Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Química

by Pedro, Joao and Vanessa
by

on 31 July 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Química

Química
Estrutura atómica
Os átomos são partículas de reduzidíssimas dimensões
Dentro dos átomos existem outras partículas as partículas fundamentais:
• Protões-Que possuem carga elétrica positiva (+1)
• Eletrões-Que possuem carga elétrica negativa (-1)
• Neutrões-Que são partículas eletricamente neutras.

Como são os átomos?
Modelo da nuvem eletrónica
Segundo a teoria Atómica, não é possível saber de exatidão, num dado instante, a posição de um eletrão, em relação ao núcleo, não é possível falar em órbita do eletrão, mas apenas em zonas do espaço do átomo à volta do núcleo, onde o eletrão tem maior probabilidade de se encontrar, essas zonas chamam-se orbitais.
Orbital-zona do átomo onde temos maior probabilidade de encontrar um eletrão.

Modelo atómico de Dalton
O primeiro modelo atómico foi proposto por John Dalton
Dalton admitiu que a matéria era constituída por átomos pequenas esferas maciças indivisíveis e indestrutíveis.

Modelo atómico de Thomson
Considera-se o átomo como uma esfera de carga positiva onde os eletrões, cargas negativas, se encontram incrustados como passas num bolo.
Modelo de Rutherford
Os eletrões giram à volta do núcleo do átomo como os planetas à volta do sol
Modelo de Bohr
Os eletrões movem-se a enorme velocidade à volta do núcleo, descrevendo orbitais.
Átomos
Os átomos são formados por partículas subatómicas que são os protões, os neutrões e os eletrões.
Num átomo existe igual número de protões e de eletrões. Por isso, o átomo é neutro.
Identificar Átomos
Os átomos podem identificar-se pelo número de protões que existem nos núcleos.
Número de Massa é o número de nucleões (protões e neutrões) que existem no núcleo atómico. (A)
• Número de Protões é o número atómico (Z)
• Número de Neutrões (N)
A=Z+N
Representação do átomo
Isótopos
São átomos do mesmo elemento, mas com diferentes números de massa. Diferem apenas no número de neutrões.
Distribuição eletrónica nos átomos
É o modo como os eletrões se distribuem por camadas ou níveis de energia à volta do núcleo. Que podem ir de n=1 até n=8. Eles podem transitar de nível de energia é necessário que haja absorção.
2n
2
Os iões
Um átomo embora eletricamente neutro, pode perder ou ganhar eletrões, transformando-se num ião, o número de eletrões não é, portanto, igual ao número de protões.
• Um catião ou ião positivo, se um átomo perder eletrões.
Ao perder eletrões e portanto, fica com mais protões do que eletrões e portanto, torna-se numa partícula positiva.
• Um anião ou ião negativo, se um átomo receber eletrões.
Ao receber eletrões, fica com mais eletrões do que protões e, portanto, torna-se numa partícula negativa.
História da Tabela Periódica
Na tentativa de ordenar e classificar os elementos de forma a estudá-los melhor, os químicos aperceberam-se da possibilidade de formarem grupos de elementos com propriedades semelhantes. O químico Dmitri Mendeléyev (1834-1907) resolveu organizar os 60 elementos por ordem crescente das suas massas atómicas relativas. Em 1969, esta tabela periódica de Mendeléyev é aceite e adotada pela maioria dos químicos. Com o avançar dos anos a tabela foi ficando maior.
A tabela periódica atual tem como base a tabela concebida por Mendeléyev, embora com algumas alterações.
número de massa
número atómico
símbolo do elemento químico
A
X
Z
A tabela Periódica atual é constituída por elementos dispostos por ordem crescente de número atómico, numa matriz quadriculada de 18 colunas e de 7 linhas.
• Uma coluna constitui um grupo.
• Uma linha constitui um período.
Os elementos químicos, de acordo com as suas propriedades, podem ainda ser classificados em metais, não metais e semimetais.
A Tabela Periódica dos Elementos
Elementos naturais
São os elementos químicos encontrados na natureza. Onde são conhecidos 91 elementos naturais, tendo em sua maioria número atômico menores que 92. Porem o: Tecnécio (Tc), de número atômico 43; Promécio (Pm), de número atômico 61, e Ástato (At), de número atômico 85, também são elementos artificiais.
Elementos sintéticos
São os elementos cujos átomos são produzidos artificialmente. Os elementos com número atômico superior ao do urânio (Z > 92) são todos artificiais.
Elementos naturais e artificiais
Metais Alcalinos
Os metais alcalinos são os elementos químicos encontrados no Grupo 1 da tabela periódica.
Metais alcalinosterrosos
Os alcalinosterrosos são os elementos químicos do grupo 2.
Metais de transição
Os metais de transição são os elementos químicos entre o grupo 2 e 13.
Lantanídeos
Os lantanídeos são os elementos que fazem parte do período 6.
Metais de pós transição
Os metais de pós transição fazem parte do bloco p.
Não Metais
Os Não Metais quase todos fazem parte do bloco p.
Gases Nobres
Os gases nobres fazem parte do grupo 18.
Ligação Química
Uma ligação química é uma atração entre os átomos que permite a formação de substâncias químicas que contém dois ou mais átomos.
Ligação Covalente
Uma ligação química que é feita por compartilha de eletrões designa-se por ligação covalente.
Forças repulsivas
Entre os eletrões e entre os núcleos dos dois átomos
Forças atrativas
Entre o eletrão de cada um dos átomos e os dois núcleos.
Tipos Ligações Covalentes
Ligação Covalente Simples
Quando é compartilhado 1 par de eletrões isto é 2 eletrões.
Ligação Covalente Tripla
Quando é compartilhado 3 pares de eletrões isto é 6 eletrões
Ligação Covalente Dupla
Quando é compartilhado 2 pares de eletrões isto é 4 eletrões.
Ligação Covalente Polar
A ligação covalente simples apolar é quando a nuvem eletrónica é distribuída igualmente, então não se formam polos.
Ligação Covalente Apolar
Polaridade das moleculas
A polaridade é uma característica de moléculas onde os eletrões não estão divididos de forma igual, formando polos.
Ligação Covalente, Iónica e Metálica
Ligação Covalente
Ligação covalente é uma ligação química que envolve o compartilhamento de pares de eletrões entre átomos.
Ligação Iónica
Ligação iônica é um tipo de ligação química que envolve a atração eletrostática entre iões de cargas opostas.
Ligação Metálica
Ligação metálica constitui as forças de atração eletrostática entre os eletrões deslocalizados.
Propriedades das substâncias moleculares, iónicas e metálicas
Substâncias moleculares
Substâncias iónicas
As substâncias iónicas são constituídas por iões positivos e negativo. Estas têm uma forte força de coesão e um ponto de ebulição elevado. São substâncias que quando sólidas são más condutoras elétricas mas quando fundidas, ou em solução aquosas são boas condutoras. São sólidas à temperatura ambiente, são duras, quebradiças e não deformáveis. São quebradiças pois, quando sujeitas a forças, se os iões se deslocam muito das suas posições de equilíbrio, aumenta a repulsão entre iões com o mesmo tipo de carga, separando-se uns dos outros.
Substâncias metálicas
As substâncias metálicas são constituídas por iões positivos e eletrões livres. Estas têm uma forte força de coesão e variáveis pontos de ebulição. São boas condutoras da eletricidade. Isto deve-se ao facto de nos metais existirem eletrões com grande mobilidade A maior parte encontra-se sólida à temperatura ambiente. São maleáveis, dúcteis, duras e não quebradiças.
Notação de Lewis é uma forma de representar ligações químicas. Foi proposta em 1916 pelo físico e químico norte-americano Gilbert Newton Lewis.
Esta notação consiste numa representação esquemática da camada de valência de cada átomo, isto é, representa-se o símbolo do elemento rodeado dos eletrões de valência. Cada ponto ou cada cruz representa um eletrão de valência. Relembra que os eletrões de valência, são os eletrões que estão na última camada de energia.
Notação de Lewis
Átomo de Carbono em notação de Lewis mostrando os seus 4 eletrões de valencia
A molécula da água em notação de Lewis
Compostos de Carbono
Compostos de Carbono ou Orgânicos é um ramo da química que estuda a estrutura, as propriedades, a composição, as reações, e a síntese de compostos orgânicos.
São as sintetizadas pelos seres vivos, denominadas biomoléculas, que são estudadas pela bioquímica.
Moléculas orgânicas naturais
Moléculas orgânicas artificiais
São substâncias que não existem na natureza e têm sido fabricadas pelo homem, como os plásticos. A maioria dos compostos orgânicos puros são produzidos artificialmente.
A ligação covalente simples polar é quando a nuvem eletrónica não está distribuída de igual forma, então formam-se polos.
Temperatura Ambiente
As substâncias moleculares são constituídas por moléculas. Estas têm uma força de coesão fraca e um ponto de ebulição baixo. São substâncias más condutoras elétricas quando sólidas, pois quando substâncias aquosas se forem apolares são más condutoras, mas se forem polares são boas condutoras. Quando à temperatura ambiente podem se encontrar no estado gasoso, líquido ou no sólido.
100ºc
ponto de ebulição:
ponto de ebulição: 1465ºC
NaCl
H
2
O
temperatura ambiente
Cu
ponto de ebulição: variavel
temperatura ambiente
Escherichia coli
Full transcript