectarífero geralmente presente
estilete terminal, carpelos orientados obliquamente em relação ao eixo da flor;
placentação axial
pluriovulado
Mandrágora
5 famílias, 165 generos,
4080 espécies.
Regiões: DNA do cloroplasto, ndhF e trnLF.
89 gêneros e 190 espécies
Cronquist:
classe Magnoliopsida;
Subclasse Asteridae; Ordem Solanales.
família Goetzeaceae (4 gêneros) e as famílias monotípicas Duckeodendraceae, Nolanaceae, e Sclerophylaceae, foram incluídas em Solanaceae.
Filogenia molecular
Solanaceae é um grupo predominante no Novo Mundo, com diversos linhagens representadas nos outros continentes.
Richard G. Olmstead et al.
Subfamílias: Solanoideae, Nicotianoideae, Cestroideae
Clados: "x = 12", Petunieae, Schwenckieae, Benthamielleae, Goetzeoideae
Tribos: Anthorcercideae, Capsiceae, Physaleae
100 2500
Subfamílias Cestroideae e Solanoideae
Tradiciolnalmente:
diversos gêneros incluídos em Solanum
(Cyphomandra, Lycopersicon, Normania, Triguera)
* nomes dos gêneros geralmente seguem D’Arcy 1991
Alcalóides
Evolução
Biogeografia
Diversificação 78-76 m.y.a.
Representantes do Velho Mundo tiveram 8 ou 9 eventos de dispersação.
Jurubeba
Solanum paniculatum
A infusão do seu caule e da sua raiz em álcool de cana (cachaça) é popularmente utilizada como aperitivo e como digestivo, como a conhecida Jurubeba Leão do Norte.


A medicina popular recomenda o seu chá como tônico cardiovascular, estimulante do apetite, do fígado (colagogo) e do baço, contra problemas da digestão, diurética, hipoglicemiante, antianêmica, febrífuga e cicatrizante.
Ornamental
Petúnias
Trombeteira
Gêneros Datura e Brugmansia
Scopolamina, hiosciamina, atropina, nicotina anticolinérgicos....
Mandragora sp
Mandragora officinarum
Beladona
Atropa belladona
"deadly nightshade"
Full transcript